Inglês para Chinês

The Ingles web site contains information about Ingles Markets including: nutrition articles, store locations, current ads, special promotions, store history, press releases, recipes and contact information Inglês, francês, espanhol, alemão, chinês e russo para crianças 3-12 anos! PetraLingua® cursos de línguas multimédia online com dicionário. Aulas grátis! Professor de inglês (esl) para trabalhar na china. A empresa de recrutamento A-Staff China está procurando professores de ESL (inglês como segunda língua) entusiasmados, confiáveis e envolventes para trabalhar internacionalmente em diferentes cidades da China. A melhor forma para as crianças aprenderem línguas - Aulas de I Inglês, Francês, Espanhol, Alemão, Russo e Chinês con DVDs, CDs, livros e jogos Traduza documentos e e-mails do Inglês to Chinês (s). Há literalmente milhões de termos traduzidos do Inglês to Chinês (s) para se pesquisar no banco de dados da Babylon Software, que contém mais de 1.700 dicionários, glossários, tesauros, enciclopédias e léxicos que cobrem uma enorme variedade de assuntos; tudo em mais de 77 idiomas N osso dicionário Inglês-Chinês on-line contém milhares de palavras e expressões. Oferece ao mesmo tempo o conteúdo dos famosos dicionários Collins e as traduções acrescentadas pelos usuários. A riqueza e a estrutura do nosso dicionário ajudam-lhe a eleger a palavra adequada para comunicar em Inglês ou Chinês. Traduza documentos e e-mails do Chinês (s) to Inglês. Há literalmente milhões de termos traduzidos do Chinês (s) to Inglês para se pesquisar no banco de dados da Babylon Software, que contém mais de 1.700 dicionários, glossários, tesauros, enciclopédias e léxicos que cobrem uma enorme variedade de assuntos; tudo em mais de 77 idiomas china tradução: porcelana, louça, China. Aprender mais em dicionário Inglês-Português Cambridge O serviço gratuito do Google traduz instantaneamente palavras, frases e páginas da Web entre o inglês e mais de 100 outros idiomas. O dicionário online de chinês mandarim para inglês e mandarim para inglês da Collins é um texto pensado e escrito por especialistas em mandarim e inglês. Esse recurso confiável oferece aos alunos de idiomas tudo o que eles precisam para fazer pesquisa online e inclui o Pinyin em todo o ...

Transmissões de Futebol Ao Vivo dos Jogos TV Globo, SporTV, Premiere e GloboEsporte (15/09 até 17/09)

2020.09.16 02:41 futebolstats Transmissões de Futebol Ao Vivo dos Jogos TV Globo, SporTV, Premiere e GloboEsporte (15/09 até 17/09)

Veja onde serão transmitidas as partidas de futebol ao vivo pelos canais da TV Globo. As transmissões abaixo referem-se aos canais TV Globo (e suas afiliadas), SporTV e Premiere e estão no horário de Brasília. As partidas transmitidas pelo SporTV poderão ser vista na internet pelo SporTV Play, o mesmo caso acontece com o Premiere, que tem o Premiere Play.
Programação de Futebol na TV AO VIVO

Terça-feira, 15 de setembro:

19h15 – Confiança-SE x Avaí (Campeonato Brasileiro – Série B)Transmissão: SporTV (exceto Sergipe) e Premiere para todo o BrasilNarração: Clayton CarvalhoComentários: Marcelo RaedCentral do Apito: Nadine BasttosReportagens: Tâmara Oliveira 21h30 – São Bento x Taubaté (Campeonato Paulista – Série A2)Transmissão: SporTVNarração: Henrique GuidiComentários: Alexandre LozettiCentral do Apito: Sálvio SpinolaReportagens: Douglas Brito

Quarta-feira, 16 de setembro:

19h – Ponte Preta x América-MG (Copa do Brasil)Transmissão: SporTV (exceto região de Campinas-SP) e Premiere para todo o BrasilNarração: Odinei RibeiroComentários: Henrique Fernandes (por vídeo) e Maurício NoriegaCentral do Apito: Paulo César de OliveiraReportagens: Gustavo Biano 19h15 – CSA x Cuiabá (Campeonato Brasileiro – Série B)Transmissão: Premiere para todo o BrasilNarração: Júlio OliveiraComentários: Ricardo GonzalezCentral do Apito: Sandro Meira RicciReportagens: Ricardo Amaral 21h30 – Fluminense x Atlético-GO (Copa do Brasil)Transmissão: Globo para Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás, Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba, Maranhão, Amazonas, Amapá, Roraima e a cidade de Juiz de Fora-MG.Narração: Luis RobertoComentários: Junior (por vídeo) e PedrinhoCentral do Apito: Nadine BasttosReportagens: Júlia Guimarães Transmissão: SporTV e Premiere para todo o BrasilNarração: Jader RochaComentários: Renata Mendonça (por vídeo) e PetkovicCentral do Apito: Sandro Meira RicciReportagens: Léo Hamawaki 21h30 – Corinthians x Bahia (Campeonato Brasileiro – Série A)Transmissão: Globo para São Paulo, Minas Gerais (exceto Juiz de Fora), Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Bahia, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Acre, Rondônia, Pará e Distrito Federal.Narração: Cléber MachadoComentários: Casagrande e Caio RibeiroCentral do Apito: Sálvio SpinolaReportagens: André Hernan Transmissão: Premiere para todo o BrasilNarração: Gustavo VillaniComentários: Ricardinho (por vídeo) e Paulo Vinicius CoelhoCentral do Apito: Sandro Meira RicciReportagens: Thiago Crespo 21h30 – Brusque-SC x Ceará (Copa do Brasil)Transmissão: Globo para CearáNarração: Dênis MedeirosComentários: Daniel RochaCentral do Apito: Márcio Rezende de Freitas Transmissão: SporTV2 e Premiere para todo o BrasilNarração: Daniel PereiraComentários: Carlos Eduardo LinoCentral do Apito: Sandro Meira RicciReportagens: Marcelo Siqueira

Quinta-feira, 17 de setembro:

16h – Juventude x CRB (Copa do Brasil)Transmissão: SporTV (exceto Rio Grande do Sul) e Premiere para todo o BrasilNarração: Rogério CorreiaComentários: Paulo César Vasconcellos (por vídeo) e Fábio JuniorCentral do Apito: Márcio Rezende de FreitasReportagens: Rodrigo Cordeiro 19h – Botafogo x Vasco (Copa do Brasil)Transmissão: SporTV (exceto Rio de Janeiro) e Premiere para todo o BrasilNarração: Luiz Carlos Jr.Comentários: Grafite (por vídeo) e Lédio CarmonaCentral do Apito: Sandro Meira RicciReportagens: Eudes JuniorTorcedômetro Qual é a maior torcida do Brasil?
HoraJogosCanalCompetição
07h00Henan Jianye x Shenzhen KaisaSem transmissãoCampeonato Chinês
09h00Dalian Pro x Shanghai ShenhuaSem transmissãoCampeonato Chinês
12h30Zenit x Arsenal TulasBandsports e Russian Premier Liga (Youtube)Campeonato Russo
13h30Dynamo Dresden x Hamburger SVSem transmissãoCopa da Alemanha
13h30FC Würzburger Kickers x Hannover 96Sem transmissãoCopa da Alemanha
14h00Sheffield United x WolverhamptonESPNCampeonato Inglês
14h30FC Rostov x Lokomotiv MoscouRussian Premier Liga (Youtube)Campeonato Russo
15h45Duisburg x Borussia DortmundESPN BrasilCopa da Alemanha
15h45Toulouse x SochauxSem transmissãoCampeonato Francês 2ª Divisão
16h00Brighton x ChelseaFOX SportsCampeonato Inglês
16h00Universidad de Chile x CobresalSem transmissãoCampeonato Chileno
17h00Portuguesa x XV de PiracicabaSporTVCampeonato Paulista Série A2
18h00Manaus x TrezeDAZN - (ASSISTA AQUI DE GRAÇA POR 30 DIAS)Campeonato Brasileiro Série C
19h00Marreco x BlumenauTVN SPORTSLNF
20h00Paraná x CRBSporTV (menos PR) e Premiere 4Campeonato Brasileiro Série B
20h00Juventude x VitóriaPremiere FCCampeonato Brasileiro Série B
20h00Jacuipense x FerroviárioDAZN - (ASSISTA AQUI DE GRAÇA POR 30 DIAS)Campeonato Brasileiro Série C
21h00Moto Club x São José-MAmotocluboficial.com.br (pago)Campeonato Maranhense
23h00Pachuca x MonterreyMarca Claro (YouTube)Campeonato Mexicano

Adicione em seu site

Aqui no Futebol Stats você pode acompanhar tudo sobre todos os campeonatos nacionais e também os internacionais. Acesse nossa página para saber onde assistir os jogos de Futebol Ao Vivo, e saiba onde assistir todos os jogos de hoje. Não deixe de acessar a nossa página do Torcedômetro veja o ranking e também vote em qual time tem a maior torcida do Brasil.
O post Transmissões de Futebol Ao Vivo dos Jogos TV Globo, SporTV, Premiere e GloboEsporte (15/09 até 17/09) apareceu primeiro em Futebol Stats.
from Futebol Stats https://bit.ly/2RwVWsq
via IFTTT
submitted by futebolstats to SiteFutebolStats [link] [comments]


2020.09.14 20:25 Des777soc O stalinismo nunca apoiou nenhuma revolução; as boicotou (I)

Vi, em um debate recente, uma viúva de Stálin afirmar que as revoluções e implantações de estados operários em várias partes do mundo foi fruto da política do “socialismo em um só país” aplicada pela União Soviética a partir de meados da década de 1920. O debatedor encheu os pulmões para louvar o stalinismo, atribuindo à burocracia soviética os processos de libertação nacional e independência dos países coloniais e de governo operário no leste europeu, China, Coreia, Vietnã, Cuba…
Essa, no entanto, não é uma análise científica. O que realmente aconteceu foi muito diferente do propagado pelos stalinistas.
A teoria do “socialismo em um só país” foi desenvolvida em um momento no qual a burocracia stalinista havia tomado conta do Partido Bolchevique após a morte de Lênin com o único objetivo de se encastelar no Crêmlin e proteger-se de quaisquer turbulências. Foi uma desculpa para trair a tradição internacionalista fundada por Marx e Engels de promover a revolução mundial, afirmando que a URSS, após a guerra civil e as derrotas das revoluções pós-Revolução Russa, não tinha condições de levar adiante a organização do proletariado internacional para a tomada do poder.
O verdadeiro motivo era que, caso ocorressem revoluções em outras partes, essas transformações dariam um ímpeto à própria classe operária soviética, que já havia passado pela experiência revolucionária menos de dez anos antes, e esta se movimentaria novamente para reaver a política de 1917, desvirtuada e traída pela burocracia. Para recuperar a organização independente nos sindicatos – domesticados pela mão de ferro do estado operário degenerado -, os direitos conquistados após a revolução e que depois foram sendo retirados por Stálin – como o direito das mulheres ao aborto – e, finalmente, para retomar para si o poder do Estado, derrubando a casta burocrática que parasitava o aparelho partidário e estatal.
A burocracia – como qualquer burocracia reacionária – tremia só de pensar em perder os seus privilégios adquiridos à custa da classe trabalhadora.
Foi assim que, já em 1926, diante de uma greve geral de características revolucionárias na Inglaterra, a política externa stalinista tratou de conter o movimento operário inglês ao ficar à reboque dos sindicalistas social-democratas no Comitê Anglo-Russo, que traíram a greve e acabaram com ela. No ano seguinte, foi a vez de uma experiência ainda mais catastrófica na China, quando a aliança com o já reacionário Kuomintang levou o Partido Comunista a uma derrota avassaladora e a um banho de sangue dos operários que se ergueram em Xangai, desorganizando completamente o movimento popular chinês pela repressão do Kuomintang.
Após essas fatídicas derrotas, o stalinismo e a III Internacional controlada por ele implementaram um giro de 180 graus, indo da direita para o ultra-esquerdismo. Na Alemanha, por exemplo, os comunistas se recusaram a fazer uma frente única com a social-democracia contra a ascensão de Hitler e na França chegaram a apoiar ações fascistas contra a mesma social-democracia. Era a política do “Terceiro Período”, que pregava o “social-fascismo”, afirmando que não se poderia mais fazer alianças com os reformistas (mesmo eles sendo majoritários no movimento operário), porque eram o braço esquerdo do fascismo. Imaginavam, ademais, que seria até bom a subida ao poder dos fascistas, porque estes desestabilizariam a tal ponto o regime político burguês que enfraqueceriam a burguesia e, sendo eles próprios muito frágeis, abririam o caminho para a revolução socialista!
Depois de mais um ciclo de derrotas, com os nazistas enviando tanto os comunistas como os social-democratas para os campos de concentração, o stalinismo implementou um novo giro de 180 graus em sua política centrista, pregando novamente uma colaboração de classes com a burguesia e promovendo as chamadas frentes populares em todos os lugares.
Após aliar-se com os fascistas, portanto, o Partido Comunista Francês, sob as ordens da III Internacional, formou uma frente com o Partido Socialista e o Partido Radical em um movimento de ascensão revolucionária do proletariado francês. Essa frente serviu ao único propósito de conter o desenvolvimento da classe operária para a tomada do poder. Intensas agitações infestaram o país em 1936, com greves e ocupações de fábricas, até explodir uma greve geral de características revolucionárias. A frente popular, que estava no governo, teve de entregar os anéis para não perder os dedos, e o PCF foi fundamental nessa política, tanto de boicotar o movimento como de acabar com a greve fazendo concessões para que a crise revolucionária terminasse sem a tomada do poder pelo operariado, mantendo assim a burguesia no controle da situação.
Caso ainda mais grave foi na Espanha. O governo republicano teve forte apoio do Partido Comunista, sendo, assim, um governo de frente popular e colaboração de classes, e tendo chegado ao poder graças à mobilização radical dos trabalhadores espanhóis. A situação evoluiu de maneira que, em 1936, estourou uma revolução, na qual os operários ocuparam fábricas e os camponeses, as terras. A burguesia reagiu com o fascismo entrando em guerra civil com os republicanos e seus aliados comunistas e anarquistas. Durante a guerra, que durou até 1939, ao invés de tomar as armas para, enquanto lutava contra o fascismo, desenvolver o caráter socialista da revolução, os comunistas praticaram uma política tão direitista quanto os republicanos.
Mas o fato mais marcante da revolução espanhola foi o papel da própria URSS. Em sua política internacional de conciliação com os países imperialistas “democráticos”, concordou em não intervir do lado republicano na guerra, mas ao mesmo tempo a Alemanha e a Itália enviavam homens e armas para as tropas de Franco. Quando a situação degringolou, os soviéticos se limitaram a criar brigadas internacionais (sob a pressão do movimento operário mundial), controlando-as rigidamente, sem o poder necessário e possível para intervir de verdade na guerra a fim de desequilibrar o conflito a favor da República.
Quando chegaram à Espanha, as brigadas, subordinadas ao Partido Comunista (que, por sua vez, era subordinado a Moscou) substituíram, à força, as milícias operárias, transformando-as em exército regular e as incorporando nas tropas republicanas, que, naquele momento, já estavam em claro declínio. O ponto mais dramático foi o confronto do Partido Comunista com os militantes do Partido Operário de Unificação Marxista (POUM), que era tachado de trotskista, e que levou a uma repressão violentíssima de seus militantes pelos oficiais do PCE, desintegrando o POUM e jogando a pá de cal na última esperança de organização independente dos operários espanhóis. Isso já foi em 1939 e tornou-se fundamental para a derrota das forças de esquerda para o franquismo, que impôs seu domínio sobre o país transformando a Espanha em um estado fascista que durou 35 anos.
(Continua)
submitted by Des777soc to BrasildoB [link] [comments]


2020.08.15 21:15 gdtn3 Wikipédia, a enciclopédia livre

Macaco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa 📷 Nota: Para outros significados, veja Macaco (desambiguação)). 📷 Macaco nas cavernas de Batu, na Malásia.
Macaco é um termo de origem africana (provavelmente do banto makako)[1] utilizado como designação comum a todas as espécies) de símios ou primatas antropoides. É aplicada restritivamente no Brasil aos cebídeos (ou macacos do Novo Mundo) em geral. No sentido estrito, "macaco" refere-se às espécies de primatas pertencentes ao género Macaca.
A designação mico se origina, segundo o Dicionário Aurélio,[2] do caraíba (karib) continental. É bastante usada no Brasil, onde costuma aplicar-se às espécies do gênero) Cebus, no Sul, e às espécies de pequeno porte, ou saguis, no Norte.
O termo sagui se origina do tupi antigo sagûi e também designa os macacos calitriquídeos de pequeno porte.[3]
Ainda segundo Cunha,[4] o termo símio, que também designa os macacos (tendo sido registrado no português dos séculos XVI e XVII), vem do latim simius, de simus, "que tem o nariz chato".

Índice


Nomenclatura

Na classificação popular brasileira, geralmente se utilizam os termos "macaco" ou mono (segundo o Dicionário Aurélio, antigo termo português para espécie de símio africano),[5] seguidos de um adjetivo que identifique o animal, a exemplo de "mono-carvoeiro" e "macaco-aranha", como exemplificado abaixo na galeria de fotos.

Classificação científica

📷Ver artigo principal: Simiiformes
A classificação científica também se vale desse esquema de adjetivação. Por exemploː no gênero Cebus, incluem-se espécies designadas por libidinosus (macaco-prego), ruivo, robustus etc. Ainda nessa classificação, alguns deles são associados a demônios como Beelzebuth (Ateles belzebuth) e Satanás (Chiropotes satanas) ou se referem a lendas como por exemplo a dos cércopes, salteadores de força descomunal que assaltavam e matavam os viajantes da Grécia Antiga. Conta-se que, no seu atrevimento, chegaram a atacar Hércules enquanto este dormia mas que este, ao acordar, os dominou com facilidade, tratando então de amarrá-los, pretendendo vendê-los como escravos. No caminho do mercado, os cércopes, mesmo amarrados, fizeram tantas brincadeiras e piadas que o herói findou por soltá-los. Contudo, Zeus, o senhor dos homens e dos deuses do Olimpo, não foi tão piedoso e transformou os cércopes em macacosː mais especificamente, os do gênero Cercopithecus.[6]
Macacos do Novo Mundo

Macacos do Velho Mundo

Provérbios, ditos e trovas [Nota 1]

📷 Três Macacos Sábios

Ver também

📷 O macaco peregrino personagem do clássico texto budista chinês "Jornada ao Oeste" [11]

Referências


  1. CH'ÊNG-ÊN, Wu. O macaco peregrino ou a saga ao ocidente. SP, Horus Editora, 2002

Ligações externas

📷 O Wikcionário tem o verbete macaco.

Notas


  1. Compiladas da tradição lusitana, afro-indígena brasileira por diversos autores entre os quais:ITABERABA, Lyra. Já dizia minha vó...sabedoria popular. Salvador, Ed. Assembléia Legislativa do estado da Bahia, 2010; CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do Folclore Brasileiro. RJ, Ediouro, 1972
📷 Este artigo sobre Primatas, integrado ao WikiProjeto Primatas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Categoria:
submitted by gdtn3 to okcamaradaretardado [link] [comments]


2020.07.27 23:33 outandoutann Minha identidade cultural não é um performance.

Sou uma nigeriana. Pertenço ao grupo étnico iorubá que descobri que teve forte influência sobre a cultura afro daqui especialmente na religião. Moro aqui há 10 anos e fiquei feliz em descobrir que tem traços da minha cultura aqui.
Tenho um colega de trabalho que também é amigo. Ele é brasileiro negro e sempre teve interesse em minha cultura por ele ser de uma das religiões de matriz africana aqui. Ele me pergunta várias coisas tipo "como fala isso? Como era aquilo?" etc. É legal porque eu nunca dei valor a essas coisas pois são banais para mim mas aqui está alguém muito interessado na minha cultura e que admira-la.
Só que agora está ficando chato porque ele sempre fala "fala em ioruba" sendo que ninguém no trabalho entende essa língua, nem ele entende essa língua e se eu estivesse na Nigeria eu ia falar inglês no meu ambiente de trabalho. Ele começou agora que eu odeio minha cultura só porque não sou de ficar esfregando na cara dos outros. Se estamos falando de música, ele fala "música ioruba", filme "filme ioruba". Levei como brincadeira no começo porque tenho certa dificuldade em perceber quando alguém está zoando comigo mas agora acho que está falando sério. Mesmo se fosse brincadeira, não gosto.
2 semanas atrás mandei um áudio cantando parabéns para minha gerente no aniversário dela. Foi em inglês. Todo mundo gostou e me pediram para cantar semana passada depois da reunião, cantei uma de Bangles, Whitney Houston. Estou aprendendo chinês então cantei minha música favorita em chinês. Todo mundo gostou e uma colega pediu para cantar BTS sendo que sei nada de coreano. Esse meu colega falou que eu deveria ter cantado em iorubá. Falei que ia da próxima vez. Como ele gosta de informações sobre minha cultura, de vez em quando mando uns vídeos e músicas. O comentário dele a uma música que mandei hoje é "isso mesmo, tem que ouvir música iorubá". Isso é horrível.
Tentei explicar para ele que isso faz parte da coisa racista de reduzir um povo a uma coisas só. Só porque sou de lá não significa que não posso ter outros interesses. Sou uma pessoa com gostos e ideias próprias. Ele disse que eu deveria falar mais disso para ajudar a acabar com a idéia de África como um lugar só e mostrar a riqueza de lá. Só que todo mundo que me conhece sabe da minha nacionalidade, eu uso meu nome nativo tradicional aqui no Brazil, eu fiz umas roupas que uso no trabalho e se perguntam falo da minha cultura.
Ao mesmo tempo, não eu sou uma embaixadora da África aqui, não é meu dever ensinar as pessoas sobre minha cultura ou inserir lá em contextos ou conversas que não tem nada haver como no escritório. Falo minha língua nativa para me comunicar com quem me entende e não para fazer um performance de "africana". Visto nossas roupas porque para mim são só roupas e não um jeito de performar minha identidade de "africana". Se ouço músicas de lá é porque para mim são só músicas que eu curti e não é para mostrar ser "africana". Não é um performance para mim.
Sou uma pessoa com minha própria personalidade, sonhos, desejos, defeitos e gostos. Não tenho interesse em ser "a africana" no meu trabalho, entre meus amigos ou em qualquer relacionamento amoroso que eu tiver. Estou vivendo minha vida como qualquer outra pessoa. Quero trabalhar e ter uma vida boa. Simplesmente tenho bagagem de uma cultura diferente. Trabalhei duro para aprender a língua e me encaixar aqui. Me adaptar à aqui não significa que odeio minha cultura. Criticar os políticos do meu país não significa que odeio minha identidade cultural. Coloco "africana" entre aspas porque é isso que todo mundo de fora vai ver. Não importa quantas vezes falo que sou nigeriana, para eles o que conta é o continente.
Eu sempre evitei gente que eu sentia que não tinham interesse em mim como pessoa mas que me enxergam como algo exótico para mostrar aos outros ou para fazer performance. Sei que não fazem por maldade mas não tenho interesse de bancar o amigo exótico de ninguém. Todos os meus amigos aqui são brasileiros e somos amigos porque gostamos um do outro. Eles até esquecem as vezes que não sou daqui. Para eles, minha cultura e nacionalista é uma das características de quem sou e não o meu todo. É assim que eu gosto.
Eu entendo que os negros daqui perderam suas raízes e identidade cultural por causa da tragédia de escravidão. Na verdade não perderam, foi roubada e arrancada deles. O pouco que sobreviveu foi através de lutas e que tiveram que proteger com unhas e dentes. Eu entendo. Ou melhor, eu sei mas talvez nunca entenderia como é está passando por isso. Mas, não vou por causa disso transformar minha cultura na minha identidade toda. Não vou por causa disso transformar minha cultura em um performance. Não é assim lá e não vou fazer isso aqui só para satisfazer umas pessoas. Tem coisas ruins e boas lá como em qualquer outra cultura do mundo.
Edit: Estou tão feliz que muita gente se identificou no meus posts. Obrigada pelos elogios ao meu português, pelas indicações e as conversas.
Gostaria ressaltar que esse posto é um desabafo, escrevi em um momento de frustração com esse amigo. Não creio que ele esteja agindo de má fé ou para me sacanear, creio que ele realmente não entende do que estou falando pois nossos contextos são diferentes. Continuamos nossa conversa ao longo de hoje e acho que mesmo se ele não entende meus motivos, ele entendeu que não gosto dos comentários que faz e já disse que vai parar.
submitted by outandoutann to brasil [link] [comments]


2020.07.23 10:09 diplohora Mes estudos para o CACD - Bruno Pereira Rezende

Livro do diplomata Bruno Pereira Rezende
INTRODUÇÃO
📷📷Desde quando comecei os estudos para o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD), li dezenas de recomendações de leituras, de guias de estudos extraoficiais, de dicas sobre o concurso, sobre cursinhos preparatórios etc. Sem dúvida, ter acesso a tantas informações úteis, vindas de diversas fontes, foi fundamental para que eu pudesse fazer algumas escolhas certas em minha preparação, depois de algumas vacilações iniciais. Mesmo assim, além de a maioria das informações ter sido conseguida de maneira dispersa, muitos foram os erros que acho que eu poderia haver evitado. Por isso, achei que poderia ser útil reunir essas informações que coletei, adicionando um pouco de minha experiência com os estudos preparatórios para o CACD neste documento.
Além disso, muitas pessoas, entre conhecidos e desconhecidos, já vieram me pedir sugestões de leituras, de métodos de estudo, de cursinhos preparatórios etc., e percebi que, ainda que sempre houvesse alguma diferenciação entre as respostas, eu acabava repetindo muitas coisas. É justamente isso o que me motivou a escrever este documento – que, por não ser (nem pretender ser) um guia, um manual ou qualquer coisa do tipo, não sei bem como chamá-lo, então fica como “documento” mesmo, um relato de minhas experiências de estudos para o CACD. Espero que possa ajudar os interessados a encontrar, ao menos, uma luz inicial para que não fiquem tão perdidos nos estudos e na preparação para o concurso.
Não custa lembrar que este documento representa, obviamente, apenas a opinião pessoal do autor, sem qualquer vínculo com o Ministério das Relações Exteriores, com o Instituto Rio Branco ou com o governo brasileiro. Como já disse, também não pretendo que seja uma espécie de guia infalível para passar no concurso. Além disso, o concurso tem sofrido modificações frequentes nos últimos anos, então pode ser que algumas coisas do que você lerá a seguir fiquem ultrapassadas daqui a um ou dois concursos. De todo modo, algumas coisas são básicas e podem ser aplicadas a qualquer situação de prova que vier a aparecer no CACD, e é necessário ter o discernimento necessário para aplicar algumas coisas do que falarei aqui a determinados contextos. Caso você tenha dúvidas, sugestões ou críticas, fique à vontade e envie-as para [[email protected] ](mailto:[email protected])(se, por acaso, você tiver outro email meu, prefiro que envie para este, pois, assim, recebo tudo mais organizado em meu Gmail). Se tiver comentários ou correções acerca deste material, peço, por favor, que também envie para esse email, para que eu possa incluir tais sugestões em futura revisão do documento.
Além desta breve introdução e de uma também brevíssima conclusão, este documento tem quatro partes. Na primeira, trato, rapidamente, da carreira de Diplomata: o que faz, quanto ganha, como vai para o exterior etc. É mais uma descrição bem ampla e rápida, apenas para situar quem, porventura, estiver um pouco mais perdido. Se não estiver interessado, pode pular para as partes seguintes, se qualquer prejuízo para seu bom entendimento. Na segunda parte, trato do concurso: como funciona, quais são os pré-requisitos para ser diplomata, quais são as fases do concurso etc. Mais uma vez, se não interessar, pule direto para a parte seguinte. Na parte três, falo sobre a preparação para o concurso (antes e durante), com indicações de cursinhos, de professores particulares etc. Por fim, na quarta parte, enumero algumas sugestões de leituras (tanto próprias quanto coletadas de diversas fontes), com as devidas considerações pessoais sobre cada uma. Antes de tudo, antecipo que não pretendo exaurir toda a bibliografia necessária para a aprovação, afinal, a cada ano, o concurso cobra alguns temas específicos. O que fiz foi uma lista de obras que auxiliaram em minha preparação (e, além disso, também enumerei muitas sugestões que recebi, mas não tive tempo ou vontade de ler – o que também significa que, por mais interessante que seja, você não terá tempo de ler tudo o que lhe recomendam por aí, o que torna necessário é necessário fazer algumas escolhas; minha intenção é auxiliá-lo nesse sentido, na medida do possível).
Este documento é de uso público e livre, com reprodução parcial ou integral autorizada, desde que citada a fonte. Sem mais, passemos ao que interessa.
Parte I – A Carreira de Diplomata
INTRODUÇÃO
Em primeiro lugar, rápida apresentação sobre mim. Meu nome é Bruno Rezende, tenho 22 anos e fui aprovado no Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD) de 2011. Sou graduado em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (turma LXII, 2007-20110), e não tinha certeza de que queria diplomacia até o meio da universidade. Não sei dizer o que me fez escolher a diplomacia, não era um sonho de infância ou coisa do tipo, e não tenho familiares na carreira. Acho que me interessei por um conjunto de aspectos da carreira. Comecei a preparar-me para o CACD em meados de 2010, assunto tratado na Parte III, sobre a preparação para o concurso.
Para maiores informações sobre o Ministério das Relações Exteriores (MRE), sobre o Instituto Rio Branco (IRBr), sobre a vida de diplomata etc., você pode acessar os endereços:
- Página do MRE: http://www.itamaraty.gov.b
- Página do IRBr: http://www.institutoriobranco.mre.gov.bpt-b
- Canal do MRE no YouTube: http://www.youtube.com/mrebrasil/
- Blog “Jovens Diplomatas”: http://jovensdiplomatas.wordpress.com/
- Comunidade “Coisas da Diplomacia” no Orkut (como o Orkut está ultrapassado, procurei reunir todas as informações úteis sobre o concurso que encontrei por lá neste documento, para que vocês não tenham de entrar lá, para procurar essas informações):
http://www.orkut.com.bMain#Community?cmm=40073
- Comunidade “Instituto Rio Branco” no Facebook: http://www.facebook.com/groups/institutoriobranco/
Com certeza, há vários outros blogs (tanto sobre a carreira quanto sobre a vida de diplomata), mas não conheço muitos. Se tiver sugestões, favor enviá-las para [[email protected].](mailto:[email protected])
Além disso, na obra O Instituto Rio Branco e a Diplomacia Brasileira: um estudo de carreira e socialização (Ed. FGV, 2007), a autora Cristina Patriota de Moura relata aspectos importantes da vida diplomática daqueles que ingressam na carreira. Há muitas informações desatualizadas (principalmente com relação ao concurso), mas há algumas coisas interessantes sobre a carreira, e o livro é bem curto.
A DIPLOMACIA E O TRABALHO DO DIPLOMATA
Com a intensificação das relações internacionais contemporâneas e com as mudanças em curso no contexto internacional, a demanda de aprimoramento da cooperação entre povos e países tem conferido destaque à atuação da diplomacia. Como o senso comum pode indicar corretamente, o
diplomata é o funcionário público que lida com o auxílio à Presidência da República na formulação da política externa brasileira, com a condução das relações da República Federativa do Brasil com os demais países, com a representação brasileira nos fóruns e nas organizações internacionais de que o país faz parte e com o apoio aos cidadãos brasileiros residentes ou em trânsito no exterior. Isso todo mundo que quer fazer o concurso já sabe (assim espero).
Acho que existem certos mitos acerca da profissão de diplomata. Muitos acham que não irão mais pagar multa de trânsito, que não poderão ser presos, que nunca mais pegarão fila em aeroporto etc. Em primeiro lugar, não custa lembrar que as imunidades a que se referem as Convenções de Viena sobre Relações Diplomáticas e sobre Relações Consulares só se aplicam aos diplomatas no exterior (e nos países em que estão acreditados). No Brasil, os diplomatas são cidadãos como quaisquer outros. Além disso, imunidade não é sinônimo de impunidade, então não ache que as imunidades são as maiores vantagens da vida de um diplomata. O propósito das imunidades é apenas o de tornar possível o trabalho do diplomata no exterior, sem empecilhos mínimos que poderiam obstar o bom exercício da profissão. Isso não impede que diplomatas sejam revistados em aeroportos, precisem de vistos, possam ser julgados, no Brasil, por crimes cometidos no exterior etc.
Muitos também pensam que irão rodar o mundo em primeira classe, hospedar-se em palácios suntuosos, passear de iate de luxo no Mediterrâneo e comer caviar na cerimônia de casamento do príncipe do Reino Unido. Outros ainda acham que ficarão ricos, investirão todo o dinheiro que ganharem na Bovespa e, com três anos de carreira, já estarão próximos do segundo milhão. Se você quer ter tudo isso, você está no concurso errado, você precisa de um concurso não para diplomata, mas para marajá. Obviamente, não tenho experiência suficiente na carreira para dizer qualquer coisa, digo apenas o que já li e ouvi de diversos comentários por aí. É fato que há carreiras públicas com salários mais altos. Logo, se você tiver o sonho de ficar rico com o salário de servidor público, elas podem vir a ser mais úteis nesse sentido. Há não muito tempo, em 2006, a remuneração inicial do Terceiro-Secretário (cargo inicial da carreira de diplomata), no Brasil, era de R$ 4.615,53. Considerando que o custo de vida em Brasília é bastante alto, não dava para viver de maneira tão abastada, como alguns parecem pretender. É necessário, entretanto, notar que houve uma evolução significativa no aspecto salarial, nos últimos cinco anos (veja a seç~o seguinte, “Carreira e Salrios). De todo modo, já vi vários diplomatas com muitos anos de carreira dizerem: “se quiser ficar rico, procure outra profissão”. O salário atual ajuda, mas não deve ser sua única motivação.
H um texto ótimo disponível na internet: “O que é ser diplomata”, de César Bonamigo, que reproduzo a seguir.
O Curso Rio Branco, que frequentei em sua primeira edição, em 1998, pediu-me para escrever sobre o que é ser diplomata. Tarefa difícil, pois a mesma pergunta feita a diferentes diplomatas resultaria, seguramente, em respostas diferentes, umas mais glamourosas, outras menos, umas ressaltando as vantagens, outras as desvantagens, e não seria diferente se a pergunta tratasse de outra carreira qualquer. Em vez de falar de minhas impressões pessoais, portanto, tentarei, na medida do possível, reunir observações tidas como “senso comum” entre diplomatas da minha geraç~o.
Considero muito importante que o candidato ao Instituto Rio Branco se informe sobre a realidade da carreira diplomática, suas vantagens e desvantagens, e que dose suas expectativas de acordo. Uma expectativa bem dosada não gera desencanto nem frustração. A carreira oferece um pacote de coisas boas (como a oportunidade de conhecer o mundo, de atuar na área política e econômica, de conhecer gente interessante etc.) e outras não tão boas (uma certa dose de burocracia, de hierarquia e dificuldades no equacionamento da vida familiar). Cabe ao candidato inferir se esse pacote poderá ou não fazê-lo feliz.
O PAPEL DO DIPLOMATA
Para se compreender o papel do diplomata, vale recordar, inicialmente, que as grandes diretrizes da política externa são dadas pelo Presidente da República, eleito diretamente pelo voto popular, e pelo Ministro das Relações Exteriores, por ele designado. Os diplomatas são agentes políticos do Governo, encarregados da implementação dessa política externa. São também servidores públicos, cuja função, como diz o nome, é servir, tendo em conta sua especialização nos temas e funções diplomáticos.
Como se sabe, é função da diplomacia representar o Brasil perante a comunidade internacional. Por um lado, nenhum diplomata foi eleito pelo povo para falar em nome do Brasil. É importante ter em mente, portanto, que a legitimidade de sua ação deriva da legitimidade do Presidente da República, cujas orientações ele deve seguir. Por outro lado, os governos se passam e o corpo diplomático permanece, constituindo elemento importante de continuidade da política externa brasileira. É tarefa essencial do diplomata buscar identificar o “interesse nacional”. Em negociações internacionais, a diplomacia frequentemente precisa arbitrar entre interesses de diferentes setores da sociedade, não raro divergentes, e ponderar entre objetivos econômicos, políticos e estratégicos, com vistas a identificar os interesses maiores do Estado brasileiro.
Se, no plano externo, o Ministério das Relações Exteriores é a face do Brasil perante a comunidade de Estados e Organizações Internacionais, no plano interno, ele se relaciona com a Presidência da República, os demais Ministérios e órgãos da administração federal, o Congresso, o Poder Judiciário, os Estados e Municípios da Federação e, naturalmente, com a sociedade civil, por meio de Organizações Não Governamentais (ONGs), da Academia e de associações patronais e trabalhistas, sempre tendo em vista a identificação do interesse nacional.
O TRABALHO DO DIPLOMATA
Tradicionalmente, as funções da diplomacia são representar (o Estado brasileiro perante a comunidade internacional), negociar (defender os interesses brasileiros junto a essa comunidade) e informar (a Secretaria de Estado, em Brasília, sobre os temas de interesse brasileiro no mundo). São também funções da diplomacia brasileira a defesa dos interesses dos cidadãos brasileiros no exterior, o que é feito por meio da rede consular, e a promoção de interesses do País no exterior, tais como interesses econômico-comerciais, culturais, científicos e tecnológicos, entre outros.
No exercício dessas diferentes funções, o trabalho do diplomata poderá ser, igualmente, muito variado. Para começar, cerca de metade dos mil1 diplomatas que integram o Serviço Exterior atua no Brasil, e a outra metade nos Postos no exterior (Embaixadas, Missões, Consulados e Vice-Consulados). Em Brasília, o diplomata desempenha funções nas áreas política, econômica e administrativa, podendo cuidar de temas tão diversos quanto comércio internacional, integração regional (Mercosul), política bilateral (relacionamento do Brasil com outros países e blocos), direitos humanos, meio ambiente ou administração física e financeira do Ministério. Poderá atuar, ainda, no Cerimonial (organização dos encontros entre autoridades brasileiras e estrangeiras, no Brasil e no exterior) ou no relacionamento do Ministério com a sociedade (imprensa, Congresso, Estados e municípios, Academia, etc.).
No exterior, também, o trabalho dependerá do Posto em questão. As Embaixadas são representações do Estado brasileiro junto aos outros Estados, situadas sempre nas capitais, e desempenham as funções tradicionais da diplomacia (representar, negociar, informar), além de promoverem o Brasil junto a esses Estados. Os Consulados, Vice-Consulados e setores consulares de Embaixadas podem situar-se na capital do país ou em outra cidade onde haja uma comunidade brasileira expressiva. O trabalho nesses Postos é orientado à defesa dos interesses dos cidadãos brasileiros no exterior. Nos Postos multilaterais (ONU, OMC, FAO, UNESCO, UNICEF, OEA etc.), que podem ter natureza política, econômica ou estratégica, o trabalho envolve, normalmente, a representação e a negociação dos interesses nacionais.
O INGRESSO NA CARREIRA
A carreira diplomática se inicia, necessariamente, com a aprovação no concurso do Instituto Rio Branco (Informações sobre o concurso podem ser obtidas no site http://www2.mre.gov.birbindex.htm). Para isso, só conta a competência – e, talvez, a sorte – do candidato. Indicações políticas não ajudam.
AS REMOÇÕES
Após os dois anos de formação no IRBr , o diplomata trabalhará em Brasília por pelo menos um ano. Depois, iniciam-se ciclos de mudança para o exterior e retornos a Brasília. Normalmente, o diplomata vai para o exterior, onde fica três anos em um Posto, mais três anos em outro Posto, e retorna a Brasília, onde fica alguns anos, até o início de novo ciclo. Mas há espaço para flexibilidades. O diplomata poderá sair para fazer um Posto apenas, ou fazer três Postos seguidos antes de retornar a Brasília. Isso dependerá da conveniência pessoal de cada um. Ao final da carreira, o diplomata terá passado vários anos no exterior e vários no Brasil, e essa proporção dependerá essencialmente das escolhas feitas pelo próprio diplomata. Para evitar que alguns diplomatas fiquem sempre nos “melhores Postos” – um critério, aliás, muito relativo – e outros em Postos menos privilegiados, os Postos no exterior estão divididos em [quatro] categorias, [A, B, C e D], obedecendo a critérios não apenas de qualidade de vida, mas também geográficos, e é seguido um sistema de rodízio: após fazer um Posto C, por exemplo, o diplomata terá direito a fazer um Posto A [ou B], e após fazer um Posto A, terá que fazer um Posto [B, C ou D].
AS PROMOÇÕES
Ao tomar posse no Serviço Exterior, o candidato aprovado no concurso torna-se Terceiro-Secretário. É o primeiro degrau de uma escalada de promoções que inclui, ainda, Segundo-Secretário, Primeiro-
-Secretário, Conselheiro, Ministro de Segunda Classe (costuma-se dizer apenas “Ministro”) e Ministro de Primeira Classe (costuma-se dizer apenas “Embaixador”), nessa ordem. Exceto pela primeira promoção, de Terceiro para Segundo-Secretário, que se dá por tempo (quinze Terceiros Secretários são promovidos a cada semestre), todas as demais dependem do mérito, bem como da articulação política do diplomata. Nem todo diplomata chega a Embaixador. Cada vez mais, a competição na carreira é intensa e muitos ficam no meio do caminho. Mas, não se preocupem e também não se iludam: a felicidade não está no fim, mas ao longo do caminho!
DIRECIONAMENTO DA CARREIRA
Um questionamento frequente diz respeito à possibilidade de direcionamento da carreira para áreas específicas. É possível, sim, direcionar uma carreira para um tema (digamos, comércio internacional, direitos humanos, meio ambiente etc.) ou mesmo para uma região do mundo (como a Ásia, as Américas ou a África, por exemplo), mas isso não é um direito garantido e poderá não ser sempre possível. É preciso ter em mente que a carreira diplomática envolve aspectos políticos, econômicos e administrativos, e que existem funções a serem desempenhadas em postos multilaterais e bilaterais em todo o mundo, e n~o só nos países mais “interessantes”. Diplomatas est~o envolvidos em todas essas variantes e, ao longo de uma carreira, ainda que seja possível uma certa especialização, é provável que o diplomata, em algum momento, atue em áreas distintas daquela em que gostaria de se concentrar.
ASPECTOS PRÁTICOS E PESSOAIS
É claro que a vida é muito mais que promoções e remoções, e é inevitável que o candidato queira saber mais sobre a carreira que o papel do diplomata. Todos precisamos cuidar do nosso dinheiro, da saúde, da família, dos nossos interesses pessoais. Eu tentarei trazem um pouco de luz sobre esses aspectos.
DINHEIRO
Comecemos pelo dinheiro, que é assunto que interessa a todos. Em termos absolutos, os diplomatas ganham mais quando estão no exterior do que quando estão em Brasília. O salário no exterior, no entanto, é ajustado em função do custo de vida local, que é frequentemente maior que no Brasil. Ou seja, ganha-se mais, mas gasta-se mais. Se o diplomata conseguirá ou não economizar dependerá i) do salário específico do Posto , ii) do custo de vida local, iii) do câmbio entre a moeda local e o dólar, iv) do fato de ele ter ou não um ou mais filhos na escola e, principalmente, v) de sua propensão ao consumo. Aqui, não há regra geral. No Brasil, os salários têm sofrido um constante desgaste, especialmente em comparação com outras carreiras do Governo Federal, frequentemente obrigando o diplomata a economizar no exterior para gastar em Brasília, se quiser manter seu padrão de vida. Os diplomatas, enfim, levam uma vida de classe média alta, e a certeza de que não se ficará rico de verdade é compensada pela estabilidade do emprego (que não é de se desprezar, nos dias de hoje) e pela expectativa de que seus filhos (quando for o caso) terão uma boa educação, mesmo para padrões internacionais.
SAÚDE
Os diplomatas têm um seguro de saúde internacional que, como não poderia deixar de ser, tem vantagens e desvantagens. O lado bom é que ele cobre consultas com o médico de sua escolha, mesmo que seja um centro de excelência internacional. O lado ruim é que, na maioria das vezes, é preciso fazer o desembolso (até um teto determinado) para depois ser reembolsado, geralmente em 80% do valor, o que obriga o diplomata a manter uma reserva financeira de segurança.
FAMÍLIA : O CÔNJUGE
Eu mencionei, entre as coisas n~o t~o boas da carreira, “dificuldades no equacionamento da vida familiar”. A primeira dificuldade é o que fará o seu cônjuge (quando for o caso) quando vocês se mudarem para Brasília e, principalmente, quando forem para o exterior. Num mundo em que as famílias dependem, cada vez mais, de dois salários, equacionar a carreira do cônjuge é um problema recorrente. Ao contrário de certos países desenvolvidos, o Itamaraty não adota a política de empregar ou pagar salários a cônjuges de diplomatas. Na prática, cada um se vira como pode. Em alguns países é possível trabalhar. Fazer um mestrado ou doutorado é uma opção. Ter filhos é outra...
Mais uma vez, não há regra geral, e cada caso é um caso. O equacionamento da carreira do cônjuge costuma afetar principalmente – mas não apenas – as mulheres, já que, por motivos culturais, é mais comum o a mulher desistir de sua carreira para seguir o marido que o contrário2.
CASAMENTO ENTRE DIPLOMATAS
Os casamentos entre diplomatas não são raros. É uma situação que tem a vantagem de que ambos têm uma carreira e o casal tem dois salários. A desvantagem é a dificuldade adicional em conseguir que ambos sejam removidos para o mesmo Posto no exterior. A questão não é que o Ministério vá separar esses casais, mas que se pode levar mais tempo para conseguir duas vagas num mesmo Posto. Antigamente, eram frequentes os casos em que as mulheres interrompiam temporariamente suas carreiras para acompanhar os maridos. Hoje em dia, essa situação é exceção, não a regra.
FILHOS
Não posso falar com conhecimento de causa sobre filhos, mas vejo o quanto meus colegas se desdobram para dar-lhes uma boa educação. Uma questão central é a escolha da escola dos filhos, no Brasil e no exterior. No Brasil, a escola será normalmente brasileira, com ensino de idiomas, mas poderá ser a americana ou a francesa, que mantém o mesmo currículo e os mesmos períodos escolares em quase todo o mundo. No exterior, as escolas americana e francesa são as opções mais frequentes,
podendo-se optar por outras escolas locais, dependendo do idioma. Outra questão, já mencionada, é o custo da escola. Atualmente, não existe auxílio-educação para filhos de diplomatas ou de outros Servidores do Serviço Exterior brasileiro, e o dinheiro da escola deve sair do próprio bolso do servidor.
CÉSAR AUGUSTO VERMIGLIO BONAMIGO - Diplomata. Engenheiro Eletrônico formado pela UNICAMP. Pós- graduado em Administração de Empresas pela FGV-SP. Programa de Formação e Aperfeiçoamento - I (PROFA -
I) do Instituto Rio Branco, 2000/2002. No Ministério das Relações Exteriores, atuou no DIC - Divisão de Informação Comercial (DIC), 2002; no DNI - Departamento de Negociações Internacionais, 2003, e na DUEX - Divisão de União Europeia e Negociações Extrarregionais. Atualmente, serve na Missão junto à ONU (DELBRASONU), em NYC.
2 Conforme comunicado do MRE de 2010, é permitida a autorização para que diplomatas brasileiros solicitem passaporte diplomático ou de serviço e visto de permanência a companheiros do mesmo sexo. Outra resolução, de 2006, já permitia a inclusão de companheiros do mesmo sexo em planos de assistência médica.
Para tornar-se diplomata, é necessário ser aprovado no Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD), que ocorre todos os anos, no primeiro semestre (normalmente). O número de vagas do CACD, em condições normais, depende da vacância de cargos. Acho que a quantidade normal deve girar entre 25 e 35, mais ou menos. Desde meados dos anos 2000, como consequência da aprovação de uma lei federal, o Ministério das Relações Exteriores (MRE/Itamaraty3) ampliou seus quadros da carreira de diplomata, e, de 2006 a 2010, foram oferecidas mais de cem vagas anuais. Com o fim dessa provisão de cargos, o número de vagas voltou ao normal em 2011, ano em que foram oferecidas apenas 26 vagas (duas delas reservadas a portadores de deficiência física4). Para os próximos concursos, há perspectivas de aprovação de um projeto de lei que possibilitará uma oferta anual prevista de 60 vagas para o CACD, além de ampliar, também, as vagas para Oficial de Chancelaria (PL 7579/2010). Oficial de Chancelaria, aproveitando que citei, é outro cargo (também de nível superior) do MRE, mas não integra o quadro diplomático. A remuneração do Oficial de Chancelaria, no Brasil, é inferior à de Terceiro-Secretário, mas os salários podem ser razoáveis quando no exterior. Já vi muitos casos de pessoas que passam no concurso de Oficial de Chancelaria e ficam trabalhando no MRE, até que consigam passar no CACD, quando (aí sim) tornam-se diplomatas.
Para fazer parte do corpo diplomático brasileiro, é necessário ser brasileiro nato, ter diploma válido de curso superior (caso a graduação tenha sido realizada em instituição estrangeira, cabe ao candidato providenciar a devida revalidação do diploma junto ao MEC) e ser aprovado no CACD (há, também, outros requisitos previstos no edital do concurso, como estar no gozo dos direitos políticos, estar em dia com as obrigações eleitorais, ter idade mínima de dezoito anos, apresentar aptidão física e mental para o exercício do cargo e, para os homens, estar em dia com as obrigações do Serviço Militar). Os aprovados entram para a carreira no cargo de Terceiro-Secretário (vide hierarquia na próxima seç~o, “Carreira e Salrios”). Os aprovados no CACD, entretanto, não iniciam a carreira trabalhando: há, inicialmente, o chamado Curso de Formação, que se passa no Instituto Rio Branco (IRBr). Por três semestres, os aprovados no CACD estudarão no IRBr, já recebendo o salário de Terceiro-Secretário (para remunerações, ver a próxima seç~o, “Hierarquia e Salrios).
O trabalho no Ministério começa apenas após um ou dois semestres do Curso de Formação no IRBr (isso pode variar de uma turma para outra), e a designação dos locais de trabalho (veja as subdivisões do MRE na página seguinte) é feita, via de regra, com base nas preferências individuais e na ordem de classificação dos alunos no Curso de Formação.
3 O nome “Itamaraty” vem do nome do antigo proprietrio da sede do Ministério no Rio de Janeiro, o Bar~o Itamaraty. Por metonímia, o nome pegou, e o Palácio do Itamaraty constitui, atualmente, uma dependência do MRE naquela cidade, abrigando um arquivo, uma mapoteca e a sede do Museu Histórico e Diplomático. Em Brasília, o Palácio Itamaraty, projetado por Oscar Niemeyer e inaugurado em 1970, é a atual sede do MRE. Frequentemente, “Itamaraty” é usado como sinônimo de Ministério das Relações Exteriores.
4 Todos os anos, há reserva de vagas para deficientes físicos. Se não houver número suficiente de portadores de deficiência que atendam às notas mínimas para aprovação na segunda e na terceira fases do concurso, que têm caráter eliminatório, a(s) vaga(s) restante(s) é(são) destinada(s) aos candidatos da concorrência geral.
O IRBr foi criado em 1945, em comemoração ao centenário de nascimento do Barão do Rio Branco, patrono da diplomacia brasileira. Como descrito na página do Instituto na internet, seus principais objetivos são:
harmonizar os conhecimentos adquiridos nos cursos universitários com a formação para a carreira diplomática (já que qualquer curso superior é válido para prestar o CACD);
desenvolver a compreensão dos elementos básicos da formulação e execução da política externa brasileira;
iniciar os alunos nas práticas e técnicas da carreira.
No Curso de Formação (cujo nome oficial é PROFA-I, Programa de Formação e Aperfeiçoamento - obs.: n~o sei o motivo do “I”, n~o existe “PROFA-II”), os diplomatas têm aulas obrigatórias de: Direito Internacional Público, Linguagem Diplomática, Teoria das Relações Internacionais, Economia, Política Externa Brasileira, História das Relações Internacionais, Leituras Brasileiras, Inglês, Francês e Espanhol. Há, ainda, diversas disciplinas optativas à escolha de cada um (como Chinês, Russo, Árabe, Tradução, Organizações Internacionais, OMC e Contenciosos, Políticas Públicas, Direito da Integração, Negociações Comerciais etc.). As aulas de disciplinas conceituais duram dois semestres. No terceiro semestre de Curso de Formação, só há aulas de disciplinas profissionalizantes. O trabalho no MRE começa, normalmente, no segundo ou no terceiro semestre do Curso de Formação (isso pode variar de uma turma para outra). É necessário rendimento mínimo de 60% no PROFA-I para aprovação (mas é praticamente impossível alguém conseguir tirar menos que isso). Após o término do PROFA-I, começa a vida de trabalho propriamente dito no MRE. Já ouvi um mito de pedida de dispensa do PROFA I para quem já é portador de título de mestre ou de doutor, mas, na prática, acho que isso não acontece mais.
Entre 2002 e 2010, foi possível fazer, paralelamente ao Curso de Formação, o mestrado em diplomacia (na prática, significava apenas uma matéria a mais). Em 2011, o mestrado em diplomacia no IRBr acabou.
Uma das atividades comuns dos estudantes do IRBr é a publicação da Juca, a revista anual dos alunos do Curso de Formação do Instituto. Segundo informações do site do IRBr, “[o] termo ‘Diplomacia e Humanidades’ define os temas de que trata a revista: diplomacia, ciências humanas, artes e cultura. A JUCA visa a mostrar a produção acadêmica, artística e intelectual dos alunos da academia diplomática brasileira, bem como a recuperar a memória da política externa e difundi-la nos meios diplomático e acadêmico”. Confira a página da Juca na internet, no endereço: http://juca.irbr.itamaraty.gov.bpt-bMain.xml.
Para saber mais sobre a vida de diplomata no Brasil e no exterior, sugiro a conhecida “FAQ do Godinho” (“FAQ do Candidato a Diplomata”, de Renato Domith Godinho), disponível para download no link: http://relunb.files.wordpress.com/2011/08/faq-do-godinho.docx. Esse arquivo foi escrito há alguns anos, então algumas coisas estão desatualizadas (com relação às modificações do concurso, especialmente). De todo modo, a parte sobre o trabalho do diplomata continua bem informativa e atual.
MEUS ESTUDOS PARA O CACD – http://relunb.wordpress.com
submitted by diplohora to brasilCACD [link] [comments]


2020.07.20 06:46 LeonCrazyYT Tengo Un Canal De You Tube


📷
https://www.youtube.com/channel/UCrS93VXjqMIKRqr667P_iGQ?view_as=subscriber
Vayan a verlo es muy bueno!! los videos son con musica para que todos los vean!! y prono tendran audio traducido a: ingles,polaco,ruso,chino,aleman,portuges y frances.
Go see it is very good! the videos are with music for all to see! and soon they will have audio translated into: English, Polish, Russian, Chinese, German, Portuguese and French.
Allez voir c'est très bon! les vidéos sont avec de la musique pour tous! et ils auront bientôt l'audio traduit en: anglais, polonais, russe, chinois, allemand, portugais et français.
去看看這是非常好的!視頻中有音樂供所有人觀看!很快他們就會將音頻翻譯成:英語,波蘭語,俄語,中文,德語,葡萄牙語和法語。
Vá ver, é muito bom! os vídeos estão com música para todos verem! e em breve eles terão o áudio traduzido para: inglês, polonês, russo, chinês, alemão, português e francês.
Иди посмотри, это очень хорошо! видео с музыкой для всеобщего обозрения! и вскоре они будут переведены на английский, польский, русский, китайский, немецкий, португальский и французский языки.
Idź, zobacz, jest bardzo dobrze! filmy są z muzyką do zobaczenia! i wkrótce będą mieli przetłumaczone audio na: angielski, polski, rosyjski, chiński, niemiecki, portugalski i francuski.
Schau mal, es ist sehr gut! Die Videos sind mit Musik für alle sichtbar! und bald werden sie Audio übersetzt haben in: Englisch, Polnisch, Russisch, Chinesisch, Deutsch, Portugiesisch und Französisch.
Gracias por su atencion!!!
Thanks for your attention!!!
Dzięki za uwagę !!!
Спасибо за ваше внимание !!!
Vielen Dank für Ihre Aufmerksamkeit !!!
Obrigado pela atenção !!!
Merci pour votre attention!!!
submitted by LeonCrazyYT to latinoamerica [link] [comments]


2020.07.01 15:37 TaoQingHsu Do significado literal da palavra chinesa "Zen", seremos mais fáceis de entender o que o Zen significa e entrar no reino do Zen.

A palavra "Zen" é transliterada do chinês e é composta por dois caracteres chineses, que são os caracteres "express" e "single". Portanto, o significado literal do caractere chinês no Zen é expressar único.
Do significado literal da palavra chinesa "Zen", seremos mais fáceis de entender o que o Zen significa e entrar no reino do Zen. Agora sabemos que o Zen é para expressar solteiro. Ou seja, não há dualidade (não há dualismo). Dualidade aqui significa um exemplo de oposição ou contraste entre dois conceitos ou dois aspectos de algo. Por exemplo, "certo" e "errado"; "o bem e o mal"; "sim ou não".
consulte Mais informação:
https://po-bvlwu.blogspot.com/2020/06/a-introducao-basica-do-conceito-de-zen.html
Inglês: The basic introduction of the concept of Zen and how to enter the realm of Zen?
submitted by TaoQingHsu to u/TaoQingHsu [link] [comments]


2020.06.11 01:54 UmbralRose Em busca de tradutores (CN-EN/EN-PTBR)

Olá!

Havia postado sobre isto no sub há um tempo atrás, porém estou repostando com algumas modificações pois ainda estamos à procura.

A empresa para qual trabalho (games) está buscando tradutores com experiência profissional na área para auxiliar na tradução de seus jogos para CN-EN e EN-PTBR. Como o idioma primário do jogo está em Chinês, estamos, de preferência, em busca de pessoas que sejam fluentes em Chinês para que a tradução seja mais fiel à original, porém a tradução também será realizada do Inglês para o PT-BR.

Caso você atenda a esses requisitos, ou conheça alguém que possa nos ajudar, por favor me manda um PM aqui e vamos conversar mais sobre isso! :)

Qualquer dúvidas, estou a disposição.
submitted by UmbralRose to brasil [link] [comments]


2020.04.30 18:00 thayano China Daily É correto um veículo de imprensa aceitar dinheiro de uma ditadura que persegue jornalistas?

"A @folha publicou hoje um artigo patrocinado para defender o governo chinês. Isso mesmo: um Informe Publicitário disfarçado de jornalismo numa das maiores publicações do país, produzido para desinformar o assinante.
Quem pagou? https://t.co/Eur7sbG2a3
Sabe essa história de imprensa apurando e noticiando de forma independente? Isso não existe na China.
Na categoria liberdade de imprensa, a China está na 177ª posição.
Só há menos liberdade na Eritreia, na Coreia do Norte e no Turcomenistão.
https://t.co/q3fqjaoSGY
O controle da informação no país é absoluto.
Desde 2013, todos os jornalistas chineses devem ser filiados ao Partido Comunista.
Cada palavra publicada deve satisfação ao regime.
Nenhum país no mundo ameaça e prende tantos profissionais da área.
https://t.co/MpgKZ4ogZv
Há cerca de 1.900 jornais na China. Cada cidade tem seu próprio título, mas as páginas são geralmente editadas pelos governos locais.
O Departamento de Propaganda do Partido Comunista Chinês edita um veículo em língua inglesa chamado China Daily.
https://t.co/DKwAVeYr6o
O China Daily compra espaço em alguns dos maiores jornais do mundo, através de um informe chamado "China Watch".
Trata-se literalmente de propaganda de um jornalzinho de um partido político.
O Financial Times tem uma categoria inteira de China Watch:
https://t.co/uFsixhEXMe
O buraco é imenso.
O China Daily publicou mais de 500 artigos só na imprensa americana nos últimos 7 anos (em veículos como o Post, o New York Times e o Wall Street Journal).
https://t.co/PuCCvk8HzM
A China gasta bilhões de dólares em publicidade para mudar a narrativa sobre a COVID-19. Dúvida? Leia isso:
https://t.co/JELzRbf3wG
https://t.co/HOqKKCqo0G
https://t.co/ZPiRfkdKeW
https://t.co/skSkM0LWRv
https://t.co/Ey41KroSAf
https://t.co/xTb0I6ObFU
https://t.co/0jyCNp1Kqt
O The New York Times publicou uma reportagem em vídeo contando essa história:
https://t.co/J97rsEtc79
A conta é de 7 a 10 bilhões de dólares por ano, gastos pela maior ditadura do planeta para a compra de publicidade disfarçada de noticiário na imprensa internacional.
https://t.co/CVMJeBOkk8
Mesmo a The Economist, com uma linha editorial liberal, publica propaganda disfarçada de noticiário, paga pelo regime chinês.
https://t.co/YsSiesbPzk
O Telegraph, um jornal britânico ideologicamente alinhado aos conservadores, assumiu receber cerca de 750.000 libras por ano para reproduzir propaganda do China Daily.
https://t.co/YPXMOv6gqP
O Telegraph admitiu há duas semanas que não iria mais aceitar os informes publicitários. O conteúdo do China Watch foi apagado do site.
https://t.co/pGin58xJCG
Pequim construiu uma verdadeira máquina. E se você compreende inglês, eu indico a leitura dessa reportagem do The Guardian. Como o título diz, nós estamos falando de uma "audaciosa campanha de propaganda global".
https://t.co/9IeqoSecmL
Quem pagou pelo Informe Publicitário da @folha?
Acho que nesse ponto da thread você desconfia de quem se trata.
------------------:----
A proposta do texto é discutir o gasto com publicidade do governo chinês, além dos pressupostos éticos de um jornal aceitar dinheiro de uma organização que ameaça, prende e assassina jornalistas.
Além disso, pode haver um desencontro com os valores propostos pelo jornal.
Como a Folha destaca em seus "Princípios Editoriais", é dever do jornal:
"8. Manter atitude apartidária, desatrelada de governos, oposições, doutrinas, conglomerados econômicos e grupos de pressão."
Além de:
"9. Preservar o vigor financeiro da empresa como esteio da independência editorial e garantir que a produção jornalística tenha autonomia em relação a interesses de anunciantes."
https://t.co/zDQTzacrZx
É honesto um veículo aceitar dinheiro de uma ditadura que persegue jornalistas? Esse debate está acontecendo em diferentes lugares do mundo nesse momento - e literalmente alguns dos maiores veículos do planeta estão fazendo autocrítica em relação a esses anúncios."
Texto públicado pelo jornalista Rodrigo da Silva em seu Twitter.
https://twitter.com/rodrigodasilva/status/1255634042717962240?s=19
submitted by thayano to brasilivre [link] [comments]


2020.04.22 17:08 latestagesocialism Hidroxicloroquina no COVID-19 - evidências reais disponíveis no momento

Olá a todos. Sou médico. Apesar de ser psiquiatra e não ter experiência nenhuma com infectologia, tenho alguma experiência com pesquisa científica. Como tenho visto aqui - e verdade seja dita, no mundo todo - muita "abobrinha" sobre o uso dessa medicação no COVID-19, resolvi compilar todos os artigos já publicados em periódicos científicos sobre o assunto, com um pequeno resumo de cada um, pra informação do pessoal do sub. Não vou fazer julgamento nenhum, vou apenas deixar os títulos dos artigos e um resumo. Cada um que julgue se essa evidência é suficiente ou não.
Critérios pra inclusão na lista: (a) já ter sido publicado. Eu sei que tem vários estudos em andamento no mundo inteiro. Aqui no Brasil o pessoal cita muito o da USP/Prevent. O mais importante talvez seja o Trial rolando na Noruega. Todavia, esses estudos ainda não tem resultados publicados e eu não gosto do tal "ouvi falar que... o presidente da empresa disse que..." Eu quero os resultados definitivos, e ponto final. Pra abrir um pouquinho o leque, decidi colocar também estudos já aceitos pra publicação (i.e.: já passaram por peer review e aprovação), mas ainda não publicados no periódico em si, apenas online ou apenas com uma nota prévia de publicação. Do contrário a lista teria apenas os artigos (1) e (3).
(b) Graus de evidência A e B apenas. Isso excluí de imediato cartas e editoriais de "especialistas" que têm sido publicadas aos montes em periódicos e que o povo leigo acha que são evidência definitiva de algo. Exclui também estudos in-vitro, que a rigor não provam nada. Relatos de casos e grupamentos de relatos, que são evidência "ruim", também ficam de fora. Cartinha de médico pra presidente dizendo que tratou 10 milhões de pacientes e curou todo mundo sem nenhuma internação, muito menos. Basicamente, aqui entram apenas ensaios clínicos e coortes, que são o "padrão ouro" pra dizer se um remédio funciona ou não. Não entraram revisões sistemáticas de ensaios por um único motivo: ainda não tem nenhuma.
(c) Que esteja numa dessas três databases: PUBMED (3 artigos), JSTOR (nenhum artigo) e Google Scholar (2 artigos, ambos ainda não oficialmente publicados). Por que essas três? Pois são gratuitas e fáceis de usar. Só isso. Então os artigos aqui provavelmente não serão o todo do conteúdo (de graus A e B) publicado sobre o assunto, mas provavelmente são a maioria.
Ao todo, fui capaz de encontrar 5 artigos que obedecem esses critérios. Aos finalmentes:
(1) A pilot study of hydroxychloroquine in treatment of patients with common coronavirus disease-19 (COVID-19): Estudo piloto, em Chinês, realizado em Wuhan. Isso me permitiu ler apenas o resumo. Foi este estudo que motivou o governo chinês a colocar a HCQ como protocolo no tratamento da doença, apesar de ser apenas um pequeno piloto.
Ensaio randomizado aberto com 30 pacientes, 15 no grupo ativo (recebendo 400mg de H-cloroquina/dia) e 15 no controle. 13 pacientes do grupo controle negativaram da doença, versus 14 do grupo ativo, o que foi considerado estatisticamente relevante. No grupo ativo, o tempo para negativação foi discretamente menor (5 dias vs 7 dias no grupo controle). Ademais, sem diferenças entre os grupos, do qual pessoalmente julgo importante mencionar que não houve diferença do tempo de internação nem do perfil de efeitos colaterais em relação ao tratamento de suporte.
(2) Efficacy of hydroxychloroquine in patients with COVID-19: results of a randomized clinical trial: outro estudo chinês, mas dessa vez publicado em inglês, permitindo leitura do artigo completo.
Primeiro estudo randomizado e duplo cego, com 62 pacientes, 31 no grupo ativo (recebendo 400 mg/dia de HCQ) e 31 no grupo controle, e critérios um pouco mais rígidos de aceitação/exclusão.
Avaliando o tempo de duração da doença pela febre e tosse, houve uma redução de dois dias no quadro. Notam que apenas 4 pacientes evoluíram para doença grave, e todos os 4 estavam no grupo controle. Dois pacientes do grupo ativo tiveram efeitos colaterais leves da medicação, nenhum deles precisou interromper o tratamento.
(3) Hydroxychloroquine and azithromycin as a treatment of COVID-19: results of an open-label non-randomized clinical trial: Estudo francês. Primeiro trial completo.
Ensaio não randomizado e aberto, com 42 pacientes, 26 no grupo ativo (recebendo 600mg h-cloroquina/dia) e 16 no controle, sendo que eles "perderam" (abandonaram tratamento, se sentiram melhor e queriam ir embora, etc...) 10 pacientes ao longo do estudo, restando 36.
Dos 26 ativos, 6 que chegaram com sintomas de pneumonia também receberam azitromicina. A média de idade entre os grupos diferia consideravelmente (51 anos no ativo, 34 no controle). No 6º dia pós inicio do tratamento, 70% dos pacientes do grupo ativo estavam negativados, vs. 12% do grupo controle. Comparando o grupo HCQ+AZT vs HCQ vs controle, as taxas são 100%, 57% e 12% dos pacientes negativados, respectivamente.
É importante relatar que os próprios autores admitem que para uma análise mais precisa seriam necessários ao menos 48 pacientes ao final do estudo, e eles tiveram apenas 36.
(4) Clinical and microbiological effect of a combination of hydroxychloroquine and azithromycin in 80 COVID-19 patients with at least a six-day follow up: A pilot observational study: Estudo piloto, francês, pelo mesmo time do estudo anterior.
Coorte (sem controle), com 80 pacientes, sendo observados clinicamente por pelo menos 6 dias em ambiente hospitalar. Todos eles em terapia combinada de azitromicina (500mg/dia) + HCQ (600mg/dia), sendo que pacientes com NEWS Score >4 receberam também ceftriaxona. Pacientes de toda sorte, mas em geral não tão jovens (média 54, máxima de 88 anos) e com sintomas leves (NEWS Score <4 em 88% dos casos)
Média de internação de 4 dias, sendo alta dada com base em ausência de sintomas e negativação do exame. 65 pacientes tiveram alta e não precisaram manter internação. 12 precisaram de oxigenioterapia. 3 foram transferidos pra UTI, e 1 faleceu antes de ir pra UTI (um homem de 84 anos).
7 pacientes apresentaram sintomas que seriam possíveis efeitos colaterais: náusea, vômitos, diarréia e visão embaçada.
Na discussão os autores julgam que, em comparação a outros estudos de coorte com outras drogas, o resultado foi positivo.
(5) No Evidence of Rapid Antiviral Clearance or Clinical Benefit with the Combination of Hydroxychloroquine and Azithromycin in Patients with Severe COVID-19 Infection: Outro estudo francês, em resposta ao estudo (3).
Coorte (sem controle), nos quais os pesquisadores trataram 11 pacientes, desde o primeiro dia de internação, com HCQ (600 mg/dia) e AZT (500 mg/dia) e colheram as sorologias no 5º e 6º dias de tratamento.
Os resultados foram drasticamente diferentes do estudo (3). 1 paciente morreu, 2 foram transferidos para UTI, mas sobreviveram, e 1 teve que descontinuar o tratamento devido a arritmias. Dos 10 pacientes que chegaram ao 5º dia do tratamento (o que morreu não chegou), apenas 2 tiveram resultados negativados para o COVID-19, em contraste aos 100% do outro estudo.
submitted by latestagesocialism to brasilivre [link] [comments]


2020.04.15 19:02 DrMalvado ***IMPORTANTE*** Esclarecimentos sobre as regras

Pessoal, devido a acontecimentos recentes, a moderação gostaria de esclarecer algumas coisas sobre as regras, principalmente quanto a TARGET HARASSMENT e RACISMO.

Sobre TARGET HARASSMENT:

Aqui está o link para as regras do reddit sobre o assunto (em inglês), para quem tiver qualquer dúvida.
https://www.reddithelp.com/en/categories/rules-reporting/account-and-community-restrictions/do-not-threaten-harass-or-bully

Sobre RACISMO:

Ultimamente temos tido alguns posts ofendendo o povo chinês em geral, portanto devemos lembrar o que diz a nossa regra sobre isso:
Criticar atos concretos de um grupo ou indivíduo específico é permitido, mas generalizações que menosprezam todo um povo, raça ou etnia são proibidos.
Isso vale para o povo chinês também, portanto vamos ter mais cuidado com esse tipo de post.

Concluindo

Gostaríamos de esclarecer que estas medidas são a interpretação que o próprio reddit tem dado a estas regras, portanto pedimos a compreensão de todos, pois como sempre visamos manter o sub aberto para que todos possam participar de forma livre e sem censura ideológica.
submitted by DrMalvado to brasilivre [link] [comments]


2020.03.21 17:38 mknaraujo Manual de conteção do Covid oferecido pelo Governo Chinês

Manual de prevenção do Governo Chinês para o Covid traduzido para o Inglês. https://video-intl.alicdn.com/Handbook%20of%20COVID-19%20Prevention%20and%20Treatment.pdf
Postagem de origem no LinkedIn: https://www.linkedin.com/posts/yan-di-0280132a_compartilhe-urgentemente-handbook-of-covid-activity-6646883628720635904-vfce
submitted by mknaraujo to coronabr [link] [comments]


2020.03.21 02:01 lucascamara14 Durante a quarentena eu criei uma teoria da conspiração

Olá, /brasil. Essa é a minha primeira postagem e decidi postar para dar umas boas risadas. Fiz essa teoria da conspiração sobre o surgimento do Coronavírus vinculado ao nosso presidente do Brasil. Apesar de ter me baseado em reportagens reais que falam sobre situações reais, a ideia fundamental da teoria é apenas para diversão e não condiz com nada sobre a realidade. Tudo aqui é inventado e em nada quero imputar coisas ao presidente.
Se gostarem, peço dicas para futuras criações de teorias da conspiração, sugestões e críticas sobre o texto.
Caso a moderação ache que não deva devido a sensibilidade do momento, eu apagarei a postagem com todo o prazer. Espero que se divirtam.
" ⚠ A ORIGEM EXPLICADA DO CORONAVÍRUS ⚠
Muitos de nós devem estar se perguntando: De onde surgiu o Coronavírus? Várias pessoas dirão que veio do morcego comido nos mercados imundos da China ou de uma possível mutação do vírus. Mas a verdade escondida, e que será revelada agora, é apenas uma: O presidente Bolsonaro é a fonte original do Coronavírus.
Posso parecer louco de início e serei hostilizado por isso, mas irei apresentar informações que, a primeira vista, parecem coincidências, mas um olhar mais atento logo levanta suspeitas. Jair Bolsonaro visitou a China no dia 25 de outubro em visita oficial ao presidente Xi Jinping. Ao mesmo tempo, os Jogos Mundiais Militares, ocorrido em 2019, aconteceram também na China. E saiu há poucos dias uma suspeita do governo chinês de que os EUA teriam inserido o vírus durante os jogos militares.
❗A verdade é que os chineses acertaram a resposta mas miraram na fonte errada.❗
Não é uma mera coincidência que os chineses acusam os americanos de contaminarem a China justamente no mesmo período da visita brasileira ao país asiático.
Fui atentado para esta teoria, que também me pareceu maluca no começo, quando eu vi a declaração de um senador dos EUA pelo Partido Republicano de que Wuhan é a única região na China que possui um laboratório de biossegurança com acesso a grandes doenças contagiosas, inclusive o coronavírus. Ora, qual seria o melhor lugar para iniciar uma contaminação sem chamar a atenção de agentes chineses para um contágio feito por estrangeiros?
Mas ainda assim não estava convencido. Até ver a coluna traduzida para o inglês de um jornalista húngaro chamado Zoltán Kertész escrita para o jornal Vészkijárat em janeiro de 2020. Daí eu comecei a pensar melhor sobre como a questão do coronavírus estava muito mal contada.
⚠PROVAS:
Em março de 2020, ocorreu uma viagem de Bolsonaro aos EUA para se encontrar com o presidente Trump em Mar-a-lago, na Flórida. Vejam bem: Esta foi a quarta visita de Jair Bolsonaro aos EUA sem que ninguém saiba os reais motivos de tais visitas. Nesta última houve uma contaminação em massa de toda a comitiva brasileira que acompanhou o presidente. Já são mais de 18 casos confirmados no momento que eu escrevo isso.
E como se explica o presidente ser o único que teve resultados negativos para o Coronavírus? É porque ele já estava acertado sobre contaminação desde maio de 2019. Como assim, vocês me perguntam? Simples. Em maio de 2019, o presidente Bolsonaro viajou aos EUA para se encontrar com empresários locais - cujos lucros são afetados pela produção chinesa - em meio a polêmicas de sua visita ao país. A homenagem que recebeu nesta data nada mais era do que uma distração do seu real intuito: Acertar os detalhes da contaminação do coronavírus que Bolsonaro levaria para a China e infectaria o povo chinês.
Em setembro de 2019, médicos brasileiros internaram o presidente para uma cirurgia de hérnia. Ou pelo menos é o que eles afirmaram perante a imprensa. A real verdade é que os médicos estavam tratando Jair Bolsonaro dos efeitos colaterais da contaminação. Por isso que a fala do presidente na Assembleia Geral da ONU foi confusa, com muitas pausas. O presidente estava com falta de ar mas era obrigatório não demonstrar estar contaminado. Parece loucura? Então, o que explica uma nova internação de Bolsonaro em dezembro de 2019? Nada mais do que novos tratamentos para os efeitos colaterais do vírus. Percebam que, desta vez, a internação foi bem mais rápida pois os médicos já sabiam os como combater o coronavírus.
Tudo bate: As datas de viagem para a China e para os EUA; Os encontros e as distrações; A falta de coordenação linguística na Assembleia da ONU; As constantes idas ao hospital para "tratar efeitos colaterais de cirurgias". Tudo faz sentido.
E agora chega a cereja do bolo: A fala do presidente Bolsonaro no dia 16/03/2020.
Bolsonaro afirmou que "não dá para querer jogar nas minhas costas uma possível disseminação do vírus". Vejam só esta estratégia de confundir o público: Ele afirma que não pode ser responsável pela contaminação e disseminação justamente por saber que ELE É O PACIENTE ZERO da contaminação mundial, mas ao falar isso não jogaria para si mesmo a dúvida sobre o surgimento da pandemia.
E o que falar da manifestação de seu filho, Eduardo Bolsonaro, onde culpabiliza a China pela doença e o Ministério das Relações Exteriores chinês revidar excessivamente à manifestação de Eduardo? Os chineses SABEM que Bolsonaro é o paciente zero mas não podem responsabilizá-lo publicamente. Quando o embaixador chinês Yang Wanming fala pro deputado pedir desculpas ao povo chinês, não é por causa da acusação feita, mas justamente pelo fato de Jair Bolsonaro ser o vetor inicial de contaminação mundial do Coronavírus.
Apresentei aqui diversas provas do surgimento do Coronavírus, mas teve um fator final para que eu me manifestasse: Quando o homem haitiano falou que o presidente estava espalhando o vírus e matando a população brasileira que eu decidi expor a verdade pois entendi que não era algo da minha cabeça e sim uma verdade absoluta.
Sei que muitos não irão acreditar por acharem bobagem, coincidências demais ou simplesmente por uma crença política, mas é o meu dever como cidadão de bem e patriota que sou defender o Brasil e os brasileiros. Se eu sumir, saibam que foi por conta desta revelação."
submitted by lucascamara14 to brasil [link] [comments]


2020.03.18 19:10 psukhopompo5 Tradução em português do Guia oficial do governo chinês para o diagnóstico e tratamento do novo coronavirus.

Recomendo a leitura para profissionais da área e indivíduos curiosos que querem se informar sobre o vírus. Em inglês e negritos são termos (geralmente médicos) que fiquei em dúvida e deixei o original ao lado. Existe uma seção à respeito do tratamento com a medicina tradicional chinesa que não revisei, visto que não temos acesso nem aos remédios nem à informações consistentes.
Qualquer erro que encontrarem, principalmente termos médicos, por favor, me mandem uma mensagem aqui ou comentem na thread.
Guia traduzido em português (Tradução feita através do google tradutor e revisado palavra por palavra por mim)
Guia traduzido do chinês para o inglês pela embaixada chinesa em Busan
Guia oficial em chinês
submitted by psukhopompo5 to coronabr [link] [comments]


2020.03.16 02:17 LeonCrazyYT Tengo Un Canal De You Tube

https://www.youtube.com/channel/UCrS93VXjqMIKRqr667P_iGQ?view_as=subscriber
Vayan a verlo es muy bueno!! los videos son con musica para que todos los vean!! y prono tendran audio traducido a: ingles,polaco,ruso,chino,aleman,portuges y frances.
Go see it is very good! the videos are with music for all to see! and soon they will have audio translated into: English, Polish, Russian, Chinese, German, Portuguese and French.
Allez voir c'est très bon! les vidéos sont avec de la musique pour tous! et ils auront bientôt l'audio traduit en: anglais, polonais, russe, chinois, allemand, portugais et français.
去看看這是非常好的!視頻中有音樂供所有人觀看!很快他們就會將音頻翻譯成:英語,波蘭語,俄語,中文,德語,葡萄牙語和法語。
Vá ver, é muito bom! os vídeos estão com música para todos verem! e em breve eles terão o áudio traduzido para: inglês, polonês, russo, chinês, alemão, português e francês.
Иди посмотри, это очень хорошо! видео с музыкой для всеобщего обозрения! и вскоре они будут переведены на английский, польский, русский, китайский, немецкий, португальский и французский языки.
Idź, zobacz, jest bardzo dobrze! filmy są z muzyką do zobaczenia! i wkrótce będą mieli przetłumaczone audio na: angielski, polski, rosyjski, chiński, niemiecki, portugalski i francuski.
Schau mal, es ist sehr gut! Die Videos sind mit Musik für alle sichtbar! und bald werden sie Audio übersetzt haben in: Englisch, Polnisch, Russisch, Chinesisch, Deutsch, Portugiesisch und Französisch.
Gracias por su atencion!!!
Thanks for your attention!!!
Dzięki za uwagę !!!
Спасибо за ваше внимание !!!
Vielen Dank für Ihre Aufmerksamkeit !!!
Obrigado pela atenção !!!
Merci pour votre attention!!!
submitted by LeonCrazyYT to u/LeonCrazyYT [link] [comments]


2020.03.12 17:55 Et_Dux_ Porque o Corona Vírus é Perigos (Utilizando dados oficiais do Governo do Brasil, China e Itália)

Porque o Corona Vírus é Perigos (Utilizando dados oficiais do Governo do Brasil, China e Itália)
Muito se compara o Corona Vírus com a Gripe Comum. Isto está errado:
Em 28 semanas, a Gripe matou 205 pessoas na Itália (Temporada 2018/2019).
Em 3 semanas, o Corona Vírus (COVID-19) matou 827 pessoas na Itália. Ou seja, o quadruplo!
Observe a tabela abaixo, elaborada a partir de fontes oficiais do Brasil e da Itália:
Comparação Fatalidades.
O fato é que o debate público em relação à COVID-19 (Doença) causada pelo SARS-COV-2 (Vírus) é muito pobre e esconde a principal característica dessa pandemia:
Colapso do Sistema Público de Saúde.
Não é exagero, a Itália implementou um sistema de triagem médica no norte do país:
https://oglobo.globo.com/sociedade/coronavirus/medico-italiano-relata-rotina-com-covid-19-como-uma-guerra-salvamos-quem-podemos-24294811
"Se uma pessoa entre 80 e 95 anos tiver insuficiência respiratória grave, provavelmente você não prosseguirá (o tratamento). Se ela tiver uma falha de mais de três órgãos vitais, significa que a taxa de mortalidade é de 100%. Não estamos em posição de tentar milagres. É a realidade.”
A discussão sobre a CFR de contaminados é inócua. Se a fatalidade é de 3,5%, 1% ou 0,2% não importa, porque ela só se mantém “baixa” enquanto houver leitos e UTIs hospitalares disponíveis.
Observe a tabela abaixo:
Comparação Casos Críticos vs UTIs Disponíveis.
Das 7.550 UTIs disponíveis em toda a Itália, pelo menos 1.028 (13,5%, e subindo todo dia) estão sendo ocupadas por essa doença.
O problema continua. Dessas 7.500 UTIs disponíveis, a maioria já estava em uso por outras doenças. No estado de São Paulo, por exemplo, a taxa de ocupação das UTIs do SUS é em torno 70%:
https://auditasus.com.binternacoes-sus/ocupacao/taxa-de-ocupacao-em-uti/taxa-de-ocupacao-em-leitos-uti-uf?ano=2018&uf=SP
Ou seja, pessoas saudáveis que sofrerem um acidente grave, por exemplo, podem falecer pela escassez de UTIs causada por essa doença.
Causa ainda mais estresse no sistema o fato de paciente crítico demorar para se recuperar. De acordo com a OMC (Organização Mundial da Saúde), entre 3 e 6 semanas:
“Using available preliminary data, the median time from onset to clinical recovery for mild cases is approximately 2 weeks and is 3-6 weeks for patients with severe or critical disease*. Preliminary data suggests that the time period from onset to the development of severe disease, including hypoxia, is 1 week. Among patients who have died, the time from symptom onset to outcome ranges from 2-8 weeks.”*
https://www.who.int/docs/default-source/coronaviruse/who-china-joint-mission-on-covid-19-final-report.pdf
O próprio secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, admitiu ontem em comissão do senado:
“Estamos nos preparando para ter um número adicional de leitos de UTI porque esses pacientes entram nos leitos e não saem rápido; eles ficam de três a quatro semanas. Como não há uma renovação na utilização desses leitos, eles vão se esgotando — explicou o secretário, que citou o exemplo da Itália, onde a falta de leitos foi um dos fatores que levaram a medidas drásticas de isolamento.”
https://www12.senado.leg.bnoticias/materias/2020/03/11/brasil-tera-aumento-abrupto-nos-casos-de-coronavirus-diz-secretario-do-ministerio-da-saude
Finalmente, agrava ainda mais o problema a nossa proximidade com a temporada de gripe (Abril até Outubro, com pico em Julho), pois além das UTIs necessárias para as complicações respiratórias causadas pela Influenza, somam-se agora a demanda gigantesca por UTIs do COVID-19.
Resumindo:
· São Paulo tem 8.262 UTIs;
· O índice médio de ocupação dessas UTIs é de ~70%;
· Ao longo do ano de 2018, São Paulo precisou de 2.658 UTIs para atender as complicações devido à gripe.
· Na Itália, em apenas 3 semanas, pacientes com COVID-19 precisaram do mesmo número de UTIs que pacientes com gripe em toda temporada 2018/2019.

Salvem esse Post. Se alguém minimizar a doença e lhe disser que é apenas mais uma gripe, mostrem esse texto para ele.

Fontes:
National Health Comission of the People's Republic of China:
http://en.nhc.gov.cn/2020-03/11/c\77599.htm)
http://en.nhc.gov.cn/2020-02/20/c\76730.htm)
China Daily, principal jornal em inglês do Partido Comunista Chinês:
https://www.chinadaily.com.cn/a/202003/08/WS5e64f4a8a31012821727d3e2.html
Istituto Superiore di Sanità (Equivalente ao Instituto Evandro Chagas do Ministério da Saúde:)
https://www.epicentro.iss.it/influenza/FluNews18-19#evidenza
Ministero della Salute (Ministério da Saúde da Itália:)
http://www.salute.gov.it/portale/news/p3\2_1_1_1.jsp?lingua=italiano&menu=notizie&p=dalministero&id=4204)
Rhodes, A., Ferdinande, P., Flaatten, H. et al. The variability of critical care bed numbers in Europe. Intensive Care Med 38, 1647–1653 (2012.) https://doi.org/10.1007/s00134-012-2627-8
https://link.springer.com/article/10.1007/s00134-012-2627-8/tables/2
Ministério da Saúde:
https://saude.gov.bsaude-de-a-z/gripe
http://portalarquivos2.saude.gov.bimages/pdf/2019/fevereiro/01/Informe-Epidemiologico-Influenza-2018-SE-52.pdf
CNESNet, Datasus - UTIs adultas do TIPO I (antigas, II e III:)
http://cnes2.datasus.gov.bMod\Ind_Tipo_Leito.asp?VEstado=35&VMun=355030)
http://cnes2.datasus.gov.bMod\Ind_Tipo_Leito.asp?VEstado=35)
submitted by Et_Dux_ to brasil [link] [comments]


2020.02.18 11:59 TaoQingHsu Belisque uma flor e sorria. Fora do ensino, outro transmitindo, um coração para confirmar o outro coração.

Quando Buda Shakyamuni está na montanha dos abutres-espíritos, ele aperta uma flor e mostra aos seus discípulos e às massas. Todos eles estão em silêncio e não entendem qual é o significado. Apenas um monge budista Mahakassapa sorri com compreensão sobre isso.
Então Buda Shakyamuni diz: “Eu tenho o tesouro da lei correta nos olhos, o maravilhoso coração do Nirvana. O verdadeiro fenômeno é sem fenômeno. O maravilhoso portão da lei, nenhum texto é estabelecido. Há o outro que transmite fora do ensino. Estes comunicados são entregues a Mahakassapa. ”
Essa é a origem do zen. "O tesouro da lei correta" é traduzido do chinês para o inglês. "Lei" aqui significa "lei de Buda". "Lei correta" significa toda a lei de Buda. "Olho" aqui significa "ver e refletir claramente todas as coisas". "Tesouro" aqui significa "incluir todas as coisas".
Ler mais...
https://po-bvlwu.blogspot.com/2020/02/a-origem-do-zen.html
English: https://en-bvlwu.blogspot.com/2020/02/the-origin-of-zen.html
submitted by TaoQingHsu to u/TaoQingHsu [link] [comments]


2020.01.07 17:23 bowfex Fala Zezé, bom dia cara.

Fala Zezé, bom dia, cara. Deixa eu te falar uma coisa.Eu estou pensando aqui, sei que está difícil para vocês aí arrumarem recursos, sei que está correndo atrás, mas estou falando por mim, não falei com ninguém tá, do time. Vê se você não consegue pelo menos pagar esses outros 60% antes do jogo de quinta-feira, que aí não precisa nem ter bicho, entendeu, para ganhar jogo.É uma motivação a mais para a gente cara, acertar o salário aí. Aí você não precisa arrumar uma premiação pra ganhar o jogo, porque a obrigação nossa é ganhar esse jogo. Tá louco! Se a gente não ganhar do CSA, pelo amor de Deus. Pô, faz esse esforço para a gente aí, até quinta-feira, tentar acertar esses 60% que estão atrasados do salário.
Versão gentleman:
Meus cumprimentos, caríssimo José. Desejo-te um dia benéfico, cavalheiro.Permita-me abrir um diálogo de suma importância com vossa senhoria: estive ocupado em meio às minhas reflexões, e reconheço que estás deveras complexa a arrecadação financeira do clube, assim como reconheço que tens sido deveras resiliente para resolver tal imbróglio.Contudo, me dirijo a vossa senhoria independentemente da opinião coletiva, pois não teci comentários com nenhum outro futebolista do Cruzeiro Esporte Clube. Indago-te a fim de verificar se não haveria a remota possibilidade de que vossa senhoria pudesse transferir uma mínima quantia percentual a qual se caracteriza com 60% do montante salarial. Isto é, antes que se chegue o arremate deste sexto dia da semana. Tal atitude de retomar os pagamentos se constituirá como um incentivo direcionado ao nosso coletivo de futebolistas. Portanto, vossa senhoria não necessitaria de cumprir com quaisquer adicionais monetários cuja cláusula de cumprimento cuja cláusula de cumprimento seria a vitória do Cruzeiro Esporte Clube. Ora, estás a se perder em condições mentais ditadas pela insanidade? Seria um enorme ultraje não sairmos vitoriosos no remate contra o Centro Sportivo Alagoano, pelo amor de nosso pai eterno!Então, por obséquio, peço encarecidamente que tu empregue de maneira mais satisfatória tuas energias, pois assim, há de se solucionar este débito que tem para conosco, afim de que repasse aos vossos jogadores os tais 60% deste quantitativo salarial até o dia de quinta- feira.
De cabeça pra baixo:
oıɹɐlɐs op sopɐsɐɹʇɐ oɐʇsǝ ǝnb %06 sǝssǝ ɹɐʇɹǝɔɐ ɹɐʇuǝʇ 'ɐɹıǝɟ-ɐʇuınb ǝʇɐ 'ıɐ ǝʇuǝƃ ɐ ɐɹɐd oɔɹoɟsǝ ǝssǝ zɐɟ 'od ˙snǝp ǝp ɹoɯɐ olǝd 'ɐsɔ op ɹɐɥuɐƃ oɐu ǝʇuǝƃ ɐ ǝs ¡oɔnol ɐʇ ˙oƃoɾ ǝssǝ ɹɐɥuɐƃ ǝ ɐssou oɐɔɐƃıɹqo ɐ ǝnbɹod 'oƃoɾ o ɹɐɥuɐƃ ɐɹɐd oɐɔɐıɯǝɹd ɐɯn ɹɐɯnɹɹɐ ɐsıɔǝɹd oɐu ǝɔoʌ ıɐ ˙ıɐ oıɹɐlɐs o ɹɐʇɹǝɔɐ 'ɐɹɐɔ ǝʇuǝƃ ɐ ɐɹɐd sıɐɯ ɐ oɐɔɐʌıʇoɯ ɐɯn ǝ ˙oƃoɾ ɹɐɥuɐƃ ɐɹɐd 'nǝpuǝʇuǝ 'oɥɔıq ɹǝʇ ɯǝu ɐsıɔǝɹd oɐu ıɐ ǝnb 'ɐɹıǝɟ-ɐʇuınb ǝp oƃoɾ op sǝʇuɐ %06 soɹʇno sǝssǝ ɹɐƃɐd souǝɯ olǝd ǝnƃǝsuoɔ oɐu ǝɔoʌ ǝs ǝʌ ˙ǝɯıʇ op 'ɐʇ ɯǝnƃuıu ɯoɔ ıǝlɐɟ oɐu 'ɯıɯ ɹod opuɐlɐɟ noʇsǝ sɐɯ 'sɐɹʇɐ opuǝɹɹoɔ ɐʇsǝ ǝnb ıǝs 'sosɹnɔǝɹ ɯǝɹɐɯnɹɹɐ ıɐ sǝɔoʌ ɐɹɐd lıɔıɟıp ɐʇsǝ ǝnb ıǝs 'ınbɐ opuɐsuǝd noʇsǝ nǝ ˙ɐsıoɔ ɐɯn ɹɐlɐɟ ǝʇ nǝ ɐxıǝp ˙ɐɹɐɔ 'ɐıp ɯoq 'ǝzǝz ɐlɐɟ
De trás pra frente:
oirálas od sodasarta oatse euq %06 sesse ratreca ratnet ,arief-atniuq eta :ia etneg arp oçrofse esse zaf ,oP .sueD ed roma olep ,ASC od rahnag oan etneg a eS .ocuol at ,ogoj esse rahnag etneg ad oacagirbo e euqrop ,ogoj o rahnag arap oacaimerp amu ramurra asicerp oan ecov ia E .oirálas o ratreca etneg arp siam a oãçavitom amu E .ogoj rahnag arap ohcib ret men asicerp oan ia euqroP .arief-atniuq ed ogoj od setna %06 sortuo sesse ragap sonem olep eugesnoc oan ecov es ev ;?at ,emit od méugnin moc ielaf oan ,mim rop odnalaf uotse sam ,sarta odnerroc oatse euq ies ,sosrucer meramurra secov arap licifid atse euq ies ,iuqa odnasnep uotse ue :asioc amu ralaf et ue axied ,arac aid mob ,ezeZ alaF
Zédroguês:
fALah zezeh...BOM DiaH...kaRAh...... dExXxah eU TI FAlaH 1 KoiZah...... EU TOW PEnsAnu AKI...sei ki TAH DiFiciu praH VUxXxEIxXx aiH ArRUMarem ReCuRsuxXx...sEi kI TaH kORRENu atRAixXx...mAxXx TOW FaLanU PoR MIm...naUm faLeI kUM nINgueM TAh...dU TiMe...... Ve si vUxXxE NaUM kOnsEGUe pELU - PAGah EXXixXx OTrUxXx 60% ANTixXx DU JogU dI 5ah...kI aIh Naum PReCizah nem Te bixXxu...ENteNDeU...PRAH ganHaH JOgu...... eh 1 moTIVAXXaUM A + pRah GENti KaRAh...ACerTaH u sALARiu aiH...... AIH VUxXxe nAum PReciZah ArrumAH 1 PremiaXXaum pRaH ganHAh U jOgU...pq A oBRIGaXXaUM NoXXaH eh Ganhah eXXI Jogu...... TaH Locu!!!!! sI A GeNTi nAuM ganHaH du CSA...PElU Amor Di DeuxXx...... PU...FAIxXx eXXi ESfORXXU prAh GEntI AiH...Ateh 5aH...tenTAh aCErTah EXXIxXx 60% KI TAum atrasaDUxXx Du saLAriU......
Em inglês:
What's up Zeze, good morning, man. Let me tell you something. I'm thinking here, I know it's hard for you to get resources, I know you're running after it, but I'm talking for myself, I didn't talk to anyone, from the team. See if you can't at least pay that other 60% before Thursday's game, which you don't even have to have, you know, to win the game. It's an extra motivation for us man, to set the salary right there. Then you don't have to get a prize to win the game, because our obligation is to win this game. You are crazy! If we don't beat CSA, for God's sake. Well, make this effort for us, until Thursday, to try to hit this 60% that are behind the salary.
Espanhol:
Di Zeze, buenos días, hombre. Déjame decirte algo. Estoy pensando aquí, sé que es difícil para ti obtener recursos, sé que lo estás buscando, pero estoy hablando por mí mismo, no hablé con nadie del equipo. Vea si al menos no puede pagar ese otro 60% antes del juego del jueves, que ni siquiera tiene que tener, ya sabe, para ganar el juego. Es una motivación extra para nosotros, chicos, obtener el salario allí mismo. Entonces no tienes que obtener un premio para ganar el juego, porque nuestra obligación es ganarlo. ¡Esta loco! Si no vencemos a CSA, por el amor de Dios. Bueno, haga este esfuerzo para nosotros, hasta el jueves, para tratar de alcanzar este 60% que está detrás del salario.
Italiano:
Di 'Zeze, buongiorno, amico. Lascia che ti dica una cosa. Sto pensando qui, so che è difficile ottenere risorse, so che stai correndo dietro di esso, ma sto parlando da solo, non ho parlato con nessuno, dal team. Vedi se non riesci almeno a pagare quell'altro 60% prima della partita di giovedì, che non devi nemmeno avere, sai, per vincere la partita. È una motivazione in più per noi, uomo, stabilire lo stipendio proprio lì. Quindi non devi ottenere un premio per vincere la partita, perché il nostro obbligo è vincere questa partita. È pazzesco! Se non battiamo CSA, per l'amor di Dio. Bene, fai questo sforzo per noi, fino a giovedì, per cercare di raggiungere questo 60% che è dietro lo stipendio.
Japonês:
Ohayōgozaimasu nanika oshietekudasai. Watashi wa koko de kangaete imasu, anata ga risōsu o te ni ireru no wa muzukashī koto o shitte imasu, anata wa sore o oikakete iru koto o shitte imasuga, watashi wa jibun jishin no tame ni hanashite iru, watashi wa chīmu no dare-tomo hanashimasendeshita mokuyōbi no gēmu no mae ni, sukunakutomo sono 60-pāsento o shiharau koto ga dekinai ka dō ka o kakuninshitekudasai. Kyūryō o sugu ni settei suru koto wa, watashitachi ningen ni totte no tsuika no dōkidesu. Kono gēmu ni katsu koto wa watashitachi no gimudearu tame, gēmu ni katsu tame ni shōhin o shutoku suru hitsuyō wa arimasen. Kureijīda! Watashitachi ga CSA ni katenakereba,-shin no tame ni. Sate, mokuyōbi made, kyūyo no haigo ni aru kono 60-pāsento o tassei shiyou to suru tame ni, kono doryoku o shite kudasai.
Chinês:
说Zeze,早上好,伙计。 让我告诉你一些事。 我在想,我知道您很难获得资源,我知道您正在追逐,但我在为自己说话,我没有与团队中的任何人交谈。 看看您是否至少不能在周四的比赛之前支付其他60%的费用,您甚至不必知道就可以赢得比赛。 对我们来说,这是额外的动力,希望在那里获得薪水。 然后,您不必获得奖励就可以赢得比赛,因为我们的义务是赢得这场比赛。 太疯狂了! 如果我们不打败CSA,请看在上帝的份上。 好吧,为我们做出努力,直到星期四,力争将这落后于工资的60%做到这一点。
Alemão:
Sag Zeze, guten Morgen, Mann. Lass mich dir etwas sagen. Ich denke hier, ich weiß, es ist schwer für dich, an Ressourcen zu kommen, ich weiß, dass du hinterher rennst, aber ich spreche für mich selbst, ich habe mit niemandem aus dem Team gesprochen. Sehen Sie, wenn Sie nicht mindestens die anderen 60% vor dem Spiel am Donnerstag bezahlen können, die Sie nicht einmal haben müssen, um das Spiel zu gewinnen. Es ist eine zusätzliche Motivation für uns Menschen, das Gehalt genau dort festzulegen. Dann brauchen Sie keinen Preis, um das Spiel zu gewinnen, denn wir sind verpflichtet, dieses Spiel zu gewinnen. Es ist verrückt! Wenn wir CSA nicht schlagen, um Gottes willen. Nun, bemühen Sie sich, bis Donnerstag, diese 60% zu erreichen, die hinter dem Gehalt liegen.
Francês:
Dites Zeze, bonjour, mec. Laisse-moi te dire quelque chose. Je pense ici, je sais qu'il est difficile pour vous d'obtenir des ressources, je sais que vous courez après, mais je parle pour moi, je n'ai parlé à personne, de l'équipe. Voyez si vous ne pouvez pas au moins payer cet autre 60% avant le match de jeudi, que vous n'avez même pas besoin d'avoir, vous savez, pour gagner le match. C'est une motivation supplémentaire pour nous les gars, pour obtenir le salaire juste là. Ensuite, vous n'avez pas besoin d'obtenir un prix pour gagner le jeu, car notre obligation est de gagner ce jeu. C'est fou! Si nous ne battons pas CSA, pour l'amour de Dieu. Eh bien, faites cet effort pour nous, jusqu'à jeudi, pour essayer d'atteindre les 60% qui sont derrière le salaire.
Russo:
Скажи Зезе, доброе утро, мужик. Позвольте мне сказать вам кое-что: я думаю здесь, я знаю, что вам трудно получить ресурсы, я знаю, что вы бежите за этим - но я говорю за себя, я не разговаривал ни с кем в команде, хорошо? Посмотрите, не можете ли вы заплатить еще 60% до четверговой игры. Потому что тогда вам даже не нужно иметь животное, чтобы выиграть игру. Это еще одна мотивация для нас: получить правильную зарплату. И тогда вам не нужно получать приз, чтобы выиграть игру, потому что это наша обязанность выиграть эту игру, это безумие. Если мы не победим CSA, ради бога. Ну, сделайте это для нас там: до четверга постарайтесь поразить эти 60%, которые отстают от зарплаты.
Morse:
..-. .- .-.. .- / --.. . --.. . --..-- / -... --- -- / -.. .. .- / -.-. .- .-. .- --..-- / -.. . .. -..- .- / . ..- / - . / ..-. .- .-.. .- .-. / ..- -- .- / -.-. --- .. ... .- / . ..- / . ... - --- ..- / .--. . -. ... .- -. -.. --- / .- --.- ..- .. --..-- / ... . .. / --.- ..- . / . ... - .- / -.. .. ..-. .. -.-. .. .-.. / .--. .- .-. .- / ...- --- -.-. . ... / .- .-. .-. ..- -- .- .-. . -- / .-. . -.-. ..- .-. ... --- ... --..-- / ... . .. / --.- ..- . / . ... - .- --- / -.-. --- .-. .-. . -. -.. --- / .- - .-. .- ... --..-- / -- .- ... / . ... - --- ..- / ..-. .- .-.. .- -. -.. --- / .--. --- .-. / -- .. -- --..-- / -. .- --- / ..-. .- .-.. . .. / -.-. --- -- / -. .. -. --. ..- . -- / -.. --- / - .. -- . --..-- / - .- ..--.. / ...- . / ... . / ...- --- -.-. . / -. .- --- / -.-. --- -. ... . --. ..- . / .--. . .-.. --- / -- . -. --- ... / .--. .- --. .- .-. / . ... ... . ... / --- ..- - .-. --- ... / -.... ----- / .- -. - . ... / -.. --- / .--- --- --. --- / -.. . / --.- ..- .. -. - .- -....- ..-. . .. .-. .- .-.-.- / .--. --- .-. --.- ..- . / .- .. / -. .- --- / .--. .-. . -.-. .. ... .- / -. . -- / - . .-. / -... .. -.-. .... --- / .--. .- .-. .- / --. .- -. .... .- .-. / .--- --- --. --- .-.-.- / . / ..- -- .- / -- --- - .. ...- .- --- / .- / -- .- .. ... / .--. .-. .- / --. . -. - . / .- -.-. . .-. - .- .-. / --- / ... .- .-.. .- .-. .. --- .-.-.- / . / .- .. / ...- --- -.-. . / -. .- --- / .--. .-. . -.-. .. ... .- / .- .-. .-. ..- -- .- .-. / ..- -- .- / .--. .-. . -- .. .- -.-. .- --- / .--. .- .-. .- / --. .- -. .... .- .-. / --- / .--- --- --. --- --..-- / .--. --- .-. --.- ..- . / . / --- -... .-. .. --. .- -.-. .- --- / -.. .- / --. . -. - . / --. .- -. .... .- .-. / . ... ... . / .--- --- --. --- --..-- / - .- / .-.. --- ..- -.-. --- .-.-.- / ... . / .- / --. . -. - . / -. .- --- / --. .- -. .... .- .-. / -.. --- / -.-. ... .- --..-- / .--. . .-.. --- / .- -- --- .-. / -.. . / -.. . ..- ... .-.-.- / .--. --- --..-- / ..-. .- --.. / . ... ... . / . ... ..-. --- .-. --- / .--. .-. .- / --. . -. - . / .- .. / .- - . / --.- ..- .. -. - .- -....- ..-. . .. .-. .- --..-- / - . -. - .- .-. / .- -.-. . .-. - .- .-. / . ... ... . ... / -.... ----- / --.- ..- . / . ... - .- --- / .- - .-. .- ... .- -.. --- ... / -.. --- / ... .- .-.. .- .-. .. --- .-.-.-
Binário:
01000110 01100001 01101100 01100001 00100000 01011010 01100101 01111010 11101001 00100000 01100010 01101111 01101101 00100000 01100100 01101001 01100001 00100000 01100011 01100001 01110010 01100001 00101110 00100000 01000100 01100101 01101001 01111000 01100001 00100000 01100101 01110101 00100000 01110100 01100101 00100000 01100110 01100001 01101100 01100001 01110010 00100000 01110101 01101101 01100001 00100000 01100011 01101111 01101001 01110011 01100001 00101110 00100000 01000101 01110101 00100000 01100101 01110011 01110100 01101111 01110101 00100000 01110000 01100101 01101110 01110011 01100001 01101110 01100100 01101111 00100000 01100001 01110001 01110101 01101001 00101100 00100000 01110011 01100101 01101001 00100000 01110001 01110101 01100101 00100000 01100101 01110011 01110100 11100001 00100000 01100100 01101001 01100110 11101101 01100011 01101001 01101100 00100000 01110000 01100001 01110010 01100001 00100000 01110110 01101111 01100011 11101010 01110011 00100000 01100001 11101101 00100000 01100001 01110010 01110010 01110101 01101101 01100001 01110010 01100101 01101101 00100000 01110010 01100101 01100011 01110101 01110010 01110011 01101111 01110011 00101100 00100000 01110011 01100101 01101001 00100000 01110001 01110101 01100101 00100000 01100101 01110011 01110100 11100001 00100000 01100011 01101111 01110010 01110010 01100101 01101110 01100100 01101111 00100000 01100001 01110100 01110010 11100001 01110011 00101100 00100000 01101101 01100001 01110011 00100000 01100101 01110011 01110100 01101111 01110101 00100000 01100110 01100001 01101100 01100001 01101110 01100100 01101111 00100000 01110000 01101111 01110010 00100000 01101101 01101001 01101101 00101100 00100000 01101110 11100011 01101111 00100000 01100110 01100001 01101100 01100101 01101001 00100000 01100011 01101111 01101101 00100000 01101110 01101001 01101110 01100111 01110101 11101001 01101101 00100000 01110100 11100001 00101100 00100000 01100100 01101111 00100000 01110100 01101001 01101101 01100101 00101110 00100000 01010110 11101010 00100000 01110011 01100101 00100000 01110110 01101111 01100011 11101010 00100000 01101110 11100011 01101111 00100000 01100011 01101111 01101110 01110011 01100101 01100111 01110101 01100101 00100000 01110000 01100101 01101100 01101111 00100000 01101101 01100101 01101110 01101111 01110011 00100000 01110000 01100001 01100111 01100001 01110010 00100000 01100101 01110011 01110011 01100101 01110011 00100000 01101111 01110101 01110100 01110010 01101111 01110011 00100000 00110110 00110000 00100101 00100000 01100001 01101110 01110100 01100101 01110011 00100000 01100100 01101111 00100000 01101010 01101111 01100111 01101111 00100000 01100100 01100101 00100000 01110001 01110101 01101001 01101110 01110100 01100001 00101101 01100110 01100101 01101001 01110010 01100001 00101100 00100000 01110001 01110101 01100101 00100000 01100001 11101101 00100000 01101110 11100011 01101111 00100000 01110000 01110010 01100101 01100011 01101001 01110011 01100001 00100000 01101110 01100101 01101101 00100000 01110100 01100101 01110010 00100000 01100010 01101001 01100011 01101000 01101111 00101100 00100000 01100101 01101110 01110100 01100101 01101110 01100100 01100101 01110101 00101100 00100000 01110000 01100001 01110010 01100001 00100000 01100111 01100001 01101110 01101000 01100001 01110010 00100000 01101010 01101111 01100111 01101111 00101110 00100000 11001001 00100000 01110101 01101101 01100001 00100000 01101101 01101111 01110100 01101001 01110110 01100001 11100111 11100011 01101111 00100000 01100001 00100000 01101101 01100001 01101001 01110011 00100000 01110000 01100001 01110010 01100001 00100000 01100001 00100000 01100111 01100101 01101110 01110100 01100101 00100000 01100011 01100001 01110010 01100001 00101100 00100000 01100001 01100011 01100101 01110010 01110100 01100001 01110010 00100000 01101111 00100000 01110011 01100001 01101100 11100001 01110010 01101001 01101111 00100000 01100001 11101101 00101110 00100000 01000001 11101101 00100000 01110110 01101111 01100011 11101010 00100000 01101110 11100011 01101111 00100000 01110000 01110010 01100101 01100011 01101001 01110011 01100001 00100000 01100001 01110010 01110010 01110101 01101101 01100001 01110010 00100000 01110101 01101101 01100001 00100000 01110000 01110010 01100101 01101101 01101001 01100001 11100111 11100011 01101111 00100000 01110000 01100001 01110010 01100001 00100000 01100111 01100001 01101110 01101000 01100001 01110010 00100000 01101111 00100000 01101010 01101111 01100111 01101111 00101100 00100000 01110000 01101111 01110010 01110001 01110101 01100101 00100000 01100001 00100000 01101111 01100010 01110010 01101001 01100111 01100001 11100111 11100011 01101111 00100000 01101110 01101111 01110011 01110011 01100001 00100000 11101001 00100000 01100111 01100001 01101110 01101000 01100001 01110010 00100000 01100101 01110011 01110011 01100101 00100000 01101010 01101111 01100111 01101111 00101110 00100000 01010100 11100001 00100000 01101100 01101111 01110101 01100011 01101111 00100001 00100000 01010011 01100101 00100000 01100001 00100000 01100111 01100101 01101110 01110100 01100101 00100000 01101110 11100011 01101111 00100000 01100111 01100001 01101110 01101000 01100001 01110010 00100000 01100100 01101111 00100000 01000011 01010011 01000001 00101100 00100000 01110000 01100101 01101100 01101111 00100000 01100001 01101101 01101111 01110010 00100000 01100100 01100101 00100000 01000100 01100101 01110101 01110011 00101110 00100000 01010000 11110100 00101100 00100000 01100110 01100001 01111010 00100000 01100101 01110011 01110011 01100101 00100000 01100101 01110011 01100110 01101111 01110010 11100111 01101111 00100000 01110000 01100001 01110010 01100001 00100000 01100001 00100000 01100111 01100101 01101110 01110100 01100101 00100000 01100001 11101101 00101100 00100000 01100001 01110100 11101001 00100000 01110001 01110101 01101001 01101110 01110100 01100001 00101101 01100110 01100101 01101001 01110010 01100001 00101100 00100000 01110100 01100101 01101110 01110100 01100001 01110010 00100000 01100001 01100011 01100101 01110010 01110100 01100001 01110010 00100000 01100101 01110011 01110011 01100101 01110011 00100000 00110110 00110000 00100101 00100000 01110001 01110101 01100101 00100000 01100101 01110011 01110100 11100011 01101111 00100000 01100001 01110100 01110010 01100001 01110011 01100001 01100100 01101111 01110011 00100000 01100100 01101111 00100000 01110011 01100001 01101100 11100001 01110010 01101001 01101111 00101110
Árabe:
قل زيزي ، صباح الخير يا رجل. اسمحوا لي أن أقول لك شيئا. أنا أفكر هنا ، أعلم أنه من الصعب عليك الحصول على الموارد ، وأنا أعلم أنك تعمل خلفها ، لكنني أتحدث عن نفسي ، ولم أتحدث إلى أي شخص ، من الفريق. تعرف على ما إذا كنت لا تستطيع دفع 60٪ على الأقل قبل مباراة يوم الخميس ، والتي لا يجب عليك حتى الفوز بها ، كما تعلمون. إنه دافع إضافي لنا نحن الرجال للحصول على الراتب هناك. ثم لا يتعين عليك الحصول على جائزة للفوز باللعبة ، لأن التزامنا هو الفوز بهذه اللعبة. انه مجنون! إذا لم نفوز على CSA ، من أجل الله. حسنًا ، بذل هذا الجهد من أجلنا ، حتى يوم الخميس ، لمحاولة الوصول إلى نسبة الـ 60٪ التي وراء الراتب.
submitted by bowfex to Copicola [link] [comments]


2019.12.27 14:57 silveringking A Queda do Império - Parte 2: Timor

Introdução
Como agradecimento pelo bacalhau de ouro, decidi fazer um esforço e postar a segunda parte da queda do império antes do fim do ano. Espero que esteja tão boa como a primeira parte.
Hoje vamos falar de Timor, uma pequena nota, algumas das coisas que eu vou dizer aqui ficariam melhor no artigo sobre a India, mas mesmo assim não consigo explicar Timor sem explicar a India, e para explicar a India tinha que explicar África primeiro, por isso hoje voltaremos a falar dos nossos amigos traficantes os Ingleses, também falaremos de um novo “player” neste jogo que é a colonização, os holandeses. Ah já agora, o artigo vai sair um pouco grande, pois há muito que contar sobre a colonização de Timor.

E tudo começa com um troll…
Para poder explicar a razão dos portugueses começarem a navegar os mares assim do nada, tenho de falar do maior troll de todos os tempos. O individuo anónimo que escreveu a primeira versão de uma carta falsa sobre o nome Preste João. Havia várias versões da carta que circularam no final da idade média, e não, não vos vou dar fontes, pesquisem e se eu estiver errado digam. Mas basicamente o que a carta contava era sobre um rei chamado Preste João que era muito rico e cristão, mas que estava rodeado de inimigos mouros e precisava de ajuda de qualquer reino cristão que o viesse salvar, em troca ele pagaria muito, muito dinheiro. Toda a nobreza europeia acreditou nisto, incluindo a nobreza portuguesa. Ironicamente realmente havia um reino cristão bem longe da Europa e isolado do resto do mundo cristão, a Etiópia, que é também é o local mais a sul, onde se encontram “naturalmente” judeus. Mas a Etiópia nunca foi muito rica e isto tudo foi uma coincidência. Havia, no entanto, uma segunda razão para querer navegar para Oriente, uma razão peculiar…

A especiaria mágica…
Se tiverem uma máquina do tempo funcional e acesso a um supermercado e quiserem ficar ricos, recomendo irem ao supermercado e comprarem noz-moscada e irem até à idade média e venderem-na. Ia vender que nem ginjas, isto porque na Idade Média a noz-moscada era extremamente rara, logo extremamente valiosa. O problema é que esta só crescia num pequeno arquipélago na Indonésia, que tinha o óbvio nome de Ilhas das Especiarias… São umas pequenas ilhotas de onde a árvore que produz noz-moscada crescia. Existia só nessas ilhotas, até mais tarde a planta ser importada para outros sítios, mas eu não vou discutir isso. A noz-moscada era tão valiosa e rara, que diziam que servia para tudo, até para curar pragas. Infelizmente, por uma pequena questão chamada de “Rota da Seda”, só os muçulmanos tinham acessos às ilhotas. Eles vendiam- sim aos Europeus, mas a preço de ouro…
Isso tudo mudou quando Vasco da Gama descobriu a rota por mar para a India. Nós e a Espanha fizemos um acordo e ficámos com o controlo de grande parte da Ásia, incluindo a Indonésia e essas pequenas ilhotas. Ainda existem vestígios da cultura portuguesa na Indonésia, eles dizem palavras como garfu (garfo), e existe uma ilha na Indonésia chamada de Flores. (Já agora Taiwan chamava-se Formosa pela mesma razão). Nós íamos bem encaminhados para tornar da Indonésia uma das nossas melhores colónias… Até que veio alguém para estragar tudo…

Entra um novo “player”
Se há alguém bom a ganhar e perder colónias rapidamente são os holandeses. Durante a ocupação filipina eles atacaram quase todas as nossas colónias para ficar com elas. Atacaram o Brasil e perderam no, atacaram Angola e perderam na, já agora o apelido van Dunem, que é o apelido da nossa ministra da justiça, é de origem holandesa, foi um holandês que ficou por lá e deixou muita prole mulata. Não foi só perder, no entanto, ganharam bastante no sudeste asiático, nós perdemos quase todas as nossas colónias do sudeste asiático para os holandeses, e eles consequentemente perderam nas para os ingleses. Todas menos umas poucas, incluindo parte de Ceilão. E agora vou vos contar uma história engraçada, o primeiro rei dos Braganças, deu a mão da filha, D. Catarina em casamento ao rei inglês e como dote deu lhe Ceilão. Não só, mas D. Catarina introduziu o hábito do chá aos Ingleses, que era um hábito originalmente português importado de Macau. Os ingleses ficaram tão viciados em chá, que as razões das Guerras do Ópio, eram o chá e o dinheiro chinês, ou seja, eles vendiam ópio para satisfazer o seu vicio de chá. Já agora, eu tenho a teoria de que Hong Kong foi escolhido a dedo exatamente por ser ao lado de Macau, que era na altura um porto importante…

As Índias Ocidentais Holandesas
Talvez das poucas colónias que os holandeses não perderam até lhes darem independência no século 20, foram Índias Ocidentais Holandesas, também conhecidas como Indonésia. A única parte da Indonésia que os holandeses nunca foram soberanos, foi Timor. E depois, penso que no século 18 se não me engano, nós estabelecemos um acordo com os holandeses a assegurar o controlo de Timor pelos portugueses. E assim ficámos com meia ilha ali entre a Indonésia holandesa e a Austrália inglesa.

A Colónia Penal
Timor era a nossa colónia mais miserável, nós ficámos com ela só para dizer que tínhamos terra, mas na verdade a sociedade em Timor estava longe de ser a mesma da India portuguesa ou de Macau, os Portugueses que iam para Timor eram brutais e não só com os nativos. Timor servia para dois motivos, cultivo de café e colónia penal. Para Timor só mandávamos a pior escumalha que tínhamos em Portugal, mandar alguém para Timor, muitas vezes significava a morte da pessoa. Por vezes a colónia até servia para afastar certos nobres da corte, punham nos na sua administração porque era distante e de lá eles não podiam fazer algaraviada no parlamento.

O sofrimento de Timor e Verão Quente
Timor era miserável, até mesmo durante a Segunda Guerra Mundial, os japoneses não respeitaram a neutralidade portuguesa e ocuparam timor por estar perto dos interesses holandeses (curiosamente respeitaram-nos em Macau). Nunca houve grandes conflitos em Timor durante a Guerra Colonial, no entanto, era uma colónia “calma”, pobre, sem infraestruturas, mas calma. E aqui tenho de falar do Verão Quente e de um Homem chamado Henry Kissinger que foi Secretário de Estado de Richard Nixon e que sobreviveu para o ser para Ford. Kissinger era um político bastante astuto, como secretário de estado tinha muito poder, até com o Presidente. Na altura do Verão Quente, havia um grande risco de Portugal se tornar um país comunista, e Kissinger estava pronto para invadir Portugal, caso este se tornasse comunista, pois temia um país comunista na NATO. Ora quem elegeu um presidente comunista foram os Timorenses, a Indonésia sabia que os Americanos não iam gostar de ver Timor comunista, perguntaram se podiam invadir e estes disseram que sim. Foi assim que Timor se tornou uma província da Indonésia, dias depois de declarar a independência.

Guerrilha e Independência.
Apesar de ter sido imediatamente invadida pela Indonésia, muita gente foi contra a invasão e na verdade houve décadas de guerrilha devido a essa decisão. Portugal foi um dos grandes promotores da independência de Timor, e um dos aliados mais proeminentes da causa Timorense, foram, surpreendentemente, os Braganças. D. Duarte fora piloto em Angola e viu os horrores cometidos pelos portugueses, nos anos 90 fez várias campanhas a nível nacional e internacional para a independência de Timor e foi um grande “player” na causa de Timor. Eventualmente houve mudança de gerência na Indonésia. E a Indonésia juntou-se à causa portuguesa e libertou Timor, que ficou sobre a custódia das Nações Unidas por uns tempos, tornando-se a primeira nação do milénio. Devido ao grande apoio português, Timor é um grande promotor da cultura portuguesa no seu país, inclusive substitui o seu código civil que era baseado no holandês por um influenciado pelo código português de livre e plena vontade. É uma nação jovem e com perspetivas de futuro. Tem uma boa relação com Portugal e com a ASEAN (Association of South East Asian Nations), de quem é membro observador e pretende ser membro pleno, contando com o apoio da Indonésia e das Filipinas.

Espero que tenham gostado... Provavelmente não postarei mais até a janeiro, o próximo artigo será Angola e São Tomé, vou ter que falar sobre o Reino do Kongo e a Rainha Nzinga provavelmente, o artigo de Angola e São Tomé vai sair grande...
submitted by silveringking to portugal [link] [comments]


2019.12.25 08:17 silveringking A queda do império português Parte 1: Macau

A pedido de um utilizador, venho hoje aqui contar como perdemos Macau, e aproveito e explico como o Reino Unido perdeu Hong Kong por pura estupidez (está relacionado)...
O contrato de 99 anos...
Durante o século 19 os ingleses queriam negociar com os chineses, só que os chineses não queriam comprar nada dos ingleses, mas os ingleses precisavam de produtos e dinheiro destes primeiros. Por isso deram uma de Pablo Escobar, eles tinham a Índia, onde eles plantavam ópio, e começaram a traficar ópio com negociantes chineses, o governo chinês não gostou muito do golpe, por isso começou a policiar os ingleses. O que os ingleses fizeram então? Declararam guerra aos chineses, na verdade declararam guerra aos chineses duas vezes, no que é chamado de 1ª e 2ª Guerras do Ópio, que eu não me vou alongar aqui. Era uma operação bem montada, eles até tinham um banco que foi montado para gerir o dinheiro do ópio, o HSBC (Hongkong and Shanghai Bank of China). Os chineses perderam as duas guerras, da primeira guerra eles ganharam a parte central de Hong Kong, da segunda guerra ganharam uma grande expansão que era a zona que hoje em dia é chamada de New Territories. O diplomata que tratou da transferência dos New Territories para o domínio inglês, era um estúpido com pouca visão, peço desculpa estar a falar nestes termos, mas foi mesmo. Porque ele não fez uma transferência de território, em vez disso fez um contrato de arrendamento com a China dos New Territories por 99 anos, segundo a lei inglesa 99 anos é o máximo de tempo que se pode alugar algo. Fez isto para parecer que lhes estava a dar um negócio justo, mas como ele próprio disse o contrato "Valia como se fosse para sempre". E o ingleses foram felizes para sempre porque nada mudou nos 99 anos seguintes, só que não.
Macau na Guerra do Ópio.
Durante 400 anos os portugueses tinham autorização para aportar em Macau, que na altura era uma pequena vila piscatória, mas não eram donos de Macau, só tinham autorização para negociar, o controlo era chinês. Apesar de que por vezes os ingleses abusaram da amizade portuguesa, a verdade é que no fundo Inglaterra e Portugal sempre foram grandes amigos e têm o acordo diplomático mais antigo do mundo. Não era uma relação fácil, mas no fundo até que resultava. Ao mesmo tempo da guerra do ópio nós lançámos um ataque em Macau e muito graças ao esforço de um oficial chamado Vicente Mesquita que era um mestiço, ganhamos Macau. A história de Vicente Mesquita é no entanto trágica, ele prestou um grande serviço a Portugal, mas a nação não retribui porque ele não era de raça pura, ele queria avançar na carreira militar mas foi impedido por ser mestiço. Um dia fartou-se e matou-se a ele e a mais alguns membros da família. De destacar uma lenda que é às vezes é contada, parece que o que contribuiu para os chineses fugirem de Macau foi um soldado de origem Moçambicana, ele parece que saltou a fronteira, os chineses olharam para ele e como nunca tinham visto um negro, pensaram que era um demónio e fugiram. Conseguimos um acordo de transferência como os ingleses, mas nada de 99 anos, foi uma transferência normal, mas como vão perceber essa cena dos 99 anos foi o que nos levou um pouco a perder Macau.
Como enganar o homem branco e safar-se com isso...
Vou saltar a segunda Guerra Mundial e a formação das Nações Unidas, no entanto quero deixar aqui uma nota. No conselho da UN nem sempre estivera a China, na formação original estivera Taiwan e não a China, a China entrou devido a uma moção do bloco de leste, ainda em tempo do Estado Novo, que levou a que a Republica Popular da China tomasse o lugar de Taiwan, o golpe também foi apoiado por alguns aliados dos Estados Unidos, incluindo ironicamente como vão já perceber o Reino Unido. A China sempre protegeu Macau e nunca quis invadir, mesmo depois de ser um membro das Nações Unidas pleno, nem mesmo quando havia revoluções em Macau, nem sequer no 25 de abril, quando lhes foi oferecido Macau eles aceitaram. Porque eles tinham um plano... Agora vou ter que explicar uma coisa e não sei bem como o vou fazer sem pôr toda a gente a rir-se. Lembram-se da coisa dos 99 anos? Na lei inglesa isso é levado com uma pitada de sal, mas os chineses levaram essa interpretação literalmente. Quando chegou aos anos 80 eles disseram aos Ingleses que os 99 anos acabavam em 1997 e que eles não iam renovar o arrendamento dos New Territories, eles ainda podiam ficar com a zona Central, mas os New Territories voltavam para os chineses. O problema é que é nos New Territories que ficavam os depósitos de água de Hong Kong, se eles não aceitassem devolver tudo incluindo a parte central, os chineses simplesmente cortavam o abastecimento de água e a população de Hong Kong morria de sede...
E foi aí que sim, depois de dar xeque-mate nos ingleses, eles negociariam com os portugueses, que ao perder o aliado estratégico na área pouco poderiam fazer (ainda nem sequer havia União Europeia para podermos nos defender mutuamente), o governo da altura não ficou muito contente, mas a verdade é que depois do 25 de abril nós apostámos na descolonização rápida. Tanto os ingleses como os portugueses fizeram um acordo de 50 anos de transição. Este ano, 2019 celebra-se os 20 anos do acordo de amizade com a China, daí que eu quis fazer este artigo antes do fim do ano.
Ah, já agora, só uma nota, os chineses gostaram tanto da lei do arrendamento a 99 anos, que aproveitaram se dela, na China não se pode comprar terra, mas pode-se alugar a terra por 99 anos.

Edit 1: Obrigado pelo feedback: Fica aqui mais um post extra sobre Macau como presente. Bom Natal.
Edit 2: Se quiserem aprender sobre lei chinesa e a lei de Macau, fica aqui este post antigo meu.
Edit 3: Obrigado pelo Bacalhau de Ouro...
submitted by silveringking to portugal [link] [comments]


2019.12.10 19:19 JairBolsogato Como a China está retornando à decadência do comunismo hard core

A China é um país que polariza a opinião das pessoas, incluindo a minha. Eu serei o primeiro a corrigir algo que seja injustamente criticado no país e o primeiro a apontar visões excessivamente otimistas do futuro da China que estão completamente erradas.
Os anos dourados acabaram e eu vejo um país em que as políticas mais pesadas estão começando a romper o tecido social.
A primeira coisa que a China fez corretamente foi o crescimento e desenvolvimento. Tenho que admitir quando deixava a China para visitar minha cidade natal uma vez a cada dois anos, entre 2008 e 2012, era vergonhoso ver que não apenas nada mudou em minha cidade natal, mas as poucas empresas e atrações que estavam conseguindo se manter à tona estavam fechando.
O centro da cidade, que antes era aceitável, estava agora com um comércio reduzido. Pessoas destituídas estavam saindo em massa em busca de melhores empregos e realmente parece que a administração e as políticas econômicas falharam totalmente.
Isso se deu não apenas em pequenas cidades mas também na capital. Senti como se aquele lugar estivesse preso em algum ponto dos anos 70 em termos de tecnologia e situação dos trabalhadores. Não era nem a sujeira, mas tudo parecia velho.
Ao voar de volta à China, olhava pela janela do avião e via os magníficos edifícios brotando do chão como brotos de bambu após uma boa tempestade de chuva. Saía do avião e pegava um ônibus direto que custa apenas US $ 7 para minha pequena cidade de três milhões de pessoas em questão de minutos. O ônibus sai a cada 15 minutos, mas se eu quisesse ir mais rápido ainda, poderia pegar o trem de alta velocidade.
Sim, mesmo minha pequena cidade sem nome tinha uma linha ferroviária de alta velocidade, uma das cidades menos importantes da província!
Além disso, já em 2013 eu conseguia pagar por tudo usando o meu celular. A qualquer momento da madrugada, eu podia encomendar comida e bebida e recebia a encomenda na porta.
Podia descer as escadas a qualquer hora da noite e sentar na calçada e comer e beber à vontade, fazer amizade com os habitantes mais curiosos e gastando pouco ou nada. Por volta de $5 comprava algumas cervejas e churrascos. As conveniências na China são enormes.
Na China me sentia relaxado: as regras eram mais uma sugestão do que qualquer outra coisa. Eu obtinha minha renda em dinheiro ou era pago pelo WeChat dando aulas de inglês. Com 20 e poucos anos de idade, a propaganda boca-a-boca bastava para eu ter uma renda boa e muito tempo livre pra curtir, conhecer gente e seguir hobbies, como o motociclismo.
Isso tudo eu comparava à perspectiva de crescimento profissional lento como administrador de rede na minha terra natal e achava horrível.
Eu consegui subir financeira e socialmente e eu realmente senti que aquilo lá era meu lugar.
Casei-me. Tive meu primeiro filho e, embora as responsabilidades como pai tenham assumido o controle, eu ainda podia ir pro meu terraço à noite com meus amigos tomar uma cerveja e ver a cidade ao meu redor crescer. O desenvolvimento parecia que nunca ia parar.
Eu até me expandi e comecei a fazer vídeos em tempo integral, com a liberdade de sair em expedições de um mês e filmar documentários na TV com pouco ou nenhum regulamento para onde eu poderia ir ou o que eu podia fazer. Eu falo chinês fluentemente e finalmente consegui seguir meus sonhos, andando de moto e filmando conteúdo incrível com meus melhores amigos.
Mas as coisas mudaram.
Foi bastante drástico: as passagens de trem e ônibus que eu mencionei agora precisam de uma identificação chinesa para comprá-las - algo que eu nunca teria, pois estrangeiro não pode se tornar cidadão da China. Nem mesmo receber um green card, e isso significa depender da ajuda da minha esposa comprando qualquer coisa relacionada ao transporte.
Agora é ilegal colocar uma bandeira americana ao lado da chinesa na entrada do meu centro de treinamento de inglês, mesmo que isso simbolize cooperação.
As visitas da polícia se tornaram algo regular na minha vida e de meus amigos e familiares. O governo agora diz que estamos sendo monitorados e seguidos constantemente e que eu devo ter cuidado ao postar qualquer coisa online ou ter cuidado com quem eu estou associado. Todo o meu conteúdo online sempre foi bastante positivo mas agora sites não chineses estão bloqueados. Minha pequena janela para o mundo exterior foi fechada.
Meu negócio de motocicletas com meu melhor amigo foi fechado quando o governo decidiu que queria usar o terreno para construir mais prédios fantasmas para investidores imobiliários insaciáveis. Ninguém foi consultado para saber se isso era bom.
Houve um grande aumento de sequestros no parquinho do bairro. Tendo uma criança em casa, a idéia de que eu poderia perder minha filha para traficantes de seres humanos me faz perder o sono à noite.
Um quebra-quebra perto de um hospital levou ao assassinato de inúmeras enfermeiras. Agora é difícil frequentar os churrascos devido à violência nas ruas, geralmente por causa dos bêbados.
Agora, a polícia me ameaçou arbitrariamente com prisão por eu ter pilotado um drone por cima do prédio onde moro. Eles disseram que havia uma base militar que era visível nas filmagens, só que outras filmagens do mesmo local foram postadas nos sites de vídeo chineses por chineses sem nenhuma aplicação arbitrária da lei.
Quando líderes aleatórios do governo chegam à cidade, vendedores de rua são enxotados e todos os seus os bens confiscados. Todas as opções que tenho para restaurantes em minha rua fecharam e reabriram com alimentos de qualidade cada vez pior.
Tenho ficado mais doente do que antes com a crescente prevalência de óleo de procedência duvidosa sendo usado na culinária e na cozinha. Álcool falso é vendido até em grandes redes de supermercados. Não dá mais para comer ou beber qualquer coisa fora.
Os prédios que gostava de ver começaram a mostrar sinais de abandono e aqueles "brotos de bambu" brotando em volta de mim a um ritmo alucinante acabaram se transformando em estruturas ocas e apartamentos vazios, alguns deles quase desabando após três anos.
Devido aos conselhos de minha família e amigos chineses, comprei meu próprio apartamento para minha família, mas o elevador desabou duas vezes neste edifício novinho - tinha literalmente acabado de ser construído. Rachaduras maciças se formaram nos pisos e nas paredes.
A China também decidiu banir aleatoriamente as motocicletas. Todos os dias eu planejava uma rota calculada para evitar barricadas policiais, onde eles pegavam suas chaves e tomavam sua motocleta indiscriminadamente. Isso causou uma explosão insana no tráfego de carros e tornou frustrante dirigir para qualquer lugar.
Quando fiz um documentário no norte da China, focado em mostrar as aventuras positivas que a China tinha para oferecer, fomos revistados e detidos pela equipe da SWAT deles e pelo Exército Popular de Libertação, aparentemente porque eles não queriam que mostrássemos imagens de camelos.
Nós fomos assediados e intimidados em algumas cidades e nem pudemos nos hospedar em alguns hotéis. Percebemos rapidamente que a atmosfera em relação aos estrangeiros havia mudado pela primeira vez.
Eu fui abordado quase semanalmente por moradores que estavam lendo muitas notícias sobre como os problemas da China são agora culpa dos estrangeiros: "vocês estão roubando nossas mulheres chinesas", "vai para casa estrangeiro", "eu não gosto de americanos". Membros da família que antes gostavam de mim começaram a me culpar por decisões políticas no exterior que consideravam má influência ocidental. A minha fluência em chinês passou de um trunfo importante para uma triste constatação de que as opiniões das pessoas sobre o mundo exterior estavam azedando.
Os estrangeiros estão agora encurralados em um sistema de classe A, B ou C determinado por padrões arbitrários e que ditam o que podemos ou não fazer pelo crédito social. Está sendo implementado um sistema que monitora sua atividade, o que você faz ou diz sobre o governo e praticamente todas as suas ações.
Faixas elogiando a liderança atual assim como toneladas de insígnias comunistas começaram a aparecer em todos os cantos do país. Agora podem ser encontradas câmeras em todos os semáforos e esquinas.
Com todos esses novos regulamentos, o cerco apertando, o aumento da xenofobia - até o crescimento parece estar mudando - transformaram-se de um inconveniente tolerável para um pesadelo burocrático confuso.
Você vê que a China sempre prosperou quando grandes áreas da vida não eram controladas. O capitalismo cobrou seu preço de muitas maneiras, mas a vida estava melhorando e eu até me sentia mais livre do que no Ocidente em muitos aspectos (embora não no político ou na liberdade de expressão).
Agora as igrejas estão sendo desmanteladas. Milhões de minorias étnicas estão sendo colocadas em campos de concentração e informadas de que precisam ser reeducadas. Famílias sendo separadas e destruídas.Opiniões estrangeiras de entretenimento foram bloqueadas. e/ou esmagadas. Oprimem até sociedades livres como você vê em Hong Kong, com militarismo ostensivo, ameaças de prisão e muita propaganda governamental enganosa.
Os projetos governamentais como a iniciativa "Belt and Road" criaram uma população que não se atreve a falar e desiste da pouca liberdade de dizer o que queriam e que eles tinham no início.
A China se tornou efetivamente um estado policial distópico. As pessoas que eu conheci e que estavam ascendendo socialmente foram profundamente afetadas quando regime de partido único se apegou ao status quo quando o castelo de cartas começou a ruir com a desaceleração econômica e outras mudanças no mundo ao redor.
A abertura para o diálogo com outras pessoas de outros países foi efetivamente encerrada. Eles criaram um exército de trolls na Internet para exercer influência e tentar provar ao mundo que não apenas somos nós contra eles, mas que sistema deles é o melhor.
Também sinto um pouco de culpa porque nos últimos 10 anos eu mudei, e talvez agora tenha me tornado mais amargo. Mas quando olho para a minha experiência, as pessoas que eu conheci e amei, as coisas ao redor, o lugar em que comprei uma casa e fundei uma família e vendo que tudo ao redor está mudando para pior, tudo ao redor está sendo cercado e apertado, e a liberdade de expressão e idéias das pessoas que uma vez floresceram nos primeiros anos em que me mudei para a China agora têm sido esmagados, percebo que nos últimos 10 anos eu comecei a entender realmente como as coisas estão funcionando e não apenas como as coisas estão potencialmente indo.
Hoje a idéia de eu voltar para casa na minha pequena cidade natal é o que mais faz sentido e me faz sentir muito bem.
http://www.youtube.com/laowhy86
submitted by JairBolsogato to brasil [link] [comments]


2019.12.08 05:44 JairBolsogato Como a China está retornando à decadência do comunismo hard core

A China é um país que polariza a opinião das pessoas, incluindo a minha. Eu serei o primeiro a corrigir algo que seja injustamente criticado no país e o primeiro a apontar visões excessivamente otimistas do futuro da China que estão completamente erradas.
Os anos dourados acabaram e eu vejo um país em que as políticas mais pesadas estão começando a romper o tecido social.
A primeira coisa que a China fez corretamente foi o crescimento e desenvolvimento. Tenho que admitir quando deixava a China para visitar minha cidade natal uma vez a cada dois anos, entre 2008 e 2012, era vergonhoso ver que não apenas nada mudou em minha cidade natal, mas as poucas empresas e atrações que estavam conseguindo se manter à tona estavam fechando.
O centro da cidade, que antes era aceitável, estava agora com um comércio reduzido. Pessoas destituídas estavam saindo em massa em busca de melhores empregos e realmente parece que a administração e as políticas econômicas falharam totalmente.
Isso se deu não apenas em pequenas cidades mas também na capital. Senti como se aquele lugar estivesse preso em algum ponto dos anos 70 em termos de tecnologia e situação dos trabalhadores. Não era nem a sujeira, mas tudo parecia velho.
Ao voar de volta à China, olhava pela janela do avião e via os magníficos edifícios brotando do chão como brotos de bambu após uma boa tempestade de chuva. Saía do avião e pegava um ônibus direto que custa apenas US $ 7 para minha pequena cidade de três milhões de pessoas em questão de minutos. O ônibus sai a cada 15 minutos, mas se eu quisesse ir mais rápido ainda, poderia pegar o trem de alta velocidade.
Sim, mesmo minha pequena cidade sem nome tinha uma linha ferroviária de alta velocidade, uma das cidades menos importantes da província!
Além disso, já em 2013 eu conseguia pagar por tudo usando o meu celular. A qualquer momento da madrugada, eu podia encomendar comida e bebida e recebia a encomenda na porta.
Podia descer as escadas a qualquer hora da noite e sentar na calçada e comer e beber à vontade, fazer amizade com os habitantes mais curiosos e gastando pouco ou nada. Por volta de $5 comprava algumas cervejas e churrascos. As conveniências na China são enormes.
Na China me sentia relaxado: as regras eram mais uma sugestão do que qualquer outra coisa. Eu obtinha minha renda em dinheiro ou era pago pelo WeChat dando aulas de inglês. Com 20 e poucos anos de idade, a propaganda boca-a-boca bastava para eu ter uma renda boa e muito tempo livre pra curtir, conhecer gente e seguir hobbies, como o motociclismo.
Isso tudo eu comparava à perspectiva de crescimento profissional lento como administrador de rede na minha terra natal e achava horrível.
Eu consegui subir financeira e socialmente e eu realmente senti que aquilo lá era meu lugar.
Casei-me. Tive meu primeiro filho e, embora as responsabilidades como pai tenham assumido o controle, eu ainda podia ir pro meu terraço à noite com meus amigos tomar uma cerveja e ver a cidade ao meu redor crescer. O desenvolvimento parecia que nunca ia parar.
Eu até me expandi e comecei a fazer vídeos em tempo integral, com a liberdade de sair em expedições de um mês e filmar documentários na TV com pouco ou nenhum regulamento para onde eu poderia ir ou o que eu podia fazer. Eu falo chinês fluentemente e finalmente consegui seguir meus sonhos, andando de moto e filmando conteúdo incrível com meus melhores amigos.
Mas as coisas mudaram.
Foi bastante drástico: as passagens de trem e ônibus que eu mencionei agora precisam de uma identificação chinesa para comprá-las - algo que eu nunca teria, pois estrangeiro não pode se tornar cidadão da China. Nem mesmo receber um green card, e isso significa depender da ajuda da minha esposa comprando qualquer coisa relacionada ao transporte.
Agora é ilegal colocar uma bandeira americana ao lado da chinesa na entrada do meu centro de treinamento de inglês, mesmo que isso simbolize cooperação.
As visitas da polícia se tornaram algo regular na minha vida e de meus amigos e familiares. O governo agora diz que estamos sendo monitorados e seguidos constantemente e que eu devo ter cuidado ao postar qualquer coisa online ou ter cuidado com quem eu estou associado. Todo o meu conteúdo online sempre foi bastante positivo mas agora sites não chineses estão bloqueados. Minha pequena janela para o mundo exterior foi fechada.
Meu negócio de motocicletas com meu melhor amigo foi fechado quando o governo decidiu que queria usar o terreno para construir mais prédios fantasmas para investidores imobiliários insaciáveis. Ninguém foi consultado para saber se isso era bom.
Houve um grande aumento de sequestros no parquinho do bairro. Tendo uma criança em casa, a idéia de que eu poderia perder minha filha para traficantes de seres humanos me faz perder o sono à noite.
Um quebra-quebra perto de um hospital levou ao assassinato de inúmeras enfermeiras. Agora é difícil frequentar os churrascos devido à violência nas ruas, geralmente por causa dos bêbados.
Agora, a polícia me ameaçou arbitrariamente com prisão por eu ter pilotado um drone por cima do prédio onde moro. Eles disseram que havia uma base militar que era visível nas filmagens, só que outras filmagens do mesmo local foram postadas nos sites de vídeo chineses por chineses sem nenhuma aplicação arbitrária da lei.
Quando líderes aleatórios do governo chegam à cidade, vendedores de rua são enxotados e todos os seus os bens confiscados. Todas as opções que tenho para restaurantes em minha rua fecharam e reabriram com alimentos de qualidade cada vez pior.
Tenho ficado mais doente do que antes com a crescente prevalência de óleo de procedência duvidosa sendo usado na culinária e na cozinha. Álcool falso é vendido até em grandes redes de supermercados. Não dá mais para comer ou beber qualquer coisa fora.
Os prédios que gostava de ver começaram a mostrar sinais de abandono e aqueles "brotos de bambu" brotando em volta de mim a um ritmo alucinante acabaram se transformando em estruturas ocas e apartamentos vazios, alguns deles quase desabando após três anos.
Devido aos conselhos de minha família e amigos chineses, comprei meu próprio apartamento para minha família, mas o elevador desabou duas vezes neste edifício novinho - tinha literalmente acabado de ser construído. Rachaduras maciças se formaram nos pisos e nas paredes.
A China também decidiu banir aleatoriamente as motocicletas. Todos os dias eu planejava uma rota calculada para evitar barricadas policiais, onde eles pegavam suas chaves e tomavam sua motocleta indiscriminadamente. Isso causou uma explosão insana no tráfego de carros e tornou frustrante dirigir para qualquer lugar.
Quando fiz um documentário no norte da China, focado em mostrar as aventuras positivas que a China tinha para oferecer, fomos revistados e detidos pela equipe da SWAT deles e pelo Exército Popular de Libertação, aparentemente porque eles não queriam que mostrássemos imagens de camelos.
Nós fomos assediados e intimidados em algumas cidades e nem pudemos nos hospedar em alguns hotéis. Percebemos rapidamente que a atmosfera em relação aos estrangeiros havia mudado pela primeira vez.
Eu fui abordado quase semanalmente por moradores que estavam lendo muitas notícias sobre como os problemas da China são agora culpa dos estrangeiros: "vocês estão roubando nossas mulheres chinesas", "vai para casa estrangeiro", "eu não gosto de americanos". Membros da família que antes gostavam de mim começaram a me culpar por decisões políticas no exterior que consideravam má influência ocidental. A minha fluência em chinês passou de um trunfo importante para uma triste constatação de que as opiniões das pessoas sobre o mundo exterior estavam azedando.
Os estrangeiros estão agora encurralados em um sistema de classe A, B ou C determinado por padrões arbitrários e que ditam o que podemos ou não fazer pelo crédito social. Está sendo implementado um sistema que monitora sua atividade, o que você faz ou diz sobre o governo e praticamente todas as suas ações.
Faixas elogiando a liderança atual assim como toneladas de insígnias comunistas começaram a aparecer em todos os cantos do país. Agora podem ser encontradas câmeras em todos os semáforos e esquinas.
Com todos esses novos regulamentos, o cerco apertando, o aumento da xenofobia - até o crescimento parece estar mudando - transformaram-se de um inconveniente tolerável para um pesadelo burocrático confuso.
Você vê que a China sempre prosperou quando grandes áreas da vida não eram controladas. O capitalismo cobrou seu preço de muitas maneiras, mas a vida estava melhorando e eu até me sentia mais livre do que no Ocidente em muitos aspectos (embora não no político ou na liberdade de expressão).
Agora as igrejas estão sendo desmanteladas. Milhões de minorias étnicas estão sendo colocadas em campos de concentração e informadas de que precisam ser reeducadas. Famílias sendo separadas e destruídas. Opiniões estrangeiras de entretenimento foram bloqueadas. e/ou esmagadas. Oprimem até sociedades livres como você vê em Hong Kong, com militarismo ostensivo, ameaças de prisão e muita propaganda governamental enganosa.
Os projetos governamentais como a iniciativa "Belt and Road" criaram uma população que não se atreve a falar e desiste da pouca liberdade de dizer o que queriam e que eles tinham no início.
A China se tornou efetivamente um estado policial distópico. As pessoas que eu conheci e que estavam ascendendo socialmente foram profundamente afetadas quando regime de partido único se apegou ao status quo quando o castelo de cartas começou a ruir com a desaceleração econômica e outras mudanças no mundo ao redor.
A abertura para o diálogo com outras pessoas de outros países foi efetivamente encerrada. Eles criaram um exército de trolls na Internet para exercer influência e tentar provar ao mundo que não apenas somos nós contra eles, mas que sistema deles é o melhor.
Também sinto um pouco de culpa porque nos últimos 10 anos eu mudei, e talvez agora tenha me tornado mais amargo. Mas quando olho para a minha experiência, as pessoas que eu conheci e amei, as coisas ao redor, o lugar em que comprei uma casa e fundei uma família e vendo que tudo ao redor está mudando para pior, tudo ao redor está sendo cercado e apertado, e a liberdade de expressão e idéias das pessoas que uma vez floresceram nos primeiros anos em que me mudei para a China agora têm sido esmagados, percebo que nos últimos 10 anos eu comecei a entender realmente como as coisas estão funcionando e não apenas como as coisas estão potencialmente indo.
Hoje a idéia de eu voltar para casa na minha pequena cidade natal é o que mais faz sentido e me faz sentir muito bem.
http://www.youtube.com/laowhy86
submitted by JairBolsogato to brasilivre [link] [comments]


Aprenda Falar Chinês - YouTube INGLES PARA LENTOS - aprende ingles paso a paso a tu ritmo ... 100 Frases em Chinês Para Iniciantes (Mandarim) - YouTube Passando a Mi Box 3S Chinesa para idioma inglês - YouTube Dicionário Eletônico - Mandarim, português, inglês. - YouTube Zhenjiuology - 30 DVDS (Chinês-Inglês) - YouTube

Ingles Markets

  1. Aprenda Falar Chinês - YouTube
  2. INGLES PARA LENTOS - aprende ingles paso a paso a tu ritmo ...
  3. 100 Frases em Chinês Para Iniciantes (Mandarim) - YouTube
  4. Passando a Mi Box 3S Chinesa para idioma inglês - YouTube
  5. Dicionário Eletônico - Mandarim, português, inglês. - YouTube
  6. Zhenjiuology - 30 DVDS (Chinês-Inglês) - YouTube
  7. Xiao Mandarim - curso de chinês - YouTube
  8. CURSO DE INGLÉS BÁSICO PARA PRINCIPIANTES CLASE 1 - YouTube
  9. Inglês para crianças - Inglês Infantil - YouTube

1000 Frases Em Inglês https://youtu.be/DMEN5XnHVyc INSCREVA-SE http://www.youtube.com/subscription_center?add_user=Polyglot%20Pablo 500 Frases Em Espanhol ht... Com essa versão nova o aparelho continua com muita coisa em Chinês, mas tem como instalar o YouTube, o Kodi, o Aptoide e usar a box mesmo assim. Quer comprar... Primeiro curso de chinês mandarim online 100% grátis e ainda com transmissão ao vivo! Todas as quintas 09h da manhã tem aula e todas ficam gravadas na playli... INGLES PARA LENTOS - aprenderas ingles tan facil que ni cuenta de daras curso de inglÉs bÁsico para principiantes clase 1 en esta clase vas a aprender temas muy bÁsicos del idioma inglÉs. se trata de la primera clase de un curso ... Inglês para crianças - Inglês infantil - Aprender inglês infantil. Nesse vídeo o Mumu vai ensinar as crianças falar inglês de um jeito fácil e muito divertid... Criei este Canal para quem busca por um Curso de mandarim para quem quer aprender chines e fazer um curso de Chines online mas com responsabilidade e comprom... Para ouvir apenas em inglês corte o som do canal esquerdo no controle de audio do seu PC e deixe apenas o canal direito aberto. Assim só ouvirá o audio em inglês. less Dicionário-Tradutor com 3 línguas e 400.000 palavras Dicionário-Tradutor de Inglês-Chinês com 130.000 palavras Dicionário-Tradutor de Chinês-Inglês com 50.00...