Sinais que ela gosta de outra pessoa

Hoje, já é muito comum ver mulheres se beijando. Se a pessoa em questão falar abertamente de algo que já teve no passado, é provável que queira fazer tudo outra vez. Tente também descobrir mais informações: se ela gostou do que teve com outra mulher, quem tomou atitude e o contexto da situação. 3 sinais que revelam se alguém realmente gosta de você! Olá meu nome é Alexander Voger, eu sou psicólogo e coach especialista na ciência da sedução e dos relacionamentos. Eu quero explicar hoje quais são os três sinais que revelam se uma pessoa realmente gosta de você. 6 sinais que alguém gosta de você ... Quando uma pessoa está realmente a fim de outra, ela geralmente demonstra esse interesse de alguma forma, nem que seja de modo sutil ou mais singelo que ... Bom, vamos ao que interessa, vou te falar logo quais são os 7 sinais mais importantes de interesse que uma mulher emite quando ela está afim de você. Os 7 Sinais mais Importantes que Você Provavelmente está Perdendo Mulheres . 1. Contato Visual Longo . As pessoas fazem contato visual por vários motivos diferentes. Sinais de que ela está afim: a vontade de conversar. Ela realmente fala com você. Não é uma conversinha sobre um dever de casa, ou algo que interesse apenas a ela. Ela quer te ouvir, quer falar também do dia dela, faz perguntas, interage. Este é um forte sinal de que ela está afim, e nesse caso você tem que ter atitude e beija-la logo. Mas claro faça o seu trabalho direito e dê um beijo bom. 16 – Ela brinca com os cabelos. Esse é um dos sinais de que ela está afim que as pessoas mais falam e que são menos analisados. Agora, um cara pode gostar de qualquer pessoa que ele vê, mas quais são as chances de que a garota também goste dele? O que você faz se gosta de uma garota que gosta de outra pessoa? Bem, em primeiro lugar você precisa entender a situação, pesar os prós e os contras e ver se há a possibilidade de ela deixar o namorado para ficar com você. Um dos sinais que podem indicar que o seu namorado gosta de outra é que não tenha vontade de ficar consigo nem de fazer planos só consigo. Se ultimamente estão sempre com os amigos, com a família ou em casa em fazer nada é porque lhe passou a vontade de estar consigo e isso pode ser porque está pensando em outra pessoa. Esta sedução inclui gestos e sinais que são decisivos na hora de entender as intenções da outra pessoa e, assim, saber se ela está receptiva a ser seduzida. Se uma mulher está afim de você, a linguagem corporal e os gestos dela podem revelar isso mesmo e, para saber, você só precisa observar. Eu acredito muito que quando a gente ama uma pessoa de verdade, a gente tenta, pelo menos, conhecer um pouco do que ela gosta. Pois, é uma forma de criarmos conexões com essa mulher. Portanto, é natural que a nossa gata também se interesse por algo que a gente goste também.

Despindo o Homem Encapuzado

2020.09.05 04:27 frdnt Despindo o Homem Encapuzado

A teoria abaixo é parte de uma serie de textos escritos por Cantuse em seu blog. Link: https://cantuse.wordpress.com/2014/09/30/the-hooded-man-uncloaked/
-------------------------------

O MANIFESTO : VOLUME II, CAPÍTULO III

Provavelmente, um dos maiores mistérios de A Dança dos Dragões é a identidade do homem encapuzado. Muitas pessoas foram propostas, de Robett Glover a Harwin e ao próprio Theon em algum estado dissociativo.
No entanto, acredito que posso fazer uma conclusão mais convincente de que o homem encapuzado não é nenhuma dessas opções mais conhecidas. Este ensaio explica minha teoria sobre o homem encapuzado e seu propósito em Winterfell.
Colocando minhas cartas na mesa, aqui estão as principais afirmações que faço:
NOTA: Este ensaio pode ser controverso em sua construção e conclusões. Deve-se notar que a identidade do homem encapuzado não é verdadeiramente crítica para que o restante do Manifesto valha a pena. Este ensaio é bastante independente, não afetando mais nada no Manifesto.
Em outras palavras, se você não gosta deste ensaio, pode simplesmente ignorá-lo e continuar.
[...]

PRIMEIROS SINAIS DO GIGANTE

Eu gostaria de um breve momento para destacar algo importante.
– Para lutar com Lorde Stannis, temos que encontrá-lo primeiro – Roose Ryswell observou. – Nossos batedores saíram pelo Portão do Caçador, mas até agora nenhum deles retornou.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Batedores estão desaparecendo do lado de fora do Portão do Caçador. Este é o mesmo portão onde Mors Crowfood parece chegar um ou dois dias depois:
O rufar parecia estar vindo da Matadelobos, além do Portão do Caçador. Estão do lado de fora das muralhas.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
O desaparecimento dos batedores parece algo pelo qual Mors seria responsável. É consistente com o que encontramos no capítulo liberado de Theon de Os Ventos do Inverno: construir obstáculos e impedir ou matar aqueles que saem dos portões. No mínimo, Mors não quer que nenhum batedor encontre seu bando de garotos e informe a Roose Bolton.
Mais importante, os batedores ausentes indicam que Mors estava realmente fora de Winterfell há pelo menos um dia (talvez mais) antes de tocar seus berrantes de guerra.
Mas por que ele ficaria lá aguardando em segredo?
Para responder a essa pergunta, temos que mergulhar no mistério do homem encapuzado.

O IDIOTA DOS RYSWELL

É difícil imaginar o tipo de mente obtusa que é necessária para ser Roger Ryswell. Há algo de suspeito sobre a magnitude e a natureza de sua idiotice.
O Idiota dos Ryswell
Eu gostaria de um momento para mostrar algumas passagens:
– Um bêbado – Ryswell declarou. – Mijando da muralha, aposto. Escorregou e caiu.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
:::
– Esses mortos eram todos homens fortes – disse Roger Ryswell –, e nenhum deles foi apunhalado. O Vira-Casaca não é nosso assassino.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
:::
Roger Ryswell grunhiu.
– Se não é ele, quem é? Stannis tem algum homem dentro do castelo, isso está claro.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
:::
Ryswell não estava convencido.
– Ele, no entanto, ama seus bifes, costelas e tortas de carne. Rondar o castelo na escuridão exigiria que deixasse a mesa. O único momento em que faz isso é quando procura a latrina para uma de suas longas horas agachado.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Vejam, pode ser apenas eu, mas não parece que ele está quase deliberadamente negando qualquer explicação possível para os assassinatos?
Da perspectiva de um leitor, não é também uma estranha coincidência que Roger faz afirmações que contradizem vários truques que nós realmente vimos em A Dança dos Dragões:
Roger nega que as três diferentes conspirações que descobrimos sejam verdadeiras ou se tornarão verdadeiras posteriormente no livro e rapidamente descarta o restante.
Como uma pessoa consegue ser tão boa em acidentalmente impedir uma investigação de assassinato?
Falta de contato visual
Quando você pensa no Homem Encapuzado e na descrição que temos dele, existem apenas dois detalhes que vêm à mente: sua capa e seus olhos.
Mais adiante, cruzou com um homem que vinha na direção oposta, uma capa com capuz agitando-se atrás dele. Quando se encontraram frente a frente, seus olhos se encontraram brevemente. O homem colocou a mão na adaga.
– Theon Vira-Casaca. Theon assassino de parentes.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Assim, vemos que Theon dá uma rápida olhada na capa do homem. Vemos também que Theon evita contato visual com o homem.
Essa falta de contato visual pode ser importante para determinar a identidade do homem encapuzado. Não há dúvida de que Theon evita o contato visual em geral, podemos supor que isso aconteça de vez em quando.
No entanto, gostaria de apontar outro exemplo muito interessante que mostra Theon evitando deliberadamente o contato visual ou olhar para o rosto de uma pessoa:
Pernas de Aço o levou pelo Grande Salão, até o solar que certa vez fora de Eddard Stark. Lorde Bolton não estava sozinho. A Senhora Dustin estava sentada com ele, o rosto pálido e severo; um broche de ferro com o formato de uma cabeça de cavalo prendia a capa de Roger Ryswell; Aenys Frey estava em pé perto do fogo, as bochechas vermelhas com o frio.
– Me contaram que você anda vagando pelo castelo – Lorde Bolton começou. – Homens reportaram terem visto você nos estábulos, nas cozinhas, nos barracões, nas ameias. Foi observado perto das ruínas das torres caídas, do lado de fora do velho septo da Senhora Catelyn, indo e vindo do bosque sagrado. Nega isso?
– Não, ‘nhor. – Theon fez questão de falar mal a palavra. Sabia que aquilo agradava Lorde Bolton. – Não consigo dormir, ‘nhor. Eu caminho. – Manteve a cabeça baixa, olhos fixos nas velhas tábuas corridas no chão. Não seria sábio olhar sua senhoria no rosto.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Você notou o rosto que Theon não conseguiu explicar?
A Senhora Dustin estava sentada com ele, o rosto pálido e severo; um broche de ferro com o formato de uma cabeça de cavalo prendia a capa de Roger Ryswell; Aenys Frey estava em pé perto do fogo, as bochechas vermelhas com o frio.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Por que obtemos descrições dos rostos de Barbrey Dustin e Aenys Frey, mas apenas a capa e o broche de Roger Ryswell? Ora, mesmo que Theon não olhe para Roose Bolton, ele pelo menos explica a razão para não fazer isso.
Tenha em mente que este interrogatório acontece logo após o encontro de Theon com o homem encapuzado, então o contato visual furtivo pode ser um indicativo de um comportamento continuado daquele encontro anterior.
Além disso, um detalhe extremamente pequeno é que Theon se detém na capa de Roger, o único outro detalhe que temos sobre o homem encapuzado.
Existem outros elementos interessantes do interrogatório de Theon:
Dedos perdidos
Quando a Senhora Dustin exige que Theon remova suas luvas: Roger Ryswell não mostra nenhum interesse nos dedos perdidos de Theon. Os outros participantes (Barbrey Dustin e Aenys Frey) comentam especificamente sobre suas mãos. Ryswell não o faz, em vez disso, descarta imediatamente Theon como um suspeito, não com base nos dedos, mas na falta de força de Theon. Ele também o chama de vira-casaca aqui. Talvez sua falta de interesse nas mãos de Theon seja porque ele acabou de vê-los.
Vassalos rivais
A outra coisa interessante sobre Ryswell aqui é sua aversão particular por Wyman Manderly. Embora insultar o personagem de Manderly seja muito comum, Manderly e Ryswell não têm grandes motivos para animosidade e, portanto, as observações de Ryswell sobre Wyman parecem bastante enfáticas:
– Ele, no entanto, ama seus bifes, costelas e tortas de carne. Rondar o castelo na escuridão exigiria que deixasse a mesa. O único momento em que faz isso é quando procura a latrina para uma de suas longas horas agachado.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Este é um insulto particularmente venenoso.
Há um homem no norte que fez comentários grosseiros deste tipo sobre Wyman. Mors Papa-Corvos Umber:
– Manderly? – Mors Umber fungou. – Esse grande saco bamboleante de banha? Seu próprio povo caçoa dele, chamando-o de Lorde Lampreia, segundo ouvi dizer. O homem quase não consegue andar. Se espetasse uma espada na sua barriga, dez mil enguias torceriam-se para fora.
(ACOK, Bran II)
Os Umbers e Manderlys são conhecidos por entrarem em conflito por várias questões, como a herança das propriedades da Senhora Hornwood. Independentemente de qualquer trégua atual que possam ter, Mors continua sendo uma pessoa improvável de conter tais comentários depreciativos.
Agora você pode ver que estou começando a afirmar os dois pontos a seguir:
Devo admitir que, até agora, apresentei evidências interessantes, porém circunstanciais.
Não tenho dúvidas de que esses pontos parecem apenas parcialmente sólidos até agora. Mas tenha fé. O resto virá em alguns instantes.

O GRILHÃO DE RUBI

Então, onde está o “grilhão de rubi” - a braçadeira que Melisandre colocou em Mance Rayder em A Dança dos Dragões?
Sabemos que esse grilhão parecia criar e sustentar um glamour (ou ilusão), que Mance Rayder era na verdade Camisa de Chocalho.
Esta parece ser uma ferramenta incrivelmente valiosa, especialmente quando se fala sobre os tipos de atividade furtiva em que Mance e Mors estão envolvidos.
Então onde está? O que pode ser feito com isso?
Mance Revelado
Em primeiro lugar, sabemos que Mance não está usando a braçadeira de rubi, ou que ela pelo menos está desativada. Sua aparência como Abel é muito parecida com sua aparência original em A Tormenta de Espadas:
Uma mulher grávida estava em pé junto a um braseiro, cozinhando algumas galinhas, enquanto um homem grisalho com um esfarrapado manto preto e vermelho estava sentado numa almofada, de pernas cruzadas, tocando uma alaúde e cantando.
(ASOS, Jon I)
O Rei-para-lá-da-Muralha não se parecia em nada com um rei, e tampouco se parecia com um selvagem. Era de média estatura, magro, com feições bem definidas, astutos olhos castanhos e longos cabelos castanhos já quase totalmente grisalhos.
(ASOS, Jon I)
Os dedos de Abel dançavam pelas cordas de seu alaúde. A barba do cantor era castanha, embora seu longo cabelo já estivesse em grande parte cinza.
(ADWD, Theon)
Então, como ele removeu o grilhão de rubi?
O texto deixa claro que o grilhão de rubi não interfere de forma alguma com o livre arbítrio de Mance, conforme implícito no conforto de Melisandre de que suas visões diriam se Mance era uma ameaça para ela, e em ela sentir que ter o filho de Mance é o que obriga a sua lealdade.
Com isso em mente, não há razão para deixar a algema em Mance.
Um fator adicional é o fato de que a Camisa de Chocalho é absolutamente horrível. Ninguém acreditaria que ele é um cantor e artista, e mesmo que acreditasse, sua aparência mereceria mais escárnio do que qualquer outra coisa.
Além disso, Melisandre tem interesse em ver Mance bem-sucedido. Se o grilhão de rubi pode ajudar nessa tarefa, parece não haver razão para que ela interfira. Afinal, a missão de Mance é vital para a campanha de Stannis, quão importantes são os segredos dela em comparação a isso?
As regras do jogo
Melisandre revela alguns dos mecanismos internos de seus glamours:
– Os ossos ajudam – disse Melisandre. – Os ossos se lembram. As seduções mais fortes são construídas com tais coisas. Uma bota de um homem morto, um tufo de cabelo, um saco de dedos da mão. Com palavras suspiradas e orações, a sombra de um homem pode ser tirada de um e vestida em outro como um manto. A essência de quem veste não muda, apenas sua aparência.
(ADWD, Melisandre)
Isso é interessante porque é incoerente com as preferências de Martin sobre a implementação de magia em romances de fantasia:
Eu simpatizo mais com a maneira como Tolkien lidou com a magia. Eu acho que se você vai fazer magia, ela perde suas qualidades mágicas caso se torne nada mais do que um outro tipo de ciência. É mais eficaz se for algo profundamente desconhecido e maravilhoso, e algo que pode tirar o fôlego.
(George RR Martin sobre magia vs ciência: Weird Tales)
Isso sinalizar imediatamente para os leitores de que algo importante está acontecendo aqui: Martin decidiu que revelar o mecanismo interno dos feitiços era mais importante para a história do que preservar o encanto da magia.
Embora isso não seja evidência de nada em particular, certamente deixa aberta a possibilidade de que Martin não apresentou desordenadamente os mecanismos subjacentes do glamour sem um bom motivo. O trecho sobre glamours é notável precisamente porque não é característico de sua representação da magia em As crônicas de gelo e fogo .
Deixando de lado as opiniões de Martin sobre magia na ficção, também é notável que Melisandre forneça essas explicações naquele momento. Afinal, supostamente nunca mais veremos o glamour ou o grilhão de rubi novamente. Por que se preocupar em explicar tudo, se é irrelevante para Mance ou Jon Snow?
Juntas, essas ideias soam como se Martin pensava que os glamours eram importantes o suficiente para explicar aos leitores, sugerindo importância futura.
Quem está com o grilhão?
Se Mance não está usando a algema, onde está?
A melhor maneira de lidar com essa questão é considerar a origem primeira... quem terá autoridade final sobre quem fica com o grilhão?
Melisandre.
Agora reflita:
Faz todo sentido do mundo que ela o deixe usá-lo. Não há absolutamente nenhuma evidência de que Jon o tivesse, e é altamente duvidoso que ela o daria a outra pessoa ou privaria Mance de sua utilidade.
Isso significa que Melisandre deu o grilhão a Mance, colocando-o em posição de dá-la a qualquer pessoa que encontrar. Portanto, a ideia de que Mors Papa-Corvos estava com o grilhão é, no mínimo, plausível.
A ideia de que Mors está com o grilhão faz muito sentido: fornece a ele uma maneira de acessar Winterfell e garantir que tudo esteja pronto para a missão de resgate. Afinal, Mors deve ter considerado a possibilidade de que Mance falhou em sua missão, Mors não poderia simplesmente tocar sua bateria e soprar suas buzinas indefinidamente.
No entanto, fazer 'muito sentido' e ser a resposta definitiva são duas coisas muito diferentes. Será necessário investigarmos mais para tornar esta afirmação convincente.
* * *
Não, não expliquei nem articulei que Mance sabe usar a braçadeira. Mas acredito que o convencimento de que o grilhão será usado pode ser feito sem que este fato seja revelado.

MORTE DE UM RYSWELL

Se eu acredito que Ryswell é um antagonista secreto?
Não. Roger Ryswell está morto .
Deixe-me explicar.
Um broche de cabeça de cavalo
Roger Ryswell usa um broche ímpar para prender sua capa:
um broche de ferro com o formato de uma cabeça de cavalo prendia a capa de Roger Ryswell
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Lembre-se do que Melisandre disse:
– Os ossos ajudam – disse Melisandre. – Os ossos se lembram. As seduções mais fortes são construídas com tais coisas. Uma bota de um homem morto, um tufo de cabelo, um saco de dedos da mão. Com palavras suspiradas e orações, a sombra de um homem pode ser tirada de um e vestida em outro como um manto. A essência de quem veste não muda, apenas sua aparência.
(ADWD, Melisandre)
Parece ser uma observação justa que o broche (e talvez a capa) seria uma fonte ideal para um glamour.
A confusão de Theon
Havia uma passagem no início de A Dança dos Dragões que sempre me intrigara:
Uma coluna de cavaleiros veio logo atrás, liderada por um fidalgote com uma cabeça de cavalo em seu escudo. Um dos filhos de Lorde Ryswell, Fedor soube. Roger, ou talvez Rickard. Ele não sabia quem era quem quando estavam separados.
– Estes são todos? – o cavaleiro perguntou, do alto de um garanhão castanho.
(ADWD, Theon)
Portanto, vemos que Theon tem problemas para diferenciar Roger de Rickard. É possível então que ele pudesse confundir os dois, dentro de determinadas circunstâncias.
Tenho certeza de que a confusão não está presente em situações de grupo, em que seria capaz deduzir qual deles era com base nas ações dos demais. Essa confusão seria mais proeminente em situações em que ele não tivesse outras pessoas para ajudar: em situações silenciosas e solitárias.
A utilização mais proeminente dessa dificuldade ocorre na noite anterior ao início dos assassinatos:
Sob a Torre Queimada, passou por Rickard Ryswell com o nariz enfiado no pescoço de outra das lavadeiras de Abel, a gordinha com bochechas de maçã e nariz achatado. A garota estava descalça na neve, embrulhada em um manto de pele. Ele imaginou que estivesse nua por baixo. Quando ela o viu, disse algo para Ryswell que o fez gargalhar.
(ADWD, O vira-casaca)
É interessante considerar que este aí pode ter sido Roger Ryswell.
A oportunidade
Com base na descrição, a esposa de lança nesta cena é Frenya, uma mulher corpulenta que é bastante habilidosa no combate: na tentativa de fuga, ela conseguiu lutar com uma lança de um dos guardas de Bolton e ferí-lo.
Quando você reflete sobre Frenya estar realmente se atirando sobre Roger (e não Rickard), as hipóteses de repente ganham vida!
Roger está sozinho em uma área isolada de Winterfell, com a esposa de lanças Frenya. A oportunidade de matar Roger para pegar seu broche e sua capa surgiu.
Lembre-se de que os assassinatos começam a acontecer na manhã seguinte a Theon ver Ryswell com Frenya.
A teoria
Usando as ideias que apresentei até agora, gostaria de montar uma teoria sobre Roger Ryswell.
  1. Frenya atraiu Roger Ryswell para o topo da muralha interna de Winterfell. Ela pegou a capa dele e então o empurrou para a morte.
  2. Esta capa foi então atirada ou enviada para Mors Papa-Corvos.
  3. Mors, em posse do grilhão de rubi, usou a capa para parecer Roger e entrar em Winterfell.
  4. Ele então fica por perto, talvez debatendo coisas ou reunindo conhecimentos. Ele participa das investigações dos assassinato, sabotando-as.
  5. Ele encontra Theon na famosa cena do “Homem Encapuzado” e novamente no interrogatório.
  6. Sua presença no interrogatório é o que dá a Mors a confiança de que a missão pode começar.
    Essa teoria faz sentido por alguns motivos:
Vernáculo compartilhado
Sempre houve uma notável semelhança entre duas afirmações, uma feita por Mors Umber e a outra pelo encapuzado:
– Theon Vira-Casaca. Theon assassino de parentes.
– Não sou. Eu nunca... eu era um homem de ferro.
– Falso é tudo o que você era. Como é que ainda está respirando?
(ADWD, Um fantasma em Winterfell)
:::
Em vez disso, ele choramingou através de dentes quebrados e disse:
– Sou...
– ... um vira-casaca e assassino de parentes, – Papa-corvos completou. – Segurará essa língua mentirosa ou a perderá.
(TWOW, Theon – tradução minha)
É notável que pouquíssimas pessoas se refiram a Theon como um assassino de parentes: Mors, Rowan e o Homem Encapuzado.
Mas isso nada se compara ao fato de que o homem encapuzado e Mors chamam Theon de vira-casaca, assassino de parentes e mentiroso / falso ... exatamente na mesma ordem.
Por algum tempo, isso sugeria a possibilidade de Mors ser o homem encapuzado, mas seu olho a menos [de Mors] me impedia de explicar essa possibilidade.
No entanto, a braçadeira de rubi subverte esse problema perfeitamente.
Ocultando o corpo
Vamos revisitar o primeiro assassinato, usando essa teoria como um guia.
Para refrescar sua memória:
Com esta teoria como guia, de repente fica claro: a primeira vítima de assassinato, o corpo enterrado na neve, era na verdade Roger Ryswell.
Em primeiro lugar, há algo muito singular neste assassinato em comparação com todos os outros: o corpo estava escondido.
Os outros assassinatos estavam todos à vista e tiveram um claro componente psicológico. Este corpo não era para ser descoberto:
Se as cadelas de Ramsay não o tivessem desenterrado, ele poderia ter ficado lá até a primavera. Quando Ben Ossos o puxou, Jeyne Cinza havia comido tanto do rosto do morto que meio dia se passou antes que soubessem com certeza quem era: um homem em armas de quatro e quarenta anos que marchara para o Norte com Roger Ryswell.
(ADWD, Um fantasma em Winterfell)
Além disso, é interessante que o rosto tenha sido comido porque tornou a identificação impossível. Caberia quase inteiramente a “Roger Ryswell” apurar a identidade do homem. Talvez seja por isso que Roger foi tão rápido em descartar o corpo como sendo apenas um bêbado.
Mais uma coisa a notar é que “Roger” declara que a vítima provavelmente estava mijando à beira da muralha:
– Um bêbado – Ryswell declarou. – Mijando da muralha, aposto. Escorregou e caiu. – Ninguém discordou. Mas Theon Greyjoy se perguntou por que um homem subiria por degraus escorregadios de neve até as ameias, na escuridão da noite, apenas para mijar.
(ADWD, Um fantasma em Winterfell)
Isso poderia de alguma forma implicar que as calças do homem morto estavam abertas ou abaixadas?
Fosse esse o caso, não poderia ser mais provável que o homem estivesse envolvido em um ato sexual quando caiu e morreu? No mínimo, certamente parece mais plausível que um homem procurasse um canto recluso para fazer sexo no alto das muralhas do que que ele tenha escalado uma muralha para mijar.
Resumidamente, se o morto estivesse no meio de algo que envolvesse seu pênis ficar fora das calças enquanto estava em cima das muralhas, provavelmente seria para sexo e não para urinar.
Se for esse o caso, temos que reconhecer que no dia anterior à descoberta do corpo, Theon viu um Ryswell com Frenya. Naquele momento, Theon observa que Frenya provavelmente “estivesse nua por baixo” da capa de pele de urso. Isso parece implicar que eles estavam fazendo (ou iam) fazer sexo. Minha opinião pessoal é que Frenya atraiu Roger Ryswell para o topo das muralhas, prometendo sexo oral. Durante o ato, ela agiu e o matou.

Preparado o palco

Voltando aos pontos iniciais deste ensaio, há questões que precisam de respostas:
  1. Dado que Mors e Mance colaboraram na missão de resgate, como Mors saberia que Mance estava pronto para levar a missão a cabo?
  2. Como Mance saberia que Mors estava fora de Winterfell, pronto para receber Arya?
  3. Por que Mors permaneceria em segredo fora de Winterfell por um dia ou mais antes de tocar seus berrantes?
Mors poderia facilmente indicar a Mance que ele estava no a postos: os berrantes de guerra fazem isso muito bem.
O verdadeiro problema é informar Mors de que a missão de resgate está pronta para acontecer. Para isso, os selvagens precisam ter algum tipo de sinal ou outra forma de se comunicar com Mors. Também pode haver detalhes específicos que modificam quaisquer planos que Mors e Mance possam ter inicialmente traçado.
Em última análise, Mance e Mors iria precisar de alguma forma de se comunicar. Eu acredito que foi por isso que Mors permanece por vários dias fora Winterfell antes de anunciar sua presença com os berrantes de guerra. Ele usa sua presença icógnita para acessar Winterfell e verificar se tudo está pronto para a tentativa de resgate. Talvez seja por isso que os batedores tenham desaparecido, para garantir o disfarce ou algo semelhante.

IMPLICAÇÕES

Existem algumas idéias (e questões) interessantes que surgem a partir deste ensaio:
O que aconteceu com o grilhão de rubi?
Eu acredito que é entregue a Mance antes da partida final de Papa-Corvos do castelo. Isso ocorre porque há evidências de que isso é fundamental para a “estratégia de saída” de Mance.
Senhora Dustin ou o outro Ryswell não notariam?
Os Ryswells se odeiam abertamente. Eles não prestam muita atenção às nuances do comportamento de seus irmãos.
Os Ryswells eventualmente não perceberiam que Roger estava desaparecido (depois que Mors saiu)?
Eventualmente. Não acho que Mors ou Mance realmente se importariam, e ninguém teria ideia do que realmente aconteceu.
submitted by frdnt to Valiria [link] [comments]


2020.07.08 14:56 xDark0x Levei um fora da minha ex que ainda amo

Olá! Então, é minha primeira vez aqui escrevendo, e estou um pouco nervosa pois nunca fiz isso antes, tenho dificuldades em falar sobre o que sinto e tal, mas chegou à um ponto em que realmente preciso desabafar. Vou explicar tudo com datas pra ficar mais fácil. Ultimamente venho passado por uma série de eventos os quais me deixaram muito mal. Tenho uma ex namorada, a primeira e única com quem me comprometi até hoje (tenho 18 anos), em março de 2018 conheci ela através de uma amiga e desde então nos demos muito bem. Desde que a conheci já despertou um interesse e sentimento em mim. Tínhamos várias coisas em comum, gostos musicais, forma de ver o mundo e afins. Logo nos tornamos muito próximas, confiavamos tudo uma na outra e após uma jogada de charme aqui, umas coisinhas românticas ali (kkk) Consegui conquista-la. Isso em junho. Namoramos por 6 meses, muito felizes, mas devido uma interferência da família dela, que ficou sabendo de nós duas por intermédio de uma professora do colégio que conhece a mãe dela, (fdp fofoqueira) tivemos que nos separar. A mãe dela me contatou e com base em ameaças de contar à minha família, me fez confessar nosso relacionamento. Depois que o sangue esfriou e fiquei "mais calma", me senti muito mal, pois senti que à traí, me senti mal por acreditar na mãe dela (que considerando a pessoa que é não merece confiança) que disse não fazer nada com ela se eu falasse tudo. Paramos de nos falar, e como já era dezembro, estavamos de férias e não nos víamos (só tínhamos oportunidade de nos ver na escola). Só no ano seguinte, no primeiro dia de aula consegui contata-la e descobri da forma mais dolorosa possível que não sentia mais nada por mim e me odiava pelo que fiz. Me senti péssima, por ainda à amar e pela situação em si, que não saía da minha cabeça. Tivemos só essa conversa e depois nos distanciamos novamente (por escolha dela). Lá pra junho do ano passado, ela começou a dar sinais de querer voltar a falar comigo, depois de longas conversas sobre esse assunto, finalmente nos entendemos, mas não totalmente da forma como gostaria. Ela disse novamente não me amar mais. Foi doloroso, mesmo já tendo ouvido-a dizer antes. Ela estava passando por momentos terríveis com a família. Não é uma pessoa tão fácil de lidar (a criação ajudou um pouco nisso), então falar com ela naquela época foi bem complicado. Queria ajudá-la mas ela não permitia que eu o fizesse. Arduamente fui conquistando a confiança dela, até que desabafava comigo e eu tentava ajudar da forma como podia. Aos poucos ela foi melhorando e fomos resgatando a amizade e por ainda nutrir sentimentos românticos por ela, as vezes dava umas cantadinhas bobas, mas as vezes sérias também (Claro que não no momento que ela estava fragilizada, mas sim nos de descontração, para deixar bem claro). Em setembro nos aproximamos mais e finalmente consegui com que ela demonstrasse gostar de mim da mesma forma que eu dela. Pouco tempo depois a família novamente descobriu a gente, da mesma forma que da outra vez, mas dessa, eu estava de certa forma mais forte. Bom, consegui conversar com a mãe dela sem demonstrar medo pelo menos. Chegamos à conclusão de que realmente não dava pra ficarmos próximas na escola. e em meio à isso tudo, pedi ela em namoro pela segunda vez. Dessa, não mantinhamos o contato de antes, muito raramente ficávamos juntas, já que ela era de outra turma. mas passando o tempo começamos à relaxar um pouquinho e passar ainda mais tempo juntas, sempre que podíamos, porém com mais cautela. Dessa vez, durou 2 meses e meio, de outubro à metade de janeiro. Ela terminou comigo de novo, não por deixar de sentir, mas eu estava passando por questões pessoais (que até hoje estou lidando, e que me incomoda bastante falar). Como ela além de namorada era minha melhor amiga, falei com ela por mensagem sobre o assunto, e depois de conversar, de um dia inteiro completamente estranho e nós indiferentes, eu por me sentir mal por estar daquele jeito, ela acredito que por não estar acreditando e por lamentar a situação, no fim do dia ela terminou tudo. Foi terrível pra mim, confesso que fiquei com raiva de certa forma, pois queria ela do meu lado para enfrentar aquilo, eu estava apavorada sem saber o que se passava direito na minha cabeça. Mas no fundo, por trás de tanto sentimento ruim, entendia que era direito dela. Era total direito dela decidir onde ficar e até onde pode aguentar também, nunca foi uma relação fácil, e não posso exigir de alguém o que eu faria dentro da relação sendo que somos pessoas diferentes. Ainda mantinhamos contato, mas de forma meio estranha, até que ela começou a demorar muito para responder e por fim, sumir por dois meses. No aniversário dela em maio, fiz um pdf com várias mensagens e desenhos (felizmente sou boa com desenhos) e mandei para o email dela, isso sem muita pretenção, apenas como forma de carinho. Depois de 7 dias me respondeu pedindo desculpas por não ter visto já que não olhava o email (algo totalmente válido pois também não olho hehe) e dizendo que se eu quisesse voltar a manter contato que gostaria. Voltamos a nos falar por outra rede, diferente da que nos falávamos antes, e foi tudo muito bem, ainda demorava para responder, mas não posso cobrar já que deve ter as ocupações dela, assim como tenho as minhas. Embora sempre dê aquele desapontamento e dúvida sobre ser "importante" ou não kkk. E à partir de agora voltamos ao que está acontecendo atualmente. (Estou resumindo o máximo que posso pra não ficar maior do que já está.) Há umas três semanas, em uma conversa casual ela perguntou brincando se eu ainda sentia o mesmo por ela, e eu muito envergonhada disse que sim. No outro dia, acordo com um texto dela (ela gosta muito de escrever) falando sobre amor, sobre estar apaixonada por alguém que sempre atrai ela de volta e por isso quer manter em segredo. Automaticamente me animei e fiquei profundamente feliz, "ela ainda me ama!" Pensei. E dessa vez sem eu mesma ter que correr atrás. Escrevi algo respondendo à ela e mandei uma letra de música que gostava muito pra que ela ouvisse. Ela disse que escreveu aquilo aleatoriamente, mas sabe quando você vê que a verdade não é aquilo que a pessoa diz? Enfim. Foram assim as últimas três semanas, com textos românticos que se encaixam perfeitamente na nossa história, respostas minhas, e mais textos que também mandava pra ela. Ela sempre respondia dizendo que ficaram muito bonitas as coisas que escrevi, e era o mesmo que eu dizia para os dela, obviamente direcionados para uma pessoa, mas que por conta da primeira fala dela de querer "manter em segredo" eu não entrava em detalhes, embora estivesse crente de que eram para mim. Textinho vai textinho vem, perguntei se o que ela escrevia era para alguém (Isso já confiante de mim, mas queria que "confessasse") depois de enrolar um pouco para falar, acabou dizendo e era o nome de outra garota :) Fiquei sem entender nada, não sabia como reagir. Me senti uma idiota por ter imaginado que era pra mim e ao mesmo não entendia como aquilo encaixava tanto em nós e em outra situação. Não conheço a menina, mas aparentemente não à corresponde, enfim. Me senti tão mal, principalmente por ter pensado que as coisas eram pra mim e ter descoberto de uma forma tão brusca. Fui conversar com ela para tentar esclarecer tudo e foi até bem rude ao responder. Disse que não via mais futuro em nós e não queria mais a confusão que era "estar comigo". Isso aconteceu ontem, e até agora não sai da minha cabeça. Dormi pensando nisso da mesma forma que acordei hoje e foi a primeira coisa que veio à cabeça. Não é a primeira vez que acontece situações que me deixam assim, em relação à ela. As vezes parece que estamos em um looping infinito sabe? Pois sempre passamos pelos mesmos momentos, desde os complicados, aos de investidas minhas e a "volta do amor" dela, que é algo que me deixa com muitas dúvidas por dentro, pois poxa, que amor é esse que eu preciso ir atrás? E sinceramente, isso me deixa com tantos questionamentos e angústias, eu realmente à amo, e me sinto uma idiota por isso. Eu odeio me sentir dessa forma sabe? As vezes odeio ser dessa forma. Me sinto idiota por ser tão intensa em ralação aos sentimentos, principalmente numa época em que isso é pouco levado em conta por muita gente. Ocorre um misto de emoções, angústia, tristeza... Por tudo que já aconteceu e pelo que estou sentindo agora. Tenho dúvidas reais sobre nosso fututo, não sei o que pode acontecer conosco, se podemos ficar juntas, ou se realmente estamos fadadas à seguir caminhos diferentes; e isso é uma das coisas que mais me apavora, não saber o que irá acontecer, se esse sentimento por ela vale realmente a pena ou estou apenas perdendo tempo em minha vida, numa coisa que não terá fundamento. Me sinto afogada nesse misto de sensações, sentimentos de amor e tristeza que não sei como fazer passar.
Não sei se alguém vai ler até o final porque realmente ficou enorme kkk, mas de qualquer forma já vale o desabafo. Não tenho ninguém para falar sobre isso
submitted by xDark0x to desabafos [link] [comments]


2020.06.17 10:33 Lariplush Achei que era romance Netflix mas virou novela mexicana.

Olá, Lubisco, editores, Jeans, convidados e turma que está a a ver,(rip papelões). Minha história é meio grande mas vou tentar resumir pra vcs. Essa história já tem uns anos que vem rolando mas só percebi recentemente, tudo começou em meados de 2016. Eu vim morar em uma cidade de interior bem pequena lá pra 2013 ou 2014, (ps: nasci em SP e cresci lá tem 7 ou 8 anos que estou aqui), logo que cheguei me engracei com um hetero e tivemos um relacionamento longo, logo não saia muito de casa era só rolê de casal mesmo (logo vao entender o pq). Em meados de 2016 eu e o boy estávamos brigados minha mãe não queria ver ele, então combinei com uma amiga de ir na única boate da cidade pra fingir que to no rolê com ela e sair com ele, antes de ir pra boate ficamos eu, minha amiga e meu amigo gay esperando o meu noivo na época chegar em um barzinho de frente. Quando chega um grupo de meninas, uma delas ficou me olhando fixamente e meu amigo disse que o gaydar dele tava apitando que ela me queria, sempre fui bisexual mas não dei muita importância na época pq tava focada no meu relacionamento com o boy que logo chegou e eu sai de lá. O tempo passou e em 2017 eu pra casar com boy estava terminando os estudos junto com ele, estudávamos a noite na mesma sala, chegando na sala nova me deparo com a garota esquisita de novo (Ps: na época não me lembrava que era a mesma do barzinho), sentávamos próximo a ela tipo do lado separados por um corredor. O boy que eu estava era extremamente tóxico (vivia em um relacionamento abusivo e nem sabia) brigava comigo por tudo e sempre riamos brigas feias na sala, e ela acompanhava tudo de perto. Um belo dia ele ficou encarando a menina dizendo “essa desgraça não desconfia? Culpa é sua que gosta de ficar chamando atenção por ai”, eu sem entender nada achei que era loucura da cabeça dele, no outro dia começei a reparar e vi uns sinais, mas permaneci acreditando que era loucura, nesse meio tempo fomos sorteados pra ganhar um curso pré vestibular. E adivinhem quem foi sorteadas? É isso ai eu e ela. Nos aproximamos durante esse curso que era junto com outras escolas, sentávamos juntas e brincávamos tava começando a sentir coisas diferentes, até que um dia ela foi com outra garota que nem era do curso pra lá, eu supus que era namorada dela (a mina tinha cara de mal) então esse dia sentei com grupo de amigas, eu andava com as blogerinha populares pq era modelo na época, depois que ela me viu com a turma ela sumiu do curso, (na época não achei que fosse por minha causa). Na escola ela faltava quase sempre e eu tbm e não nos falávamos porque o boy morria de ciúmes dela, trocamos umas msgs no face pra trocar matéria ela me chamou pra sair com amigos mas não fui. Vida seguiu ano acabou, anos se passaram. O boy abusivo começou a ser agressivo comigo e lá pra fim de 2018, um belo dia em casa viu minhas msgs do face e achou minha conversa com ela e surtou “vc disse que ia sair com ela? Ia escondida? Pra quem não meche no face entrou só pra responder ela?” E no meio da briga me agrediu. Dai eu dei um basta e separamos, meses se passaram e já tava até com outro boy. Veio a black friday de 2019 e eu e meu novo boy decidimos passar na Americanas a madrugada comprando besteira, na fila a minha frente tinha uma garota primeira amiga que fiz quando cheguei na cidade, tínhamos nos afastado com o tempo e aquele dia nos reaproximamos e marcamos uns rolês, no segundo rolê com essa amiga minha estávamos conversando sobre sexualidade e eu disse que era bi mas que daquela cidade nunca tinha tido interesse em nenhuma guria, exceto uma ela me perguntou como era, dai eu expliquei, dai ela disse “mentiraaaa” e a (vamos chamar de Arls) eu disse que sim ela disse “que tudo” e passou, isso foi no domingo, quando foi quarta-feira, adivinha quem me solicita seguir no insta? Poiseee, já logo perguntei oque minha amiga tinha falado. Ela mandou o print que dizia “minha amiga quer beijar sua boca” pra Arls, é amados essa vergonha eu passei a vista. Começamos a conversar eu me expliquei pra ela papo vai papo vem, ficávamos conversando durante horas e horas madrugadas e madrugadas, marcaram um rolê pra gente se vê, (eu já tinha largado o boy da época), e dai rolou nosso primeiro beijo no banheiro de um posto de gasolina com total de 90% de pressão das 20 pessoas em volta que eu conhecia apenas 2 ou 3 no máximo, (Ps: sou extremamente tímida pra mim foi muito difícil), as coisas foram indo, nós morávamos no mesmo bairro, chegou Natal (ai Natal), ela foi em casa com uma galera depois fim de noite fomos pra outro posto. Estava eu lá bem bebada doida, mas clima de casalzinho com ela e a galera. Adivinha quem chega no posto? Isso mesmo o boy tóxico, (esqueci de contar que depois do término antes desse Natal ele já tinha me ameaçando várias vezes e tentado passar em cima de mim com o carro várias vezes tenho testemunhas disso) eu vi, ela viu que eu fiquei nervosa (medo o nome mesmo) e sem saber que um dos motivos do meu término foi ela, me beijou na frente dele, e foi lindo pq eu queria mesmo que ele me deixasse em paz e com ela eu tava bem e feliz (por enquanto). Depois disso ele só me chegou muito por msg e sumiu. Eu pensei é isso, mas meus pais não sabiam que eu era Bi, e tudo era escondido na cidade pequena e ela sempre me vinha com papo de “fique com outras pessoas pq não quero me prender eu vou pegar geral tbm uhul ✌🏻” falei “suave suavao” tava na época de liberdade pós relacionamento abusivo e tals dai eu tinha uma pessoa pra cada dia da semana, era o Farls a Larls o Cals a Tals, e por ai vai, sempre tive muitos amigos e bebia quase todos dos dias (meus pais estavam se separando tbm estava em uma fase difícil), mas sempre dava preferência pra ela (se ela quisesse namorar de verdade abriria mão de tudo por ela), até que prece que ela começou a se incomodar, a amiga da black friday começou me dar uns toques “para de trair ela” e eu “gente não namora é isso que ela quer”, ela tentava me fazer ciúmes nos roles que iamos mas as guria davam em cima de mim e ela emburrava, (nunca fiquei com ninguém na frente dela, quando tava com ela era só ela), um dia perguntei pra ela se ela queria que eu parasse se isso incomodava ela, ela me disse que não é que era coisa da minha cabeça, e que ela não podia namorar pq já tinha uma web namorada. Ok, continuei nos roles curtindo como se não houvesse amanhã, ela começou a mudar comigo me tratar mal ficar estranha, já não nos falávamos mais as madrugadas e sempre com grosseria, dai parei com meus roles tentei ser mais presente sempre levava um chocolate quando ela estava triste, (eu sempre gostei dela fazia aquelas coisas pra não me apegar a alguém que eu achava que não me queria e tinha medo de me machucar de novo), mas as coisas foram ficando cada vez mais estranhas, quando eu ia pra lá ela não saia do celular conversando com umas guria, nunca senti ciúmes pq não me achei no direito já que não tínhamos nada mas parecia sempre que ela queria esfregar na minha cara. Fato é um belo dia ela pediu para sermos apenas amigas, não durou 3 dias tava na cama dela de novo, ai começou um briga e se pega de novo teve muita coisa nesse meio não vou contar tudo pra não ficar muito maior do que já ta, mesmo assim ainda acho que ela não gostava de mim. Tinha uma amiga de faculdade minha que pagava de hétero e nós pegávamos as vezes, quando comecei a ver que estava gostando de mais da Arls a Larls se reaproximou bastante de mim (até então a Larls era única menina da regiam que eu tinha me envolvido sentimentalmente mesmo) um belo dia eu postando stores com a Larls a Arls parou de me seguir, dai eu vi que tinha magoado ela e me senti um lixo, nesse dia eu vi que estava apaixonada (nunca disse isso a ela) mas não conseguia mas “dormir” com a Larls, logo ela viu isso é tbm me mandou ir atrás da Arls, dai pra frente amores foi meu desande e descordai. Tentei me reaproximar dela mas ela sempre grossa me cortava sempre tentava me afastar, de todo jeito possível, mas de alguma forma eu vez ou outra conseguia dobrar ela e era perfeito noites lindas que sinto falta. Isso durou meses ela nunca mudava sempre me rebaixando e webs namoradas e tentando fazer de tudo pra me magoar. Eu permaneci até um dia cansar, e tentar ficar com outra pessoa agora serio sem tudo isso, ela me viu com essa guria e me mandou foto mal, adivinha quem foi no outro dia atrás? É eu mesma, foi mais uma das noites bonitinhas e perfeitas parecia até que tinhamos “voltado” . Não durou muito depois disso voltou tudo, mas ela ainda me chamava pra ir ver ela as vezes, até que um dia bebada em rolê (nosso grupo de amigos é o mesmo), a conheci uma guria e fiquei foda-se tava magoada e tals, advinha se não chegou na Alrs? E ai só piorou tudo. Nunca tinha dito oque sentia por ela por ela me tratar mal não queria ser piada na roda de amigos esses dias pra trás eu bebada acabei falando oque eu sentia pra ela ela por sua vez, demonstrou pena e disse que tava web namorado a 3 dias e queria que isso dela desse certo (detalhe a gente tinha se beijado 40 minutos antes). Fiquei triste mas aceitei afinal já esperava que ela não gostasse de mim, final de semana fui na casa dela buscar minha guitarra (Ps: havia sonhado com meu ex boy abusivo e ela uma semana anterior a eu ir na casa dela a semana toda, morro de medo desse guri quero ele longe), e adivinha né fiquei mais doque devia dormimos juntas. E ela com vídeo chamada com a web mina dela seila oque, no outro dia de manhã ela me acorda dizendo que a prima da guria amiga dela que tinha adotado uns cachorros dela tava lá pra mostrar os filhotes, ela me disse pra não sair do quarto e eu perguntei porque, ela disse que tinha acabado de descobrir que o boy da menina era o meu ex boy doido. Ela fingiu demência e foi brincar com os dogs e eu fiquei em estado de choque dentro da casa “me deu crise de ansiedade e pânico” sozinha enquanto eles confraternizavam tranquilamente, eu sem bateria no cel e sem dinheiro pra ir embora. Ela entrou depois de um tempão e olhou nos meus olhos e me perguntou. “Tem certeza que ele te batia? Ele parece ser legal.” De todas as coisas que ela tinha me dito e feito essa foi a que mais me feriu, depois disso ficou do meu lado dizendo por video chamada sobre como queria chupar a web namorada, e a minha carona não chegava, (Ps: não moro mais perto dela tipo do outro lado da cidade) aqui não tem ônibus e mesmo que tivesse tava sem grana só cartao, aqui não tem uber nem os moto táxi não aceitam cartão e era domingo, ou seja tava presa ali, tudo aquilo tava me matando eu fui pro quarto dela escondida chorar tipo muito, até que ela me mandou msg pra me falar pra ir embora, disse que pagava e tudo que não me queria ali mais, meu celular acabou a bateria não consegui avisar quem ia me buscar que eu ia sair daí mas mesmo assim, levantei chorando peguei minha guitarra e atravessei a cidade toda com a guitarra nas costas chorando. Infelizmente ainda esqueci minha blusa lá e vim embora com a roupa dela. Minha carona meu amigo me achou na rua chorando ele tava desesperado tadinho, dai fiquei bad sumi de tudo whats, insta, durante uns 4 dias, (isso tudo foi no domingo) depois de um tempo voltei e no outro final de semana descobri que na terça-feira (dois dias que eu tava sumida de tudo) ela havia trocado de numero e na quinta me “silenciado” no Instagram, crente que eu ia atrás dela. Não fui,nem iria, nem vou, pois dessa vez eu fiquei muito magoada com oque escutei dela mesmo tendo ela visto tudo que viu e apesar de gostar muito dela é isso não passou até hj. Cansei disso tudo... Não vi mais ela depois disso tudo nem sei se verei (toda vez que nos víamos era um climão bizarro sempre acabava na cama dela ou atracada em um canto) por enquanto permaneço firme, mas magoada e com saudades ao mesmo tempo. Queria muito que tivesse dado certo mas enfim, gosto muito dela talvez ela nem saiba e nem vai saber se o Luba ler pq ela odeio YouTubers em geral então é isso. E ai eu fui a babaca?
submitted by Lariplush to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.07 22:09 Sinal_Signal Vivi uma vida, q não era minha!

oioi chuchusinhos do reddit, Lubitu, edithor, e quem estiver vendo (ou não), essa é a hist da minha vida ou pelo menos dos meus 8 anos aos 14 anos que foi quando eu percebi isso, mas como eu gosto de interatividade quero q vcs falem se meu pensamento foi só mais um pensamento de adolescente de 14 (minha idade msm) ou se eu realmente estou certo sobre isso

Pedido ao Editor: Musica de historia triste
Bem tudo começa no 1º ano do fundamental (sim e longa) como alguém q acabou de sair do jardim de infância tudo era novo, mas eu continuei sendo quem eu era, alguém calmo quieto no canto dele, e eu pensei q eu ia continuar assim pelo o ano inteiro, mas então no 2-3º dia de aula meu pai me falou q tinha um colega meu q se chamava João (sim é o nm dele e ele é o meu BBF) que era nosso vizinho.
Como um muleke de 7 anos eu fiquei bem entusiasmado, entt como um garoto bem tímido sem nenhuma experiencia social eu cheguei nele falando "eu sei onde vc mora..." eu não sei como ele não me achou um psicopata mas ok. ent ele virou um dos meus únicos amigos na escola e eventualmente eu fiz um novo amigo, o Bruno, com isso eu comecei a lentamente mudar, eu comecei a falar mais auto ser mais agitado e ficar bem """louco""" E EU N QUERIA ISSO, mas eu estava fazendo isso para os meus amigos pq no meu subconsciente eu tinha q ser legal e engraçado cm eles senão eu perderia os meus amigos. Eu segui minha vida sem perceber isso, ate que no 4º ano eu conheci o Fernando (agora uma sub historia mais engraçada de como eu me aproximei do Fernando... Ele fez uma dupla cm outro colega de classe meu ai eu sempre entediado comecei a escutar a conversa dos dois ate q o Fernando disse uma unica frase q me fez amar ele de cara "Bendy and the ink machine" eu nunca fui atlético e ele era a primeira pessoa q eu conheci q sabia de bendy. ai eu psicopata q só fui lentamente chegando minha carteira perto deles ate q eu falei q gostava de bendy ttbm e fomos conversar no RECREIO naquele dia e viramos amigos uau.) Depois q eu conheci o Fernando eu comecei a ficar mais doido ainda e eu consegui ate msm contagiar e multiplicar minha loucura para ele ent nos dois ficamos doidos e isso se prolongou até o 6º ano porq no 7º eu mudei de escola. Como qualquer pessoa eu fiquei mt triste, mas segui a vida mas ai eu conheci a Carol e ela foi a melhor pessoa q eu conheci la (e ela assiste o luba ent se ela ver isso OI CAROOOOOL) A gente foi ficando cada vez mais amigo, e eu comecei a estabilizar a loucura mas continuava doido mas aqui eu começei a receber sinais do meu sub-consciente, falando tipo "vc não gosta q te chamem de doido vc é só diferente" "por q vc é assim" ent chegamos no fatídico ano de 2k20 em abriu ocorreu de eu assistir Beastars (VÃO VER BEASTARS e dps ler o mangá) e qnd eu vi o personagem pricipal eu percebi q ele era igual ao pequeno eu de 7 anos no 1º dia do ano escolar alguém quieto calmo q ngm percebe, foi ai q eu percebi duas coisas. 1 q eu sou 90% assexual e 10% gay.... (5% disso e pelo legoshi quem leu o manga sabe) 2 eu estava sendo quem eu nunca quis ser, eu estava sendo quem eu achava q eu precisava ser um cara doido, louco... Um palhaço só para os outros rirem de mim. Eu quebrei por dentro eu parei para pensar quanto tempo eu perdi sendo alguém que eu não sou. Alguns dias depois disso eu liguei para a Carol (ela mudou de escola tbm) e so nos primeiros 10 minutos de ligação nós nos ajudamos dps agente ficou falando abobrinha. Eu depois tentei ser quem eu queria ser... mas eu não consegui eu vivi tanto tempo sendo alguém q eu n era q esse alguém se tornou o eu que eu sou, agr eu estou desesperado e decidi participar da turma-feira contando sobre esse caso meu. A e outra coisa eu ainda não sei como recuperar minha identidade própria q eu perdi com esses anos.

Então é isso espero que vcs no minimo esboçaram uma cara diferente alem da de tedio, um beijo e um queijo!!!
submitted by Sinal_Signal to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.11 20:42 BokoMoko Como, diante de todas as evidências, ainda tem tanta gente que apoia Bolsonaro ?

Boa parte dos apoiadores de Bolsonaro, a parte que fez a diferença e o elegeu em 2018, é formada por pessoas de bem que realmente acreditaram na farsa. Foram enganados, diga-se de passagem mesmo depois de tantos alertas e sinais claros do embuste que Bolsonaro era/é.
Esse tipo de apoiador de Bolsonaro foi extinto. Ele já era considerado uma espécie em extinção após as trapalhadas e escândalos cometidos pelo próprio presidente. A montagem atabalhoada de um ministério em que um dos ministros indicados por Olavo de Carvalho o foi porque ele tinha "publicados nuns blogs aí". Um estrangeiro, incompetente e totalmente alienado. Situações bizarras como essa foram se acumulando e os apoiadores "gente de bem" começaram a ver a roubada em que se meteram.
Quem não abandonava o barco do Bolsonaro na sandice dessa semana podia pegar a da próxima. Foi garantido. Toda semana tinha pelo menos uma presepada de Bolsonaro. Um vexame, uma medida obtusa sendo emitida, uma derrota vexaminosa em alguma esfera, uma revogação de outra medida, uma nomeação absurda, um vexame internacional, um abuso ou insulto, a revogação de uma nomeação absurda, um ex-aliado que vira opositor, e a cada um desses episódios mais uma leva de apoiadores originais desembarcava do navio contaminado e voltava a pisar em terra firme.
Ainda assim, cerca de 30% dos brasileiros são #fechadoscombolsonaro.
Para esses, não há esperança. Lamento dizer.
Esses afundarão com o navio. Assim como Regina Duarte demonstrou na CNNBrasil de forma espetaculosa. Não espetacular. Vexaminosa mesmo. De assassinato a tortura, vale tudo para cantar uma musiquinha ufanista ridícula e se dizer "leve" … Regina Duarte gosta de novela dramática daquelas com finais inesperados … Principalmente se no script é garantido que o personagem dela vai morrer porque aí ela nem precisa voltar para a "sequel" desse filme B. Remake mal feito mashup de Collor e Nixon. Já vimos esse filme e todos morrem no final.
Não há argumento. Não há fato. Não há documento. Não há testemunho de quem quer que seja que faça um apoiador de Bolsonaro desse tipo mudar de ideia.
E é simples de detectar: Basta perguntar para o bolsonarista "Você consegue enxergar algum defeito ou discordar de pelo menos alguma coisa que o Bolsonaro fez ou disse ? Em suma, consegue ter uma visão crítica a respeito do governante que o país contratou para gerenciar nossa nação?"
Se a resposta for não, diretamente, pelo menos esse é sincero.
O mais provável é que a resposta seja algo do tipo, "o único defeito de Bolsonaro é que ele é muito tolerante com o STF", ou "Eu discordo dele querer falar com o Maia, devia mandar prendemataestupraou qualquer outra violência moral ou física", Esse é o bolsonarista cínico, o que se identifica com as cafajestadas que Bolsonaro faz. O que acha que o presidente tem mais é que nomear mesmo o filho como embaixador, mesmo sem ter a menor capacidade. No lugar de Bolsonaro faria o mesmo.
Esses são os piores. Porque eles ganham nada além do atestado de pessoas desprezíveis. São um dos primeiros prejudicados pelos erros de Bolsonaro. São classe mérdia, assalariado, pensa que é rico, se laskou na reforma da previdência mas não perde a pose. Vai perder o emprego agora na pandemia e está desesperado, pois trabalhava assalariado mas emitia nota fiscal de PJ então não se habilita a seguro desemprego … sabe como é ? aquele tipo de pessoa que perde a banca mas não perde a classe ? Esse está começando a ficar com medo.
Outro tipo de apoiador é o do dinheiro escuso, que achava que iria se dar bem apoiando Bolsonaro. São os Luciano Hang da vida. Já abandonaram junto com o Moro. A maioria do dinheiro que elegeu Bolsonaro de forma irregular financiando a propaganda enganosa via redes sociais já abandonou o barco.
O último tipo de apoiador original é o que tá ganhando alguma coisa agora. A mincharia. São os que estão mamando de voos de aeronaves das forças armadas para casamentos de familiares de Bolsonaro. São os 15 milhões de reais de gasto no cartão corporativo em 2019. São os que mamam do cartão corporativo ainda em 2020 com o dobro do dinheiro gasto até agora. É a reforma desnecessária no Palácio do Planalto e na Alvorada. Num era para economizar ? Mas esses estão se dando bem.
O grupo do dinheiro escuso que mencionei anteriormente está sendo substituído pelos mercenários do Congresso. A "Gangue do Barulho", também conhecida como "centrão", que desde Sarney consegue ser aliada a governo, corrupto, diga-se. Todos os governos que acabaram mal em algum momento tiveram alguma relação espúria com Roberto Jefferson, Valdemar da Costa Neto e criaturas semelhantes. Pode crer. RJ é o arauto de fim de governo com escore mais perfeito em toda a história da democracia. Pense num pé-frio.
Por isso, quem continua seguindo Bolsonaro de forma incondicional, pode crer, faz parte de um culto. A característica fundamental e necessária, diria até suficiente, é essa : Nunca questionar o Líder ! Ele é infalível. É como o Kin Jong Un é tratado pelo povo dele.
submitted by BokoMoko to brasil [link] [comments]


2020.01.11 17:03 SmileyAle Sou uma idiota? O que aconteceu entre nós duas? Amizade tóxica?

 Vai fazer quase 4 meses que eu e a ex minha melhor amiga terminamos a amizade, não foi por uma briga, nem por um desentidemento. Ela simplesmente mandou uma mensagem em uma das minhas redes sociais que queria cortar os laços, deixar eu no passado me esquecendo e a pior parte é que fazia bastante tempo que ela queria dizer isso, só que eu nunca percebi, era nítido mas eu não noto linguagem corporal tão facilmente, pra ter uma ideia quando a pessoa tá chorando penso que ela está rindo de alegria... Relembrei os momentos após de um dia do tal acontecimento, era tão nítido os sinais , mas só notei quando rompemos os laços, as vezes eu ia falar com ela parecia que não estava afim de conversar comigo, parecia que tentava me afastar de alguma forma, eu nunca vou saber se alguma coisa está errada se não me falarem, tenho um ponto de vista bem positivo a diante das situações. Confesso que fiquei tão surpresa quando li a mensagem, eu sentia que a história foi mal contada, ao passar os dias, ainda doía por dentro, a vontade de ir ao encontro quando eu a encontrava (oq acontecia em vezes em quanto, as vezes era raro) era maior do que minha persistência , mas mesmo com tudo isso respeitei a sua vontade. Depois de um mês eu questionei do porque ela não queira mais falar comigo, ela não soube se expresar direito, então fui falar com ela e o que ela falou não batia com a gente: "Porque a gente gosta de coisa diferentes, e eu não sou a mesma de três anos atrás, também não quero manter as amizades do ensino fundamental porque agora estou cursando Ensino médio, não quero lembrar mas de ti, nem do resto" Pode ser que você identifique com o que ela disse, mas a gente tinha gostos diferentes mas não era em tudo, eu percebi que ela não é a mesma de 4 anos atrás, eu também não sou (sem ofensa, mas prefiro ela do agora, a mudança foi mt bom para ela) Estar cursando o ensino médio não justifica o fato de romper laços comigo, eu fiz alguma coisa errada? Ela não que lembrar do que aconteceu? - Depois disso ainda sentia que a história estava mal contada, então fui conversando com ela até um certo momento ela me disse: é que sla, eu me sinto insegura. Logo de escrever isso apagou a mensagem mas eu consigo ver mensagens apagadas, mas assim que eu li a mensagem eu pensei: agora está fazendo sentindo! Tentei ir mais fundo conversando, (mas não perguntei sobre a mensagem apagada especificamente, ela deve ter os seus motivos, então perguntei somente do porque de ter apagado a mensagem, mas não respondeu) Trocas de mensagem aqui e alí, e a única coisa que tinha sentido era a mensagem apagada. Ela não soube se expresar direito, como não estava dando em nada eu parei de conversar sobre assunto e a conversa terminou a com uma figurinha dizendo adeus... Tentei na época queimar suas cartas, deletar o contato dela e até apagar histórico de toda conversa, mas eu não consegui, e até não sei se fazer vale a pena. Ainda doi quando eu vejo ela, hoje em dia continuo respeitando sua decisão, nem olhamos para uma cara da outra, parece que a gente nunca se conheceu, completamente uma estranha, é tão perturbador as vezes, acho o melhor para nós duas é deixar do jeito que tá, mesmo que não entenda o que realmente aconteceu, ir atrás dela só vai me machucar, aprendi que não adianta ir atrás de quem não quer a minha presença, mas a questão é, se ela voltar falar como como nada estivesse acontecido? Tenho ressentimentos, há uma possibilidade de ela terminar o colegial e perceber que eu era leal a ela, quando havia fofocas a respeito dela eu a defendendia ou saia do local, as vezes até brigava com a pessoa.... Relembrando os momentos, considero sua amizade tóxica, ela é sincera demais, as vezes a sua sinceridade me magoava muito, no prefiro dos anos finais ela reclama do meu cabelo mal penteado, passava a mão sob o meu rosto que era oliosso por causa da puberdade e dizia "nossa que pele mais limpinha" e limpava a sua mão na blusa dela e entre outras situações... Um dia reconheceu que isso foi muito errado mesmo assim não pediu desculpas, a única coisa que me disse foi: eu era tão idiota com você. Mas mesmo assim, embora que tinha melhorado essas situações, continuou com palavras, dessa vez sem gestos. Uma vez uma menina pequena no ônibus, mais ou menos 4 anos de idade, encostou no meu fone de ouvido que estava pendurado, fui pega de surpresa, eu me afastei um pouco, eu me senti tão orgulhosa por ter conseguido lidar com a situação, poderia ter sido pior, não gosto de contato físico, é tão desconfortável, eu poderia ter perdido o controle e chorar e etc.... Minha ex melhor amiga me disse em um tom diferente: como você pode ser professora se você fez com cara de desgosto com àquela criança? Isso me magou muito, quando isso aconteceu questionei o seu ato grosseiro, pediu desculpas, ela achou que daria aula para creche... Acho que a sua sinceridade não é por mal, é da sua natureza. Mas me pergunto o que aconteceu entre nós duas ou se algum momento eu fui uma idiota, algumas pessoas estão brava comigo até hoje e ainda não sei a onde errei, não posso me culpar, elas simplismente se afastam, alias não tenho bola de cristal, eu só queira entender o que aconteceu no dia que ela me mandou mensagem dizendo que queria me esquecer.... 
submitted by SmileyAle to desabafos [link] [comments]


2019.12.21 03:23 jvcscasio Ariadne, a cidade da rainha dragão

Essa é mais uma cidade do meu mundo homebrew de Parabellum. Espero que vocês consigam tirar ideias interessantes daqui.

Ariadne

Visão

Uma formação rochosa em forma de taça se eleva sobre um pequeno planalto rodeado de várias colinas cobertas de casas negras. Essas casas feitas de lama e ossos de wyvern são obscurecidas pela longa sombra projetada pela principal formação rochosa. Uma pequena escada liga as colinas a um pequeno platô e uma rampa leva ao topo da formação. A sombra faz com que a cidade abaixo fique em constante escuridão, então as pessoas usam o feitiço Chama Contínua dentro de lanternas azuis e rosas para iluminar as ruas, e a maior parte da cidade é atingida por "chuva", que na realidade é a água da parte superior caindo na cidade.

História

A rainha do dragão, Hwang-geum Tongchija, nasceu no topo dessa estranha formação rochosa no início de Parabellum. Ela é um dos primeiros seres a existir. Para acabar com sua solidão, ela criou cinco dragões metálicos para manter sua companhia e, quando viram a necessidade de acumular riqueza, decidiram criar criaturas para trabalhar para eles, Hwang-geum criou os kobolds, enquanto os outros dragões metálicos criaram os dragões.
Corrupção
O envenenamento por chumbo da rainha dragão está criando um campo mágico que chega longe da cidade e está mudando a natureza dracônica. Dragonborns que sentem culpa pelos erros que cometeram e dragonbrons com alinhamentos malignos estão começando a se tornar corruptos e a perder suas escalas metálicas por cromáticas. Há 25% de chance de que, ao entrar na cidade, um dragão cromático apareça. Role um d6 para decidir a cor do dragão: 1 - Preto, 2 - Azul, 3 - Verde, 4 - Vermelho, 5 - Branco, 6 - Sombra. Escolha uma "idade" para o dragão recém-nascido de acordo com o nível do seu grupo.
Sociedade
Ariadne é uma cidade de três níveis e governada por dragões metálicos, pois os dragões cromáticos ainda estão por vir à vida. A rainha do dragão, Hwang-geum Tongchija, governa junto com um conselho, cujos membros juntos têm o mesmo poder que ela. Os dragões vivem em um platô acima da cidade dracônica, alheios à maioria das transgressões entre sua criação, os draconatos.
Os dragonborns vivem no nível mais baixo da cidade, construindo casas sobre as colinas abaixo do platô, onde as casas mais altas são de propriedade dos cidadãos mais ricos e poderosos. Eles têm que pagar tributos aos dragões na forma de tesouros que compram, roubam ou conquistam. Alguns draconatos se tornaram proficientes em fazer jóias para esses fins. Os draconatos nunca encontram seus senhores, em vez disso, o tesouro é coletado e entregue a um grupo especial de draconianos que vivem nos castelos que bloqueiam a entrada do platô. A maioria dos dragonborns fala apenas dracônico, e aqueles que falam em comum costumam ter um ensino superior. A maioria das tábuas mágicas são escritas em comum e estão fora do alcance da maioria das pessoas comuns.
Terrasys
Terrasys (Terraforming systen) é um satélite que orbita Parabellum, pairando acima de Ariadne por volta das 16h. Os kobolds reaproveitaram a tecnologia para escanear a superfície em busca de criminosos procurados.
O sistema foi originalmente criado por seres humanos como um meio de encontrar fontes de carbono e transformá-las em gás com um feixe poderoso. No entanto, os kobolds inventivos encontraram esse sistema em Ariadne e assumiram o controle do raio, mirando em seus inimigos. Quem tem controle sobre o terminal no terceiro nível pode fazer um teste de inteligência CD 22 para comandar o satélite para atacar um ponto específico do mundo (desde que o satélite esteja sobre aquele local). O feixe causa 55 (10d10) de dano de fogo e 21 (6d6) de força.
Kobolds
Os kobolds no terceiro nível descobriram dados antigos sobre Tiamat e se tornaram cultistas da rainha do dragão diabólica. O plano deles é envenenar a rainha Hwang-geum, para que ela enlouqueça e depois prossiga com um ritual de sacrifício para transformá-la no avatar de Tiamat. O ritual inclui envenenamento por chumbo de um dragão de ouro até que ele enlouqueça e, em seguida, faça-o devorar cinco dragões metálicos, depois cantar uma invocação para Tiamat enquanto o dragão de ouro banha-se em sangue de dragão.
Sanjeog
Sanjeog é um grupo de criminosos que roubam tesouros dos viajantes e os usam para pagar os impostos e viver melhor do que em comparação com seus compatriotas que trabalham duro. Seu esconderijo é uma série de túneis sob a maior colina, com a única entrada secreta dentro de sua padaria, chamada Miànbao, de propriedade do mestre padeiro Miànbao Ji. O líder deles é Lupi An-ui, um veterano half-dragon azul que viaja com uma varinha de bolas de fogo pronta para disparar. Ele tem um acordo com o kobold chamado Fangpi, de quem compra itens mágicos em troca de parte do saque.
Yi Jí Zhànshì
Os Zhànshì são um grupo revolucionário que planeja derrubar os kobolds, seu plano atual é tentar contrabandear alguém para dentro do conselho no terceiro andar com histórias de como as pessoas estão vivendo mal, na esperança de que o conselho aprenda sobre suas vidas duras e decida mudar. O líder deles, Gemìng Hónsè, é um veterano nascido do dragão de ouro e acredita corretamente que os kobolds estão filtrando as informações que o conselho recebe para impedir que alterem a estrutura social que mantém os kobolds no poder. No entanto, ele está preocupado que algumas de suas escamas douradas estejam caindo e sendo substituídas por escamas vermelhas, a razão desconhecida por trás disso é que Gemìng está sendo corrompido pela culpa de matar uma criança durante um ataque rebelde a uma caravana kobold.

Primeiro nível - Diyiji

O primeiro nível, chamado Diyiji, é composto por várias colinas de diferentes tamanhos e centenas de casas, feitas com ossos de grandes animais e lama negra seca e colocadas sobre essas colinas de maneira desorganizada. A sobra da comida que os dragões comem é jogada nos níveis mais baixos, deixando a cidade com o aspecto de um aterro sanitário.
Os jogadores podem conhecer algumas personalidades notáveis ​​deste nível, como:
Gemìng Hóngsè, o líder dos revolucionários Zhànshì, passando seu tempo livre na biblioteca lendo tabuletas de guerra.
Miànbao Ji, o padeiro mestre da cidade, responsável por alimentar as centenas de habitantes da cidade, com pão muito abaixo do preço normal (graças ao patrocínio do grupo criminoso Sanjeog).
Nosugja Namja, um plebeu sem teto commoner com 1 hp que enlouqueceu depois de beber água venenosa de uma fonte na floresta de cerberus, ele sempre pede dinheiro e, se receber alguma coisa, joga o dinheiro na pessoa dizendo que não vai aceitar desrespeito dos outros.
Agmaui Yeoja é um guarda da cidade que passa seu tempo livre no DRAG no pub da cidade. Ele é um espião secreto dos revolucionários Zhànshì.
Ming, um commoner dragonborn de cobre que deseja fugir da cidade e viver uma vida de crime, mas não pôde se juntar ao Sanjeog por sua falta de discrição e incapacidade de mentir.
Locais no primeiro nível:
A A.G. é uma enorme fábrica onde 96% das dragas trabalham, recebendo 1% das jóias produzidas por elas como pagamento (apenas o suficiente para cobrir os impostos exigidos pelos kobolds). Uma gigante senzala com mesas compridas, onde milhares de pedras preciosas e barras de ouro são derretidas com sopro de dragão, batidas e moldadas em jóias pelos trabalhadores mal pagos. Jaebeol é o dono do lugar, dragonborn branco, mas ele não é encontrado em nenhum lugar, pois na maioria das vezes ele está viajando pelo mundo com o dinheiro que ganha.
O albergue Hoseutel é o único local disponível para os viajantes dormirem e está cheio dos clientes estranhos. Cada quarto custa 1 peça de ouro por dia, por pessoa e tem o mínimo necessário para ser considerado um albergue. Os alimentos podem ser pedidos separadamente e sempre são servidos frios e encharcados. Entre as pessoas que ficam aqui estão um druida anão chamado Qazam de Apollinaris que vende todas as poções incomuns no DMG, um mago githyanki chamado Inigida procurando o book of vile darkness que ele acredita ter caído neste mundo, e um halfling plebeu chamado Viśrānti viajando ao redor do mundo.
A padaria Miànbao é o esconderijo secreto do grupo criminoso Sanjeog, que rouba dinheiro dos viajantes draconatos e estrangeiros para obter itens mágicos, entre outras coisas, dos kobolds no terceiro nível. Acessar o esconderijo exige que um nascido do dragão diga a senha para Miànbao Ji, que é "pão sem ovo". Os personagens que passam algum tempo na padaria terão vislumbres de alguns membros entrando nos fundos da loja dizendo coisas como "Eu vim pelo pão sem ovo" e "Posso comprar um pão sem ovo, chefe?"
O pub Nun-ui Yong é um pub degradado feito com o que parece ser ossos de dragão e madeira escura. Os buracos no teto fazem com que a água da chuva caia sobre os clientes enquanto eles bebem cerveja e sakê doce. Sendo o único pub de verdade na cidade, a maioria das pessoas não se importa com a qualidade da comida ou com as condições do local, desde que obtenham o que pediram.
A delegacia é onde menores criminosos são mantidos antes de serem julgados. Gyeongchal é o chefe corrupto da polícia, um draconato branco prateado, com um belt of dwarvenkind que ele recentemente recebeu de Sanjeog e gloves of snaring missiles que lhe permitem reduzir ataques de armas à distância em 1d10 + seu modificador de destreza. Se os personagens são pegos por algum crime, como roubo ou assassinato, eles passam 1d4 + 2 horas esperando por um julgamento, onde Gyeongchal decide que eles são culpados e colocam seus nomes para extermínio por Terrasys, pois ele realmente não se importa o suficiente para manter criminosos trancados aumentando seu trabalho. É mais fácil envia-los para serem alvejados pela luz mágica nos céus.
As escadas do segundo nível são longas e grandes, feitas de ossos e lama que levam as pessoas ao segundo nível, um platô de 100 pés. acima da colina mais alta.
Silheomsil é um laboratório escondido na base do platô, veja mais abaixo.
Taiteuhan Maejang é o mercado da cidade, centenas de dragonborn passam o dia lotando as quatro ruas que compõem o que é apelidado de mercado de terra. Dezenas de vendedores ambulantes colocam seus itens sobre mesas de madeira e osso, gritando um com o outro e chamando os clientes a experimentarem frutas ou carne. As pessoas vendem e usam drogas abertamente nessas ruas e não é incomum ver alguém desmaiado sendo assaltado. Os membros da Sanjeog ganham dinheiro nesse mercado vendendo itens mágicos incomuns e raros que não desejam mais.
Missões no primeiro nível:
Picada de mosquito
Os agentes de Sanjeog descobriram que um item mágico chamado “Mordida de Mosquito” (adaga que cura 1d4 com 3 cargas diárias) está na posse de um viajante gith noble que está passando pela cidade procurando comprar drogas. O githzerai, que leva o nome de Nullak Azarzig, é atacado quando os PCs passam pelo mercado. Ele lhes dá 400gp se eles o protegerem e salvarem sua adaga. Se eles não fizerem nada, no dia seguinte a adaga estará disponível para compra no mercado. O grupo de atacantes consiste em três bandits draconatos de cobre e um bandit captain dragonborn.
Criança perdida
Eomeoni é uma plebéia draconata de cobre, cujo filho fugiu para o segundo nível. Ela está disposta a dividir com três dias em rações (toda a comida que ela possui) em troca de seu filho. A criança, Adeul, pode ser encontrada no segundo nível dentro de 1d4 horas e está disposta a voltar com os personagens, se eles forem amigáveis.
O oblex
Sasil é um draconato de ouro noble que vive em uma das colinas mais altas da cidade. Ela está preocupada com sua criada draconata de cobre, que está agindo de forma estranha. Ela pergunta se alguém pode falar com a empregada e investigar. A empregada, chamada Gajeongbu, está angustiada depois de descobrir o marido de seu chefe, um draconato de prata chamado Geojis foi substituído por um Oblex adulto, embora a empregada não saiba o que é um oblex, ela sabe que o draconato cheira e fala de maneira estranha. Ao ser descoberto, o oblex mata e assume o lugar de Sasil, tenta demitir os heróis além de consumir a criada.
Porta estranha
Um draconato desabrigado, cujo nome há muito esquecido, diz que viu uma porta na base da pedra do terceiro nível. Se os personagens investigarem com ele, encontrarão a porta do laboratório Silheomsil.
Ajude os Stormcloaks
Banlangun é um draconato de prata do grupo Zhànshì que está tentando levar uma caixa de alimentos altamente calóricos de Apollinaris para Ariadne, para alimentar os pobres em sua região de controle, mas a caravana foi atacada por um wyvern a caminho e perdeu a comida. Ele paga aos personagens que ajudam com qualquer arma +1.
Ajude a padaria
A padaria Miànbao está contratando pessoas suspeitas para espancar dois jovens bandidos que não pagaram pelo "pão". Os jovens drogados são dois draconatos de cobre chamados Malih e Wana e podem ser encontrados usando drogas em uma casa abandonada.

Segundo nível - Dierji

O segundo nível, chamado Dierji, é o local reservado para os dragões menores que ainda são considerados superiores aos draconatos. É uma milha de largura e duas milhas de comprimento. Para atingir esse nível, você precisa subir as escadas do segundo nível ou voar 100 pés da colina mais alta da cidade. Das escadas, os personagens encontram uma estrada dourada que leva aos portões do terceiro nível, enquanto nesta estrada, os personagens não são atacados por nenhuma criatura do segundo andar.
Aqui drakes, wyverns e pseudodragon vivem em uma floresta de árvores esparsas e chão rochoso, com a maioria dos alimentos sendo os restos dos banquetes dos dragões no nível mais alto.
O grande monte coberto de plantas e musgo visto no meio deste andar é uma tartaruga-dragão criada tristemente por Partum Lapis longe da água. Incapaz de deixar o platô, a tartaruga-dragão descansa, aguardando algumas mudanças e permite que ela voe para longe ou se teleporte para o oceano, o nome da tartaruga-dragão é Olaedoen San. Para cada hora que se move por esse nível, role para a tabela de encontros aleatórios:
d100 Encontro : ---: : ------------ 1 - 25 Nada. 26 - 40 1d4 + 2 guarda azul drakes. 41 - 55 1d4 - 1 wyverns (min. 1). 56 - 70 1d6 pseudodragões. 71 - 99 1d4 preto guarda drakes liderar por 1 guarda vermelho drake. 100 Olaedoen San
Para alcançar o terceiro nível, os personagens devem andar pela estrada dourada, uma caminhada de uma hora feita pelos kobolds para esgotar quem tentar alcançá-los. Deixar a trilha reduz a viagem para 20 minutos, mas as câmeras na floresta registram os rostos dos personagens e enviam para a Terrasys. Observar a câmera antes de ser gravada exige um teste de Sabedoria (percepção) CD 18.

Terceiro nível - Shenji

O terceiro nível, chamado Shenji, é o lar dos verdadeiros dragões metálicos. Elas vivem em êxtase ignorante, recebendo tesouros e comida dos kobolds, que lentamente envenenam a rainha em um monstro maligno ganancioso, para seu ritual. Esse envenenamento faz com que ela às vezes aja como seu equivalente maligno.
O plano kobold
Trinta kobolds moram no terceiro andar, comandados por Lashi, um artífice kobold de pele vermelha com um arco curto +1. O plano deles é fazer com que a rainha do dragão Hwang-geum devore seus subordinados durante um eclipse duplo (quando as duas luas cruzam o sol ao mesmo tempo). Fangpi, um warlock kobold de pele vermelha, com uma capa de banco de montanhas, é o responsável para o ritual e o veneno alimentar, ele nunca sai da sala do trono. Chuwanwei é um inventor kobold de pele azul com um anel de proteção e uma inteligência de 23, que é o único capaz de comandar a Terrasys, usando um computador antigo que ela consertou usando livros encontrados no laboratório.
Os jogadores podem encontrar alguns dragões neste nível:
Huang Tóng é uma dragão de bronze adulta faladora e curiosa, ela rapidamente aprende novos idiomas e gosta de perguntar sobre a cultura local. Ela tem muito medo de ir contra a rainha e voará para longe em caso de briga.
Qīng Tóng é uma dragão de bronze adulta, animada e contente, que gosta de assumir a raça da pessoa com quem está falando. Ela pode ser convencida a vir para o lado dos jogadores, se eles parecerem curiosos e aventureiros.
Long Tóng é uma dragão de cobre adulta sempre cercada por fairy dragons que ela chama de filhos, eles adoram brincar com outros dragões e kobolds. Ela tentará parar qualquer briga que aconteça, até a morte.
Yín Dàshī é uma dragão prateada adulta preguiçosa, que passa a maior parte do tempo dormindo e contemplando sua reflexão sobre as jóias que possui. Ela é leal à rainha do dragão e a defenderá a todo custo.
Jīn Tàiyáng é uma dragão de ouro adulta estudiosa, mas cautelosa, ela finge comer a comida que os kobolds lhe trazem, mas à noite ela caça pássaros para se alimentar. Ela é magra e fraca, mas já suspeita das tramas dos kobolds. Se ela conseguir uma desculpa para deixar o palácio e investigar, ela irá. Ela é a única pessoa que ajudaria os personagens com qualquer coisa que eles precisassem sem precisar convencer o necessário.
Hwang-geum é a rainha do dragão de Ariadne, ela foi envenenada pelos kobolds e seu corpo mostra sinais de corrupção. Em vez de ficar completamente coberta de ouro, Hwang-geum tem uma energia escura fluindo sob suas escamas, o que é visível para quem olha atentamente para seu corpo ou à vista de todos quando olha para seus olhos. Suas escamas de ouro também estão se tornando cromáticas, com cores diferentes crescendo em lugares diferentes. Ela se comporta como um dragão de ouro na maioria das vezes, no entanto, quanto mais tempo uma conversa é, mais impaciente ela se torna e mais violenta.
Hwang-geum é uma dragão de ouro adulto com o seguinte ataque de sopro no lugar do sopro de fogo: ___ > Respiração por plasma (custa 3 ações). Hwang-geum respira uma explosão de plasma quente em um cone de 90 pés. Cada criatura nessa área deve fazer um teste de resistência de Destreza CD 21, recebendo 72 (16d8) de dano de fogo em um teste que falhou, ou metade do dano em um teste de sucesso. Todo objeto de metal em contato com a respiração começa a brilhar em brasa. Qualquer criatura em contato físico com esses objetos recebe 9 (2d8) de dano de fogo. Se uma criatura estiver segurando ou usando os objetos e sofrer o dano, a criatura deve ter sucesso em um teste de resistência à Constituição ou soltar o objeto, se puder. Se não soltar o objeto, ela tem desvantagem nas jogadas de ataque e nos testes de habilidade até o início do seu próximo turno. Se os kobolds conseguem corromper Hwang-geum, ela se torna uma Tiamat Falha.
Locais no terceiro nível:
Os túneis de entrada são uma série de intricados corredores esculpidos e guardados por kobolds para impedir que alguém veja os dragões sem permissão. A movimentação pelos túneis garante encontrar pelo menos uma patrulha de 2d6 kobolds e 1d4 kobold inventores.
A sala do trono é conectada ao laboratório pelo elevador e conectada à parte externa através dos túneis de entrada. Três dragões estão sempre aqui, conversando frivolamente sobre filosofia e vida, às vezes discutindo fervorosamente a ética, o bem e o mal. No entanto, uma vez por mês, Hwang-geum chega ao trono, e todos sentam-se em silêncio enquanto a rainha faz discursos incoerentes sobre traição e conspiração, após o qual ela volta ao seu covil para comer e ter delirantes discursos por si mesma, planejando e descobrindo coisas que não são reais.
Fonte mágica Esta fonte mágica brilha uma luz amarela brilhante sobre os jardins, pois cria 1d4 gramas de ouro a cada hora.
O covil do conselho é um jardim gigantesco onde o conselho mora, cada dragão tem um lugar favorito, Huang dorme sobre uma enorme árvore nas margens do jardim, Qing construiu casas de diferentes raças para viver, e cada dia ela dorme parecendo um diferente Por um lado, Longa vida entre as flores e dorme em um monte perto da floresta, Yín dorme o dia todo no seu tesouro perto de Hwang-geum e Jīn quase nunca dorme, em vez de voar para o primeiro nível e ouvir a conversa nas ruas.
O Great Wyrm Lair é uma antena parabólica que se comunica com a Terrasys, que também serve como o covil de Hwang-geum. O prato tem 1.000 pés de amplitude está cheio de tesouros dos impostos que os draconatos pagam, todo mês seu tesouro aumenta enormemente, mas sua ganância nunca acaba. Um personagem pode acessar o controle direto dos Terrasys na base da antena parabólica com três verificações bem-sucedidas de inteligência DC 20 usadas para compreender e assuma o controle do satélite, cada verificação executa uma ação.
Tesouro: 42.000 peças de ouro, 3.300 peças de platina, uma cota de malha +1, uma espada vorpal, um caixão de criança em ouro puro (7500gp), espada longa dourada com bainha de platina (7500gp), 5000gp em escamas douradas, um trono de cristal feito por elfos de Granicus (5000gp), um mármore brilhante feito de éter puro (4000gp), a cabeça com joias do primeiro gigante nascido neste mundo (4000gp), uma corrente de ouro (2000gp), uma harpa de Granicus (2000gp), um escudo de bronze com um diamante no centro (500gp).

Lab Silheomsil

Entrada
Para entrar pela primeira porta, os caracteres devem passar por uma verificação de Inteligência DC20 (investigação) que permite que eles encontrem um botão oculto ainda funcionando. A porta no final da entrada só abrirá quando todos estiverem do lado de fora. O salão bombeia a sala cheia de ar e abre a segunda porta do vestiário.
O vestiário está cheio de roupas rasgadas e podres, a maioria ainda dentro dos guarda-roupas de metal. Os personagens podem avançar para o segundo andar por escadas, pois o cofre do elevador está vazio nesse andar. Um espectro de uma cientista morta chamada Moriana Bohn percorre este andar, atacando à primeira vista.
Armazenamento
O armazenamento contém dezenas de caixas de madeira cheias de pedras e sujeira que costumavam ser estudadas pelos cientistas deste laboratório.
Um personagem que investiga a sala encontra documentos detalhando estudos sobre a terraformação de um planeta chamado Marte, sobre a quantidade de oxigênio e hidrogênio no solo e as plantas para um poderoso sistema de aquecimento a ser colocado em um satélite. Os personagens podem avançar para o terceiro andar através de escadas, pois o cofre do elevador está vazio nesse andar.
Laboratório
Um único computador está quebrado no chão e as escadas para o quarto nível estão enterradas sob toneladas de pedras. Sobre os papéis de mesa de metal, cheios de cálculos para o satélite, estão sob o corpo de um cientista, que segura uma faixa de intelecto. Interagir com o corpo desperta o fantasma do cientista, que acredita que os personagens estão tentando roubar sua pesquisa. Na vida, seu nome era Edd Murray e ele é tão implacável na morte quanto na vida, quando lançava estagiários no deserto do planeta marciano com apenas um tanque de oxigênio se eles não obtivessem os resultados que ele esperava. Os personagens podem entrar no elevador neste andar e rastejar através de um buraco no teto para alcançar o quarto andar.
Sala de jantar
Comida podre por trezentos anos repousa sobre a mesa central, enquanto um fogão a gás enche a sala com gás explosivo. Qualquer feitiço ou faísca de fogo criado dentro desta sala explode a sala inteira, fazendo com que todos dentro sofram 2d6 de dano de fogo e a sala fique sem ar por três minutos. Duas sombras atacam bons caracteres alinhados assim que chegam à mesa. Os personagens podem avançar para o quinto andar através de escadas, pois o cofre do elevador está vazio nesse andar.
Quartos de dormir
Os corpos de três cientistas estão no chão, ainda em suas camas. Dois deles eram casados, e o marido agora é um Allip depois de um sonho ter vislumbres do futuro, o fim dos seres humanos e o nascimento da magia. Ele tenta colocar na mente do personagem visões de humanos tocando um meteorito e depois se tornando ladrões. Os personagens podem avançar para o sexto andar por escadas, pois o cofre do elevador está vazio nesse andar.
2 quartos
Cinco cientistas voltaram à vida como zumbis irracionais e vagam pelo chão tentando comer qualquer coisa que possam ver. Os personagens podem avançar para o sétimo andar através de escadas, pois o cofre do elevador está vazio nesse andar.
Centro de Controle
Um laptop em funcionamento neste andar é administrado por Ling Yao, um artífice kobold. Um grande datacenter registra tudo, de posições a rostos de criminosos procurados. Ling insere criminosos aqui para permitir que os Terrasys os eliminem.
Ele é acompanhado por sua torre, dez guardas kobold e um veterano kobold. O datacenter tem um AC de 20 e 200 pontos de vida. Uma vez destruído, o Terrasys é incapaz de atingir qualquer pessoa específica. Os personagens podem usar e modificar dados no computador com três testes de inteligência bem-sucedidos do DC 20. Os personagens podem alcançar o nível da sala do conselho através do poço do elevador.
submitted by jvcscasio to rpg_brasil [link] [comments]


2019.12.09 02:29 Phoebird Uma música de sertanejo sofrência me fez pensar na natureza dos meus relacionamentos

Geralmente não ouço nada do gênero, nada contra, tenho até amigos que escutam. Ouvi ela no uber ontem quando tava voltando do trabalho e desde então não consigo tirá-la da cabeça.
A música se chama Todo Mundo Vai Sofrer da Marília Mendonça. O trecho que mais me chamou a atenção é o seguinte:
> Quem eu quero, não me quer Quem me quer, não vou querer Ninguém vai sofrer sozinho Todo mundo vai sofrer
Cara, não podia me identificar mais. Tenho uma certa dificuldade de me aproximar das pessoas devido a umas desordens aí. Nesse dia específico, ocasião rara, conversei com uma colega de trabalho, cuja voz e jeito de falar e agir meio estranhos muito me encantam e as opiniões dela são similares às minhas. Aí ela me disse que gosta de caras mais velhos e eu sou uns três anos mais novo que ela... Eu nunca sei direito quando gosto de alguém. Pra falar a verdade, acho que só gostava dessas características dela, se pudesse escolher amizades, escolheria ser amigo dela. Eu sei que houveram apenas duas instâncias que algo próximo de um relacionamento existiu ou dava sinais de surgir. Na primeira, gostava muito da garota, mas ela era meio distante e claramente não sentia o mesmo. Eu tenho uns probleminhas aí e acho que até gostava do fato de ela não gostar de mim, me humilhar e pedir para pagar umas coisas e tal. Nossa, eu sou um otário. Ela era meio gótica e ruiva também. Nem é fetiche, inclusive, suspeito ser assexual. A outra gostava de mim, mas eu não gostava dela. Nem era por causa da aparência, eu simplesmente não sentia nada por ela. Quero dizer, ela era uma leitura ávida e, contanto que não falássemos sobre religião, concordávamos em quase tudo.
Talvez seja aquele lance da autoestima. Talvez eu seja atraído por pessoas que me tratam mal, porque, no fundo, eu concordo com elas. Talvez eu seja atraído por pessoas controladoras e que tomam iniciativa, por causa de toda a minha passividade, ou eu só gosto de pessoas assim mesmo. Sei lá, parece um dilema. Enfim, acho que tô pensando demais por causa de uma música besta. Eu fico carente, emotivo e meio alto quando tô doente. Boa semana pra todos.
submitted by Phoebird to brasil [link] [comments]


2019.07.24 17:17 Balinoiss Gostaria muito de discutir a questão trans mas tenho medo de ser tirada de transfóbica.

Meu nome é Luiza, sou estudante de arte, 25 anos e tenho muito medo de puxar qualquer discussão sobre esse assunto e perder amigos e ser taxada de transfóbica simplesmente por querer debater o assunto para tentar entender melhor. Convivo em um meio em que muitas pessoas se identificam de diversas formas, mas pouquíssimas ou nenhuma se propõe a debater essas questões de forma racional, sem levar pro lado pessoal ou achar que por eu não concordar 100% eu estou "matando pessoas trans".
Vou tentar fazer um resumo de como essa questão se desenvolveu em mim. Alguns anos atras eu estava viajando com uma das minhas melhores amigas desde a infância que é lésbica. Estávamos em um restaurante com a familia dela e em algum momento do jantar a irmã dela falou algo sobre "homens com roupa de mulher" se referindo a pessoas trans. Eu - que sempre fui declaradamente uma defensora das diferenças - na hora chamei a atenção dela sobre estar sendo transfóbica e já taxei ela ali mesmo. Logo depois fomos ao banheiro eu e minha amiga e eu comecei a falar com ela sobre a irmã estar sendo transfóbica e como isso era ruim e perigoso. Na hora, minha amiga olhou pra mim e disse "Mas Luiza, o que é ser mulher? É usar rosa? É ser delicada e maquiada? É usar calcinha?" E eu fiquei com cara de tacho. Ali eu percebi que mesmo sendo mulher a 22 anos, nunca tinha me questionado sobre o que é a condição mulher e nem sobre o que fazia com que uma mulher fosse uma mulher. Em outras conversas ela me contou sobre a ex, que é uma mulher que não se encaixa nos padrões de gênero e por causa disso (por usar roupas consideradas "masculinas" pela sociedade) ficava ouvindo de várias pessoas no meio LGBTTQAI+ que ela era trans. A ex dela nunca aceitou isso e se afirma como uma mulher que pode se expressar como bem entende pois não acredita em "coisa de menino/coisa de menina"
Desde muito pequena (a primeira memória é dos meus 4 anos) eu sempre fui chamada de "Maria João", "mulher-macho", "sapatão" e todos os derivados disso por não seguir a risca a cartilha "feminina" e ser um pouco mais moleca. Eu simplesmente não me sentia bem com toda aquela pressão sexual nem com essa frufruzagem florida e cor de rosa que era empurrada goela abaixo das meninas pra no final tudo ser avaliado na competição de quem é mais bonita (desejável) do que a outra. Passei a vida inteira tendo que ouvir das pessoas que elas tinham certeza de que eu era lésbica pelo meu jeito de ser e de vestir, e sempre tive que explicar que nada disso fazia sentido, pois também não acredito na "cartilha da feminilidade"
O tempo passou e eu mantive essa questão sem muito desenvolvimento dentro de mim, até que comecei a andar com muitas pessoas que se identificam como "mulheres trans", e mesmo que na hora eu não percebesse, me incomodava aquela reprodução dos estereótipos do que é "ser mulher" por parte daquelas pessoas. Sempre extremamente sexualizadas, sempre reproduzindo padrões de roupas, de fala, de "interesses", até que eu comecei a pesquisar na internet canais de youtube de pessoas que falavam sobre o assunto pra tentar entender como essas pessoas definiam o que as fizeram se enxergar como mulheres, já que eu mesma nunca tinha conseguido definir o que era ser mulher pra mim (descartando a definição biológica). Percebi que em TODOS os casos que eu tive acesso eram sempre as mesmas questões: "eu via minhas primas brincando de boneca e com cabelos longos e queria isso também", "eu queria usar vestidos e chorava pedindo brinquedos como os da minha irmã", "eu sempre amei usar maquiagem e detestava esportes". Vi até gente que dizia que "simplesmente sentia-se como uma mulher" sem saber explicar como era isso, e eu, que nunca percebi nada dentro de mim que me fizesse "sentir que era uma mulher" passei a perceber como isso era complicado. Tudo que eu passei na vida em questão de sofrer com o machismo, ou de ser discriminada por não ser feminina o suficiente era em decorrência de ter nascido com uma xoxota. Essa xoxota me fez ser exigida ser sempre linda, ser recatada e "do lar", ser vista como menos capaz, tudo isso vem de brinde com uma xota, então como uma pessoa que nunca passou por isso pode dizer que "se sente uma mulher" só porque gosta do estereótipo feminino? Mulher é uma minoria social, por isso é muito complicado quando alguém quer entrar nesse grupo sem vivência nenhuma alegando simplesmente "se sentir parte". Costumo fazer um paralelo com a questão negra: Negros são uma minoria social, você pode se identificar com estereótipos negros, com a estética das culturas ligadas ao povo negro, mas NUNCA uma pessoa branca vai poder dizer que "se sente negro" e que por isso É negro, porque essa pessoa não tem a VIVENCIA do que é ser negro.
Entendo que uma pessoa que não se adequa ao gênero que foi designado ao nascer seja também uma minoria e que tenha uma vivência completamente diferente de quem é "cis", mas isso não faz com que a pessoa saiba como é a vivência do outro. Um menino que quer usar maquiagem não tem a mesma vivência de uma menina que se não usa maquiagem é tida como desleixada e feia. Mulheres trans pedem pelo direito de fazer coisas que aprisionam mulheres a séculos, coisas das quais as mulheres querem se libertar. Enquanto vejo videos no youtube de mulheres trans dizendo que lutaram pelo direito de saírem maquiadas na rua, vejo amigas que choram e não conseguem ter relacionamentos íntimos por medo de que as pessoas as vejam sem maquiagem e as achem feias. São pautas diferentes, não são a mesma coisa, e dizer que são não é vantagem pra ninguém pois atrapalha na identificação e nomeação de tais problemas para ambos os lados.
As páginas que disseminam conteúdo transativista têm muitas contradições, por exemplo: Cartilhas para "identificar sinais de que seu filho é trans" contém pontos como "perceber se a criança tem interesse por brinquedos e roupas designadas para o outro gênero" - mas ué... então eles acreditam em coisas para menino e coisas para meninas??? Isso não é exatamente reforçar os estereótipos de gênero? O órgão sexual define como a pessoa pode se expressar? Uma pessoa que não se adequa a esses estereótipos precisa então ser tratada com hormônios e fazer uma cirurgia para que seu corpo se adeque a esses estereótipos? Detestar o próprio corpo? Se o menino é "feminino" e a menina é "moleca" então isso é sinal de que ela "nasceu no corpo errado"?? Errado não é dizer pra essas crianças que elas precisam se encaixar nisso? Não é muito mais desafiador das estruturas patriarcais um homem que se afirma como homem e diz que homem pode usar o que quiser e continua sendo homem? Dizer que tem que ser mulher para gostar de coisas "femininas" não é exatamente anti diversidade?
Eu acredito que o Gênero é uma cartilha de regras que te entregam assim que você nasce pra te dizer que como a sociedade capitalista quer que você se comporte para que as estruturas se perpetuem, portanto precisamos questionar isso, mostrar que cada pessoa se expressa a sua própria maneira, e que ninguém deveria ter que se encaixar em caixinhas de comportamento.
Esses dias eu vi uma frase que achei muito explicativa, e pela qual uma professora americana foi rechaçada nessa última semana : Ser mulher não é ter uma "personalidade feminina" e qualquer corpo, mas sim ter qualquer personalidade e um corpo feminino. Essa frase pode ser usada para "ser homem" também.
Apesar dessa confusão eu sempre respeito os pronomes e nomeclaturas, e na verdade eu nem mesmo expresso nada desses questionamentos e acima de tudo trato a todos com muito respeito. Acredito que a única forma de chegarmos todos num consenso é conversar e debater, mas esse assunto mexe muito com traumas e com rejeição, então fica difícil que as pessoas consigam conversar sobre sem se sentirem atingidas pessoalmente e portanto o debate fica praticamente inviabilizado. É muito triste isso, e tem consequências sérias na vida de muita gente, pois mulheres são caladas, invisibilizadas, crianças são confundidas e encaixadas mais ainda nas caixinhas e ninguém pode falar nada pois se não é visto como transfóbico causador de mortes. Mesmo questionando a questão eu sempre vou ser partidária do respeito e anti qualquer tipo de violência.
Minha questão não é que as pessoas parem de se expressar como querem, mas que possam se expressar sem que isso faça com que a pessoa precise tomar remédios pro resto da vida, passar a negar e odiar o próprio corpo e principalmente que a questão das mulheres serem oprimidas principalmente pelo fato de serem geradoras de novos seres humanos e por isso precisarem ter sua sexualidade e subjetividade controladas não seja apagada pelo discurso de que "existem mulheres de pinto", pois a única coisa que TODAS as mulheres tem em comum é serem controladas por possuírem xoxota, e nada mais. Não é cor de rosa, não é calcinha, não é maquiagem nem unha grande.
Espero não ter ofendido ninguém com essa postagem, eu só precisei mesmo colocar isso pra fora porque vi uma postagem de um amigo trans dizendo que ia "desenhar pra quem não entendeu" e seguia uma série de imagens na qual a primeira dizia que uma drag queen era um homem que se expressava artisticamente com "signos de mulheres" com a foto da Pablo Vittar ( de maiô, cabelo de baby liss loiro e maquiagem ) e na hora veio um "CARALHOOOW ENTAO Q PORRA É SER MULHER???" na cabeça. Enfim, esse foi o desabafo, se alguém quiser debater ( com respeito) eu vou ficar muito feliz, porque de forma alguma tenho a pretensão de dizer que minha visão é a correta e pronto, estou muito aberta a mudar de opinião, mas pra isso é preciso um debate que seja coerente e baseado em fatos.
submitted by Balinoiss to brasil [link] [comments]


2019.03.10 04:23 lizziehope Fanfic muito louca: Nao sei o nome.

Estava pedindo um sinal, de alguma coisa, talvez. Estudei psicologia, entendi alguns sinais que meu corpo mandava e comecei a me estudar, escrevendo diários extremamente sinceros sobre meus pensamentos, para poder saber realmente como funciona o "eu", igual meu antigo "melhor foda da psicologia" Freud. Entendo coisas que gostaria de não entender, começo a me enojar de uma dança automática de "ps" que homens fazem e "tsk" que mulheres fazem. Ouço humanos como se estivesse em meio a animais, finalmente. E isso não era ruim. Não tanto, até que... Percebo o passar de mão na testa. Digo: "Oh, não" Lembro-me dos dez mandamentos: "Oh, não" Entro em grupos estranhos, levam-me a mais grupos estranhos. Aprendo a hackear a mente das pessoas. Começo a ficar assustada. "Eles falam meus pensamentos, eles gritam em resposta, o que está acontecendo?" Volto ao Cellbit, um canal antigo que eu gostava. "oh, não, ele sabia desde sempre!" Vejo o meu vídeo "oh, não, eu sabia desde sempre!" Começo a me comunicar com vídeos do passado do Cellbit, como se conseguíssemos ver um ao outro em outras linhas do tempo. As pessoas todas dizem: "Eu também sei!" Eu digo: "Mas... Como?" Eu fico muito, muito assustada. "Todos sabiam a mais tempo que eu, porque ninguém me ensinou?" Perco a vontade de ensinar tudo. Continuo insistindo em ensinar. Um dia, em uma live, perco-me em lembranças ruins, tudo desmorona, o que eles estavam tentando fazer comigo? Eu fico em choque. "Eu não queria revelar tanto, porque querem saber agora se nunca fizeram nada antes?" Tento respeitar. Jogo-me de vez. Tento chamar atenção, ninguém ouve. Tento morrer, todos ouvem. Mesmo assim me sinto sozinha. Como estar sozinha? Lembro de minha amiga Elaine, o que ela conseguia sentir? Penso em como somos drones, drones de estudo. Vejo os olhos de big brother vermelhos e brancos e verdes. Vejo luzes brancas e minha cabeça dói ao tentar apagar a memória. Tento lutar contra, eles lutam de volta. Imagino como um pódio, ou algo do tipo, jogador número um. Quebro as paredes: "Já fizemos isso" Respondo: "Mas eu não me importo, eu só quero saber como sobreviver nisso" Ninguém diz nada. Apenas riem ou gritam longe. Me sinto inferior e ao mesmo tempo, como se eu fosse zombada, o tempo inteiro. Tento reprimir muito, tudo o que sinto, até porque é uma anomalia, nunca vi tal pessoa pessoalmente. Como poderia? Então volto a gostar dele. Escuto em minha mente: "Como você pode ficar fazendo isso? Estuda. Não volte mais." Depois ouço: "Ele gosta de você" Queria realmente que fosse verdade, mas queria realmente que fosse mentira. Era uma mentira muito boa. Era uma falsa lembrança, riem quando digo isso. Ninguém nunca vai acreditar, mas eu acho que já webnamorei ele. Foi engraçado e foi um sonho louco, mas ao menos, foi um sonho.
submitted by lizziehope to u/lizziehope [link] [comments]


2019.02.04 14:41 seobusca01 SEO Agency Post

Como Fazer SEO para o Google em 2019

Então você já está bem cansado de sempre encontrar as mesmas técnicas de SEO na web?
Mas você realmente sabe o que é SEO?
Imagino. Isso por que os grandes nomes de SEO sempre repetem sempre as mesmas coisas.
E pior que isso. O que essas grandes agências ensinam não é nem 15% da receita do bolo. Existem muito mais fatores técnicos do que criar bom conteúdo, colocar keyword no TITLE e blá blá blá.
Já está na hora de alguém criar um conteúdo que realmente ajude você a ver seu site se mexer nos resultados de pesquisa do Google.
E foi pensando em você que criamos esse guia para fazer Google SEO para você começar a aplicar agora mesmo!
São dicas de SEO mais lógicas do que práticas.
Mais de 90% dos tutoriais que tentam ensinar alguma coisa para fazer SEO no Google são extremamente técnicos.
E na grande maioria das vezes dizem que se você não tiver o mínimo de conhecimento em HMTL ou programação será impossível você otimizar seu site sozinho.
Tudo uma grande mentira viu? Você pode sim otimizar seu site sem pagar nenhuma agência de seo e sem ter nenhum conhecimento técnico em Google SEO.
A real verdade é que essas agências criam esses conteúdos complicados justamente para você começar a fazer e depois não conseguir mais.
Ai você é obrigado a entrar em contato e contratar o serviço dessa empresa para fazer o Google SEO no seu site e assim aparecer nas buscas do Google.
Sem mais delongas. Aqui você vai aprender em dicas simples e praticas não somente otimizar seu site.
Vai também aprender a pensar do por que você está otimizando.
Qual será o real impacto dessa alteração no ranking do Google.
E não ficar otimizando ALT de imagens, mudando TITLE, adicionando META TAGS aqui e lá sem nem entender o propósito dessas alterações.

Sinais do Usuário : RankBrain Google Update

Não sei se você já sabe, mas essa atualização do Google é a prova que não temos mais como enganar o robô de busca.
O RankBrain, foi uma atualização lançada para ninguém nunca mais tentar enganar o Google tentando burlar algum tipo de Black Hat SEO.
Essa atualização basicamente é uma máquina que aprende como os usuários interagem com os resultados de busca.
Por exemplo, o usuário clica no seu site na primeira página de resultados do Google.
Mas não fica nem dez segundos no seu site.
O motivo que esse usuário saiu do seu site rápido pode ser variado, mas passa ao Google a informação que seu site não é bom para aquela busca.
Quando o usuário não gosta do seu site ele volta para a página de resultados da pesquisa e clica no terceiro site.
Quando ele clica no terceiro site ele fica no site por mais de dez minutos.
Esse tipo de situação informa ao Google RankBrain que seu site é ruim e o outro site é bom.
Isso por que no seu site o usuário não permaneceu nem dez segundos. Já no outro site ele ficou dez minutos.
Vendo isso o Google vai jogar seu site para baixo na primeira página e subir o outro site para as primeiras posições.
Esse tipo de comportamento se chama Dwell Time.
Em resumo, quanto maior for o tempo de permanência de usuários em um determinado site para um determinada busca maior será o ranking desse site.
Isso acontece por que o Google entende que se o cada vez mais usuários estão clicando e permanecendo mais tempo no site quer dizer que esse site tem um excelente conteúdo.
Dessa forma merece estar nas primeiras posições no Google.

RankBrain e SEO no Google

Bom, agora vamos voltar ao modo como você ainda faz SEO para o Google.
Você não está nem um pouco preocupado em ter qualidade no seu conteúdo, certo?
Você quer e vai fazer o que todo tutorial de SEO ensina.
Que colocar diversas palavras-chaves no título, no H1, lotar seu conteúdo com sinônimos sem sentido só com a única e fiel intenção de tentar enganar o robô de busca do Google.
Até aqui está ok.
Você criou um conteúdo cheio de palavras-chaves e fez muito bem o SEO na sua página para ganhar posicionamento no Google.
Vamos supor que seu site chegue à primeira página em algumas semanas.
Mas não se esqueça de que você não criou um conteúdo para impressionar seu usuário e sim para enganar o Google.
Só tem um problema na sua estratégia meu amigo. O RankBrain Dwell Time.
Você acha mesmo que seu site vai permanecer na primeira página do Google?
Não, não vai.
Seu site pode até ficar algumas semanas, mas conforme os usuários forem acessar e sair rapidamente o Google vai notar e automaticamente vai jogar seu site para baixo no ranking de busca.
Só para você ter uma ideia o tempo médio para um site permanecer na primeira página do Google é de 3 minutos e 10 segundos se seu conteúdo for texto.
Se sua página também tiver infográficos e vídeos esse tempo pode aumentar.

Mas Como Faço Para o Usuário Ficar no Meu Site?

Primeira coisa meu amigo.
Pare de aplicar todas as técnicas de SEO Google que você aprendeu até agora.
Esqueça tudo que você sabe sobre SEO e otimização de sites.
Quer ter visibilidade e aumento de tráfego nos resultados de pesquisa?
Crie conteúdo ÚTIL, de QUALIDADE, ÚNICO e capriche na sua página.
Escreva de forma dinâmica.
Realmente conversando com seu usuário e não empurrando informações repetidas goela abaixo.
Coloque imagens e vídeos no decorrer do seu conteúdo.
Se tiver preguiça ou não souber criar uma imagem bacana compre uma em algum site online.
Existem vários sites que vendem imagens com direitos autorais.
Ou você também pode contratar um web designer para criar essas imagens para você.
Na parte de colocar vídeos você não precisa criar um vídeo único feito por você.
Pesquise no You Tube algum vídeo que explique alguma parte do seu conteúdo e incorpore na sua página.
Entenda que seu conteúdo deve ser único sim, mas nada impede você de referenciar outros sites ou vídeos se forem bons também.
E mais que isso, principalmente se esses vídeos aumentarem a qualidade do seu conteúdo.
Se você pensar, um vídeo simples que você colocou na sua página tem 5 minutos.
Imagine cada usuário que acessar sua página veja esse vídeo inteiro.
Você já ganhou cinco minutos que você conseguiu prender o usuário na sua página.
Voltando a imagens. Crie infográficos online se você não quiser gastar com Web Designer.
Tem muitos sites que criam infográficos de graça.

Torne seu Site Rápido, Mas Rápido Mesmo!

Entenda uma coisa bem simples, para SEO para o Google você ter pelo menos dois pilares em mente.
O Google tem duas principais exigências para um site subir nas buscas.
A primeira dela é a velocidade do seu site.
Se seu site for lento esqueça que você nunca vai chegar a lugar nenhum.
Para fazer o SEO no seu site e deixá-lo mais rápido é bem provável que você irá precisar de um programador.
Isso por que você vai precisar mexer no código fonte do site e remover coisas inúteis que atrasa o carregamento.
Coisa tipo Java script de efeitos desnecessários, CSS que está na sua folha de estilos mas não é utilizado, dessa forma somente gasta cachê do usuário.
Enfim use a ferramenta do Google Page Speed para ver o que você mudar para acelerar.
Algumas coisas você mesmo poderá mudar, mas outras coisas mais técnicas recomendamos contratar um especialista ou alguma agência de SEO.

Torne seu site Responsivo

Uma recente previsão do Google informou que até 2020 mais 80% dos acessos a internet serão feitos somente por celulares ou tablets.
Será que precisamos dizer mais alguma coisa?
Se seu site não for RÁPIDO e RESPONSIVO pode esquecer-se de um dia aparecer na primeira página da busca do Google.
É serio. Sem esses dois pilares é impossível.

O Santo Graal de SEO para o Google

Agora vamos ter uma conversa bem séria.
Se você quer realmente ganhar visibilidade, ganhar muitas vendas e conversões no Google você precisa parar de pensar somente em posicionamento de grandes palavras-chaves.
O que é mais importante, estar na primeira página para uma palavra-chave de enorme concorrência, pagando horrores de dinheiro para agências de SEO, ou estar na primeira página para um termo de baixa concorrência mas que gere conversões para seu site?
Muitas pessoas que contratam o serviços de SEO somente focam nas palavras-chaves principais e de enorme concorrência.
E tem outro agravante também.
Muitas vezes essa palavra-chave não vai gerar conversões para o site e somente vai gerar acessos.
Do que adianta ter mais de 1000 visitantes no seu site todos os dias e ter três vendas por dia?
Entendam que palavras-chaves de alta concorrência só geram tráfego!
Não geram vendas e muito menos conversões.
Entendam uma coisa, quanto mais especifica sua keyword mais difícil vai ser a concorrência para ela.
E quanto mais difícil for a concorrência mais tempo vai demorar para você chegar na primeira página do Google.

Keywords de Média e Baixa Concorrência

Esse é o verdadeiro Santo Graal para fazer Google SEO!
Você sabia que se criar um conteúdo bem otimizado para uma palavra-chave de médio-baixa concorrência seu site pode chegar à primeira página em menos de três dias?
Isso mesmo que você leu! Menos de três dias!
E seu conteúdo nem precisa ser tão espetacular assim para chegar lá.
A dica aqui é simples e rápida.
Vá até o Planeador de Palavras-chaves do Google e pesquise sua palavra-chave principal.
Na lista procure palavras-chaves que te interessam com média e baixa concorrência
Use essas palavras de média e baixa concorrência para gerar conteúdo para o seu site.
Pare de uma vez de ficar focado em somente em palavras-chaves de alta concorrência..
Veja nesse link a importância do SEO nos dias de hoje
submitted by seobusca01 to u/seobusca01 [link] [comments]


2018.07.24 19:20 albfreitas 10 Comportamentos Estranhos de um Autêntico Empata

u/albfreitas
Autêntico Empata. Você descobriu que você pode ser um empata e quer saber os sinais exatos

Autêntico Empata

– nem tudo é ruim, você sabe! Depois de aprender os truques da proteção psíquica, você achará muito mais fácil navegar neste mundo sem ser energeticamente pressionado o tempo todo.

1. Você assume a energia de outras pessoas

Você realmente não pode evitar.
Este é o traço chave do empata.
– você pode sentir essa raiva literalmente queimando sua aura.
Alguém é negativo e temeroso
– você afunda com eles, e parece que você não pode evitar!
Soa familiar?
A boa notícia é que, quando você se conscientizar de que isso não é normal (os não-empáticos não fazem nada disso), então você está a meio caminho de encontrar uma solução para isso. Quem quer estar vibrando com as emoções das outras pessoas o dia todo?
É cansativo.

2. Intuição Natural Alta

Você tem intuição em espadas, mas não é todo mundo?
Na verdade não, como um empata você tem habilidades únicas que os outros não parecem ter.
Ser um empata é um pouco como ser inteligente, exceto pelo fato de que os clientes sensíveis percebem as coisas sem “pegar” a emoção.
Como um empático, como um clarisciente, você sente as coisas psiquicamente.
Você sabe o que os outros estão sentindo apenas olhando para eles.
Você conversa com eles e pode conhecer suas intenções sem ouvi-los de seus lábios.
Você entende como eles estão pensando, como se fossem uma extensão de si mesmo. Isso é fácil.
Você sabe o que você sabe. Sua intuição dispara em todos os cilindros.

3. As pessoas drenam você facilmente

Isso pode ser um problema para você.
Quando em torno de outras pessoas, você está dando tanto que você enfrenta emoções ou problemas, mas fica cansado como resultado disso.
Se você está fazendo isso todos os dias, voluntariamente dando energia para ajudar os outros, você descobre que não tem muita coisa para si mesmo.
Você se torna cada vez mais esgotado e talvez irritado, irritado ou sentindo-se francamente usado.
Algo tem que dar.
A resposta é recuar e parar de se entregar tão facilmente.
Somente dê para aqueles que têm o direito de tomar, como suas pessoas próximas. Tome mais tempo para si e mime-se. Coloque-se em primeiro lugar por um tempo.

4. Você atrai pessoas quebradas

Outras pessoas podem sentir dando às pessoas e tentar iniciar uma amizade.
As pessoas podem se aproximar de você em locais públicos, no trabalho, etc, porque você está enviando uma mensagem para o universo que você vai dar tempo a estranhos, ouvir e oferecer-lhes algum alívio. Isso é legal, não é?
Talvez até você ficar sem tempo e energia.
Quando um empático começa a ignorar estranhos com problemas, como mágica, eles param de se aproximar de você.
Eles não sentem que você está aberto para os negócios, com um grande ombro para eles chorarem.
Esta atividade irá parar.
Você não foi colocado nesta terra para curar todas as pessoas que vêm em seu caminho (veja o ponto 3 para o porquê).

5. Multidões Afetam Você

Isso pode parecer estranho, mas não com empatia.
Salas lotadas, eventos, ruas ou festas podem enviar seus sentidos para uma confusão enorme e sobrecarregada, com emoções simultâneas vindo de todas as direções.
Soa como um pesadelo, sim?
Com a blindagem correta (recomendo o uso de pedras de proteção), essa energia é praticamente anulada.
Você pode sentir o humor das pessoas ou a energia predominante enquanto elas passam por você.
Uma pessoa agressiva passando pode sentir um soco energético ou dar um tapa na cara ao passar por você. Uma alma mais suave não emitirá tal soco e parecerá quieta em comparação.

6. A localização da vida é importante

Alguns empatas podem sentir a dor do mundo, como uma maldição.
Outros estão conscientes da energia da cidade ou da vizinhança em que vivem.
Muitos empates acabam vivendo em áreas menores, onde a energia da população é menor.
Vivendo em uma área muito animada, como uma área jovem e quadril, ou uma área de crime, ou uma área densamente povoada, pode drenar o empata.
Como um empata, você não ama apenas um país caminhando em um lugar solitário para recarregar essas baterias?

7. Você é muito sensível

Isso é um dado. Você não gosta de ver qualquer coisa viva em dor ou sofrimento porque sofre ao lado deles.
Alguns empáticos podem até sentir sintomas físicos coincidindo com o que os outros estão passando.
Se a violência na TV for extrema, você pode simplesmente mudar de canal.
Se houver uma cena desagradável, uma discussão ou alguém estiver sendo intimidado, você pode até sair da sala se não puder ajudá-los.
Você não quer ver ou sentir isso.

8. Você pode ver muitas mentiras

“Mentiroso, mentiroso, calças em chamas”.
Este fica velho, não é? Você sabe que eles estão mentindo.
Você não sabe como, mas você sabe disso imediatamente.
Eles não podem ver que você é um empata?
Quem eles pensam que estão enganando?
Você agüenta isso e não deixa transparecer, porque nem sempre é possível provar isso.
Mas você sabe em quem confiar e quem não deve.
É fácil na verdade.
Essas mentiras são tão juvenis.
  1. Cura emocional é seu presente
Através de sua compaixão e tempo gasto entendendo as aflições dos outros, você está curando-os.
Sim, este é um dos seus dons.
Este relaciona-se com o ponto 4.
É por isso que você atrai todas as pessoas que querem a cura.
Você pode realmente ajudar seus entes queridos através de dar este dom de ouvir e verdadeiramente compreensão e carinho.
Nem todo mundo faz isso para as pessoas. Use este presente quando for necessário.
Você aprenderá quem curar e quem sair.
Mas Algumas pessoas vão se curar e depois seguir em frente e chutar você nos dentes.
Discernir quem são seus amigos verdadeiros antes de oferecer este presente incrível.
Você tem algo real para oferecer ao mundo, então entenda o seu valor, mas porque vale muito a pena.
Não se subestime se você é um empata.
As pessoas matariam para serem suas amigas e curariam cada vez que conversarem com você.
Mas então você já sabe disso. Portanto, mas tenha cuidado com quem são seus verdadeiros amigos e quem apenas quer receber seu presente.

10. Os empáticos ignoram seus próprios problemas

Por fim, você é um especialista em ignorar seus próprios problemas, mas sobre os quais precisa falar.
Você está tão ocupado curando os outros que nunca consegue falar o que precisa.
Você carrega o peso de seus problemas junto com os seus. Mas Quando é o seu tempo de cura?
Você sabe que é forte e ótimo com problemas, mas você está suprimindo todas as suas próprias coisas, em favor de ajudar todos os outros?
Você pode dispensar isso e nem perceber.
Mas, certamente, em algum momento ou outro, você pode se encontrar em colapso.
Todas essas emoções reprimidas e problemas têm que surgir para a cura em algum momento.
Aprenda a cuidar de seus próprios problemas quando eles surgirem.
Não os coloque dentro de você para que você possa cuidar dos outros sem parar.
Tire um dia, diabo uma semana, para resolver-se como você vai. Mas Desta forma, você não vai derreter, explodir ou quebrar em algum momento no futuro.
submitted by albfreitas to brasil [link] [comments]


2018.05.15 22:20 DryDragonfruit Cai na real e não sei como seguir em frente

Eu meio que me apaixonei por essa garota na faculdade. Ela alimentou muito as minhas esperanças de que talvez eu pudesse ficar com alguém, ela demonstrou através de pequenos gestos e sinais, certo interesse e fui percebendo que talvez aquele sentimento fosse mútuo e eu por ser apenas um cara ingênuo e sem experiências amorosas acabei me apaixonando ainda mais por ela. Vou dividir essa história em 3 atos para que vocês possam me entender melhor:
ATO I
A minha semana tinha sido horrível, o meu avô tinha falecido e eu compareci no seu enterro, mas foi no dia da missa (no ápice da minha solidão e tristeza) que eu tive um devaneio e resolvi arriscar. Peguei o celular do bolso e mandei umas mensagens que no meu ponto de vista foram boas e acho que foram bem recebidas, mas eu acabei me precipitando e pode ser que tenha estragado um pouco as coisas. Ela me deixou no vácuo depois de uma mensagem a altas horas da noite, apesar de ter respondido um oi quase instantâneo, e assim se foi pelos dias seguintes, e eu continuei triste. Um tempinho depois eu percebi que ela havia mandado indiretas, mas eram boas indiretas. Aquilo então me impulsionou a tentar falar com ela novamente...
ATO II
A vontade de falar com ela ficou entalada na garganta e aquilo me deu um nó, eu nunca me senti tão impotente e deprimido quanto tenho me sentido nessas últimas semanas. Foi então a dois dias atrás que eu resolvi ir lá e falar com ela, mesmo que fosse apenas um oi. Mas na minha cabeça eu não conseguiria fazer isso tão simplesmente, ela é uma garota difícil de se ter atenção, então eu bolei todo um plano "romântico" para conseguir a atenção dela, mas como sempre eu estraguei tudo e talvez tenha passado vergonha na frente dela.
ATO III
Decidi parar de pensar nela naquele momento, mas a vontade de ficar com ela não havia passado então eu fui checar as redes sociais dela. E percebi que ela gosta de um babaca que eu conheço, e percebi também que aquelas indiretas eram para esse cuzão e eu com toda a minha ingenuidade quase infantil, acreditei. Mas enquanto aos sinais que ela demonstrava com tanta frequência? Descobri também pelas redes sociais dela que pelo visto ela faz isso com todo mundo apenas para inflar o seu ego, ou então apenas para conseguir transar com alguém. Eu já desconfiava desde o início que não seria possível pois eu não faço o tipo de cara que ela pega, mas não havia percebido isso com total plenitude. Ela "flertou" comigo por 3 meses apenas para inflar o próprio ego, flerte mesmo. Olha que eu acreditei fielmente nessa mentira, já não conseguia nem mesmo olhar para outras mulheres, uma moça que as pessoas apontavam e falavam que era gata eu nem ligava pois sabia que essa garota que me apaixonei dava de 10 x 0.
Eu desisto das mulheres, de agora em diante eu prefiro focar nos estudos mesmo, não to nem ai mais pra mulher, quer saber é FODA-SE memo, eu prefiro morrer solitário do que me enganar com uma víbora dessas novamente.
submitted by DryDragonfruit to desabafos [link] [comments]


SINAIS QUE EL@ PENSA EM VOCÊ - YouTube 5 Sinais Que Uma Pessoa Está Apaixonada - YouTube 5 Sinais Que Uma Pessoa Não Gosta De Você - YouTube Sinais Que Alguém Não Gosta de Você - YouTube 5 Sinais Que Alguém Gosta de Você (Mas Está Tentando ... 5 Maneiras Infalíveis de Demonstrar que Gosta de Alguém (Garantido) TARÔ RESPONDE, ELE (A) GOSTA DE OUTRA(O)??? Sinais que Ela gosta de você e que vale a pena você insistir!!!

10 Sinais que ela te ama de verdade Santo Papo

  1. SINAIS QUE [email protected] PENSA EM VOCÊ - YouTube
  2. 5 Sinais Que Uma Pessoa Está Apaixonada - YouTube
  3. 5 Sinais Que Uma Pessoa Não Gosta De Você - YouTube
  4. Sinais Que Alguém Não Gosta de Você - YouTube
  5. 5 Sinais Que Alguém Gosta de Você (Mas Está Tentando ...
  6. 5 Maneiras Infalíveis de Demonstrar que Gosta de Alguém (Garantido)
  7. TARÔ RESPONDE, ELE (A) GOSTA DE OUTRA(O)???
  8. Sinais que Ela gosta de você e que vale a pena você insistir!!!

5 Sinais Que Uma Pessoa Está Apaixonada 👍 👉 Quer mais? Acesse http://alexandervoger.com/comecar-agora/ Para desenvolver seu poder de sedução clique acima ___... Seguindo esses 5 passos infalíveis, você fará a pessoa que gosta entender o que sente por ela! Sim, é possível você construir uma Renda Extra 100% pela internet e sem esquemas, pirâmides ou ... Sinais que Ela gosta de você e que vale a pena você insistir!!! ... te deixou com medo de ser você mesmo e você achou que teria que se tornar outra pessoa para finalmente ela te reconhecer e ... O PRIMEIRO PROGRAMA DE CONQUISTA / PRA SOLTEIROS DO YOUTUBE BR, O LOVE DRAMA ta no ar! Vem ver: https://www.youtube.com/watch?v=izRNNpbMElQ BAIXE O MEU APP G... 5 Sinais Que Uma Pessoa Não Gosta De Você 👍 Quer mais? Acesse http://alexandervoger.com/comecar-agora/ Para desenvolver seu poder de sedução clique acima 👉 C... 5 Sinais Que Alguém Gosta de Você (Mas Está Tentando Esconder Isso) 👍 Quer mais? Acesse http://alexandervoger.com/comecar-agora/ Para desenvolver seu poder d... SEJA AVISADO DE TUDO: SEJA AVISADO DE AULAS NOVAS: https://live.thiagoburigatto.com.br/yt (Telegram) SEJA AVISADO QUANDO EU ENTRAR NO AR + CONTEÚDO EXCLUS... CONSULTAS PARTICULARES PAGAS NO 71 99663-5579. CONTA PARA DEPÓSITO DAS CORRENTES . AG 1223-8 CONTA CORRENTE 22417-0 SELMA SOUSA SA BANCO DO BRASIL.